In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


PORSCHE PARA VER

PORSCHE PARA VER

 

 

Depois da Ferrari é a vez de apresentarmos aos nossos leitores P14 0153P14 0156P14 0157P14 0160P14 0162P14 0186P14 0187pior7polar cnt_2014por1por2por3por4por5por6por8por9por10por11por12por14por15por16por17por18por19por20por21por22por23por24por25por26por27por28por30por200por202por203por204por205por206por208por209por210por211por212por214por215por216por217por218por219por220por221por222PORSCHE0007porsche1porsche2porschelemans3porsche4porsche5porsche6porsche7porsche8porschegenebraporschelemans1porschelemans2porschelemans3porschelemans4 uma série de imagens da Porsche....

 

LUVAS TOM CORONEL

LUVAS TOM CORONEL

 

O piloto holandês está indeciso sobre a esolha do modelo decorativo de luvas aluvasparacoronelselecionar usar esta época no WTCC, e assim no seu Facebook, Coronel pede a opinião dos seus fans, no sentido de pretender saber qual o modelo a usar.

 

FERRARI PARA VER....

FERRARI PARA VER

 

 

Nada melhor do que encher o olho com estes Ferrari.....fer1fer2fer3fer4fer5fer6fer7fer8fer9fer10fer30fer31ferrari portugal

 

TOM CORONEL APRESENTA CÔRES DO SEU CRUZE

TOM CORONEL APRESENTA CÔRES DO SEU NOVO CRUZE

 

Tom Coronel apresentou ontem o looking final qudecoracoronel1decoraocoronel2decoraocoronel3decoraocoronel4decoraocoronel5decoraocoronel6e o seu novo Chevrolet Cruze irá ostentar ao longo da época de 2014.

 

BTCC COM QUASE 30 CARROS EM PISTA

BTCC COM QUASE TRINTA CARROS EM PISTA

 

 

A edição 2014 do BTCC, promete esta época, na qual quase tres dezenas de carros estarão em pista, prometendo um excelente espectáculo, que emvolve uma série de marcas e preparadores.Assim apresentamos um conjunto de imagens de algumas das máquinas que irão estar em pista.btcc1btcc2btcc3btcc4btcc5btcc6btcc7btcc8btcc9btcc10btcc11btcc12btcc14btcc15btcc15btcc16hondabtcc1hondabtcc2hondabtcc3hondabtcc4hondabtcc6hondabtcc6hondabtcc8hondabtcc10hondabtcc12hondabtcc14hondabtcc14hondabtcc16hondabtcc17honda btcc5honda btcc7honda btcc9

 

MERCEDES DISTINGUE-SE NAS REDES SOCIAIS

 

Mercedes-Benz é a marca automóvel mais bem sucedida nas redes sociais

A Mercedes-Benz é a marca automóvel mais popular e mais bem sucedida nas redes sociais. Só no Facebook, a marca de Estugarda tem o maior número de fans entre todas as marcas automóveis, com mais de 3,2 milhões de novos utilizadores no ano passado. Além disso, com cerca de 22 milhões de interações, os utilizadores da Mercedes-Benz foram os fãs automóveis mais ativos nesta rede social; retirado dos valores reais publicados pelos "socialbakers".

Mesmo comparando com as marcas globais não automóveis, a Mercedes-Benz está no 2º lugar em relação à interação com os seus fans no Facebook. Apenas os fãs da Walt Disney têm mais Gostos, Partilhas e Comentários. Verificamos um resultado semelhante no último estudo de eBench. Isto comprova que, no Facebook, YouTube e Twitter, a Mercedes-Benz demonstra facilmente o seu maior crescimento, a maior interação e as avaliações mais positivas entre os fabricantes de veículos premium. Neste ano, as interações no Facebook aumentaram para três milhões por mês. No Instagram, os valores são ainda mais elevados. Com 4,5 milhões de interações com clientes, a Mercedes-Benz foi a primeira entre as 100 marcas mais ativas em janeiro de 2014. Com a nova “Social Cloud” no site internacional da marca, www.mercedes-benz.com, a Mercedes-Benz está agora a expandir a sua presença nas redes sociais.

 

 

“Social Cloud” – mundo de experiência digital para clientes e pelos clientes

A “Social Cloud” é o local onde a Mercedes-Benz reúne todo o material publicado relacionado com a Marca Mercedes-Benz, tanto de fontes independentes como de blogues, Twitter, YouTube, Facebook, Google+ e Instagram, bem como dos canais sociais oficiais da Mercedes-Benz. A marca de Estugarda está assim a expandir a sua revista digital www.mercedes-benz.com com uma plataforma aberta e transparente. Isto oferece aos clientes e aos potenciais clientes uma visão sem paralelo do mundo da Mercedes-Benz – também sob a perspetiva dos próprios clientes.

A “Social Cloud” é um desenvolvimento adicional da plataforma "Mercedes-Benz Social Publish", que foi criada para bloguers e jornalistas online em 2012. É o local onde todos os itens publicados sobre a Mercedes-Benz em sites web externos, em blogues e em revistas digitais ou no Twitter são coligidos automaticamente. Isto transforma o portal numa fonte de pesquisa global para bloguers e jornalistas. Com base na experiência desta plataforma e nos comentários dos utilizadores, a “Social Cloud” foi agora desenvolvida para clientes e para todos os utilizadores online interessados na Mercedes-Benz.

Mercedes-Benz nas redes sociais

Durante muitos anos, a Mercedes-Benz tem estado entre as marcas automóveis mais bem-sucedidas e mais ativas na internet – graças, parcialmente, a medidas originais como a maior parede Instagram a nível mundial durante o International Motor Show (IAA), ou o Mercedes-Benz Instagram Shootout. Desde 2013, e com vários tópicos, a Mercedes-Benz tornou possível que os fotógrafos tirassem fotografias aos veículos com a estrela Mercedes e colocassem as suas imagens no Instagram. As fotos podem ser avaliadas por todos os utilizadores. Outro exemplo da colaboração de sucesso com os autores digitais: em janeiro de 2014, bloguers e outros líderes de opinião que participaram numa viagem de cinco dias puderam acompanhar o novo Classe C a partir de Tuscaloosa, Alabama, EUA, na sua estreia mundial no North American International Auto Show em Detroit.

As extensas atividades online e nas redes sociais foram uma parte integral da ‘Digital Media House’, onde a Mercedes-Benz edita e publica conteúdos da marca premium em vários canais digitais. Há muitos anos que a Mercedes-Benz se foca em conteúdos da marca no mundo digital, bem como no estabelecimento como editor da marca. Para além do desenvolvimento adicional da “Social Cloud”, vários "shootouts" e a Mercedes-Benz Wiki aparecerão brevemente.

Os resultados de socialbakers.com
http://www.socialbakers.com/blog/2114-steering-for-success-mercedes-benz-overtakes-the-competition-on-facebook
http://www.socialbakers.com/blog/2111-lessons-from-the-leaderboard-looking-at-instagram-s-best

Os resultados de eBench.com
http://blog.ebench.com/2014/02/prestige-automotive-digital-performance.html

Mercedes-Benz nas redes sociais
www.mercedes-benz.com ou http://social.mercedes-benz.com
http://socialpublish.mercedes-benz.com
www.facebook.com/MercedesBenz

www.facebook.com/mercedesbenzpt

www.google.com/+MercedesBenz
www.twitter.com/MercedesBenz
www.pinterest.com/MercedesBenz
www.youtube.com/MercedesBenztv
www.instagram.com/MercedesBenz
www.foursquare.com/MercedesBenz
www.linkedin.com/company/daimler
www.mercedes-benz.com/xing
https://vine.co/mercedesbenz

 

Mercedes-Benz Portugal com maior engagement em Social Media

               

Em Portugal a Mercedes-Benz é também a Marca automóvel com maior número de fãs, cerca de 350.000. Segundo uma análise dos dados Social Media Explorer, do Grupo Marktest, a Mercedes-Benz foi a Marca com que os utilizadores mais interagiram durante o ano de 2013, destacando-se pelo elevado engagement (total de gostos, partilhas e comentários) nas suas páginas de Facebook, assim como pelo número de notícias.

 Social Media

 

NOVA GERAÇÃO PROPULSORES

 

Nova geração turbodiesel 1.6 CDTI reforça a gama Astra

O silencioso 1.6 CDTI turbodiesel da nova geração de motores da Opel já está disponível na gama Astra. Com elevada potência e elevado binário máximo, o moderno 1.6 CDTI faz parte da série mais recente de propulsores Opel, com que o fabricante de Rüsselsheim renovará a maior parte da sua linha até ao final do próximo ano. O 1.6 CDTI vai equipar as variantes Astra (cinco portas), Astra Sedan (quatro portas) e Astra Sports Tourer (‘station wagon’). Este propulsor destaca-se pela elevada ‘performance’ e pelo baixíssimo nível de ruído, registando um consumo de apenas 3,9 litros de gasóleo a cada 100 km. O novo 1.6 CDTI da Opel possui bloco e cabeça construídos em alumínio. A suavidade de funcionamento, o baixo consumo e as ‘performances’ elevadas estão entre as características de maior relevo deste propulsor que conta com a mais recente tecnologia, desde a injeção direta ‘common rail’ de alta pressão até ao turbocompressor de geometria variável, passando pela distribuição de quatro válvulas por cilindro. Registe-se que este turbodiesel já consegue cumprir a futura norma de emissões Euro 6, que entrará em vigor em Setembro de 2015. O novo Astra 1.6 CDTI de 136 cv já está disponível em Portugal e é proposto com preços a partir de 24.600 euros.  (...)

 

 

RETA REFORÇA CRESCIMENTO

 

Criação de 40 novos postos de trabalho para expansão de áreas de negócio da empresa

RETA REFORÇA CRESCIMENTO EM 2013

 

A Reta – Serviços Técnicos e Rent-a-Cargo, S. A., no âmbito da sua estratégia de expansão, criou, no último ano, 40 novos postos de trabalho, o que corresponde a um crescimento de 50% dos recursos humanos, relativamente ao ano de 2012, o que se explica pela aposta na expansão das áreas de negócio da empresa.

 

“Em 2013, ano em que o desemprego subiu em Portugal e a economia não cresceu como previsto, a Reta evoluiu em contraciclo com o país, investiu no seu desenvolvimento e reforçou as suas equipas, com a criação de 40 novos postos de trabalho. Deste modo, a Reta reafirma o seu compromisso no apoio e desenvolvimento do setor de transporte de mercadorias” reforça Samuel Perfeito, Gestor de Recursos Humanos da Reta. 

 

Do número total de novos postos de trabalho a maioria corresponde a áreas operacionais e cerca de 20% a áreas diretivas e de gestão, assim como administrativas.

 

Durante o ano de 2013, a Reta apostou no crescimento das suas áreas de negócio de venda de peças e serviços técnicos, nomeadamente na venda de peças DAF e TRP (insígnia aftermaket da DAF para peças multimarca), e o início da atividade de manutenção e reparação mecânica de tratores multimarca, tornando-se também DAF Service Partner.

 

Sobre a Reta

O core business da Reta compreende a manutenção e reparação, venda e aluguer de semirreboques e aluguer de curta duração de tratores. A empresa conta com uma rede de Centros de Assistência Técnica, estrategicamente localizados e com boas acessibilidades, nas localidades do Carregado, Vila Nova de Gaia e Perafita.

 

image001
 

BÓNUS HERTZ

 

Até final de Junho

3.000 MILHAS DE BÓNUS COM A HERTZ

 

Lisboa, março de 2014 – Com a Primavera à porta chega o bom tempo, o sol  e a boa disposição – à Hertz chegou uma promoção que não vai querer perder. Até ao final de Junho alugue uma viatura numa das 8.500 estações Hertz presentes em 147 países, por um período mínimo de 3 dias, com o código da promoção e ganhe milhas a triplicar.

 

Para se habilitar a esta promoção, apenas terá de efetuar a reserva de uma viatura, por um período mínimo de 3 dias, até 30 de abril e usufruir do aluguer até ao dia 30 de junho de 2014. O uso do código PC197002, bem como o número de membro da TAP no momento da reserva é imprescindível.

 

O bónus de milhas triplas varia consoante os membros da TAP Victoria:

Clientes

Bónus de Milhas Triplas

Desconto

Membro Victoria Miles

1.500

10%

Membro Victoria Silver

2.250

10%

Membro Victoria Gold

3.000

15%

 

Não perca esta oportunidade de triplicar milhas com a HERTZ.Hertz TAP_Spring_Promotion

 

DOIS NOVOS MODELOS PORSCHE

 

Modelos desportivos de topo com motor central mais potente e com suspensão adaptativa


Dois novos modelos com a melhor performance: Boxster GTS e Cayman GTS


Os dois novos modelos com motor central da Porsche estão prontos e desejosos de se mostrarem: com motores melhorados e a excelente suspensão PASM, o Boxster GTS e o Cayman GTS estabelecem novas referências do carácter desportivo no seu segmento. A frente redesenhada e a traseira modificada, faróis bi-xénon escurecidos – com Porsche Dynamic Light System (PDLS) de série – e o logótipo do modelo no exterior em Preto brilhante são características subtis, mas inconfundíveis, dos novos modelos. O nome diz tudo: um Porsche “GTS” significa Gran Turismo Sport e disponibiliza performance Porsche extraordinária desde o lendário 904 Carrera GTS de 1963. Com os novos dois lugares, a Porsche renova o seu compromisso com os verdadeiros modelos desportivos para uma utilização em pista ou no dia-a-dia.
O motor de seis cilindros boxer que dá vida aos modelos Boxster e Cayman “GTS” tem por base o bloco 3.4 do Boxster S e do Cayman S. Com uma nova optimização e afinação, consegue agora debitar mais 15 CV (11 kW). Isto significa que o Boxster GTS possui uma potência de 330 CV (243 kW), enquanto que o Cayman GTS debita 340 CV (250 kW). O binário também foi melhorado em 10 Nm em ambos os modelos. Para além disso, o Pacote Sport Chrono é de série nos dois. Isto significa que com esta conjugação, com a opcional caixa PDK e o Sport Plus activado, o Boxster GTS acelera dos 0 aos 100 km/h em 4,7 segundos, enquanto o Cayman GTS é uma décima mais rápido. Ambos estabelecem novos valores de referência. No que se refere à velocidade máxima – medida com a caixa manual de seis velocidades de série – o Boxster é o primeiro dos roadsters Premium a superar a marca dos 280 km/h, alcançando uma velocidade máxima de 281 km/h. O Cayman consegue alcançar os 285 km/h. Os novos modelos de topo são os primeiros dois lugares com motor central da Porsche a serem certificados de acordo com as normas Euro 6 que, com este método de medição, conseguem uma média de consumos, com a caixa PDK, de 8,2 l/100 km (9,0 l/100 km com a caixa manual).
P14 0228P14 0232P14 0234P14 0238P14 0239
O Boxster GTS e o Cayman GTS combinam uma experiência de condução única e dinâmica mas mantêm intacto o típico e característico conforto de rolamento Porsche. Por exemplo, a combinação do PASM e do Pacote Sport Chrono de série permite ao condutor alterar entre o amortecimento desportivo e, por outro lado, pelo conforto de rolamento nas viagens de longa distância, premindo apenas um botão. Os pneus, com medidas 235/35 à frente e 265/35 atrás em jantes de 20 polegadas Carrera S, oferecem a configuração perfeita para os dois. Ambos trazem de série bancos desportivos e interior em pele. Tal como noutros modelos GTS da Porsche, são aprimorados com elementos em Alcântara.
Com estes novos modelos, a Porsche estende o conceito GTS ao Boxster e ao Cayman. Tal como o Cayenne GTS e o Panamera GTS, são extremamente desportivos, reservados para uma condução dinâmica de topo no seu segmento. A combinação das letras tem origem no 904 Carrera GTS, um modelo de competição de 1963 que também era homologado para a utilização em estradas públicas. Nas décadas de 1980 e 1990, o 924 GTS e o 928 GTS cultivaram este princípio. Renasceu em 2007 na forma do Cayenne GTS e posteriormente foi também implementado no 911 e no Panamera.
Os novos modelos serão lançados em Maio de 2014. Com as especificações de equipamento para Portugal e com os impostos incluídos à data deste comunicado, o Boxster GTS vai custar 94.816€ (94.230€ com a opcional caixa PDK) e o Cayman GTS 98.752€ (98.116€ com a opcional caixa PDK).

 

DUNLOP LANÇA NOVO PNEU

 

Dunlop lança novo pneu touring desenhado em conjunto com a Harley-Davidson®

 

4@11@9@11@9@5xe" filled="f" stroked="f">image002.png@01CF42C5.734647D0" >A Dunlop apresentou o novo pneu traseiro D407T, o mais recente da gama touring. O D407T foi desenhado em parceria com a Harley-Davidson® para garantir uma condução forte e segura em todas as condições. Este pneu vem agora montado de origem em todos os modelos touring 2014 da Harley-Davidson® com pneus com painel lateral preto.

 

O D407T introduz a segunda geração da tecnologia touring da Dunlop e dispõe da tecnologia Multi-Tread (MT), que combina um multicomposto resistente e duradouro na parte central e compostos com excelente aderência lateral de ambos os lados. O pneu foi concebido para otimizar a performance e suportar quilometragens superiores às dos modelos anteriores sem comprometer a condução e a aderência.

 

Para além de ser selecionado como equipamento de série para os modelos touring de 2014 com pneus com painel lateral preto, o D407T é igualmente compatível com todos os modelos touring 2009-2013 da Harley-Davidson®.

 

A Harley-Davidson® é um fabricante de motociclos icónico, com admiradores fervorosos que exigem a máxima qualidade no que toca à experiência de condução. Durante mais de 30 anos, a Dunlop tem sido o único fabricante de pneus de confiança da marca para o desenvolvimento e produção de pneus de origem e, dessa forma, garantir que todos os motociclistas vivem a genuína experiência Harley-Davidson®.

 

"Temos uma longa parceria de sucesso com a Harley-Davidson e estamos muito satisfeitos por incorporar a nossa tecnologia mais recente na nova geração de pneus touring. A tecnologia Multi-Tread permite-nos afinar o pneu com base em requisitos específicos. Para além das principais características do D407, nomeadamente a condução e aderência excecionais, o 'T' garante uma maior quilometragem aos proprietários de motos Harley-Davidson" declara Sanjay Khanna, Diretor da Dunlop Motorcycle Tyres EMEA.

 

 

Acerca da Dunlop

A Dunlop é um dos maiores fabricantes de pneus para motos com um impressionante currículo de sucessos no motociclismo. A vasta experiência competitiva da Dunlop proporcionou o desenvolvimento de tecnologias inovadoras para pneus concebidos para o uso no dia-a-dia. Sempre com o objetivo de transmitir total confiança aos motociclistas, a Dunlop oferece a todos os tipos de motociclistas o desempenho e a durabilidade das mais recentes tecnologias de pneus. Muitos dos principais fabricantes de motociclos e scooters, incluindo KTM, Triumph, Honda, Kawasaki, Suzuki e Yamaha, aplicam produtos Dunlop de origem.

 

Para mais informações sobre a Dunlop visite www.dunlop.pt, a página do Twitter ou do Facebook.

 D407 rear_studio

 

RECORDE CONSUMO PEUGEOT

 

Recorde de consumos para o PEUGEOT 308 com o motor de
três cilindros turbo a gasolina PureTech!

 

308 PureTech
O PEUGEOT 308, recentemente eleito Carro Europeu do Ano 2014, completa a sua
gama com o novo motor a gasolina turbo PureTech de 130 cv. Uma berlina de série
acaba de estabelecer um novo recorde de consumos: 2,85 litros de combustível aos 100
km, percorrendo 1 810 quilómetros apenas com um depósito!
Este feito foi realizado no circuito de Almeria (Espanha) sob o controle das autoridades
francesas da UTAC (Union Technique de l’Automobile, du motocycle et du Cycle). Uma
berlina PEUGEOT 308, estritamente de série, equipada com o novo bloco de três cilindros
turbo a gasolina, da família PureTech, associado a uma caixa manual de seis velocidades,
rolou durante mais de 32 horas, consumindo um total de 51,4 litros. O PEUGEOT 308
define, assim, um novo recorde de consumos e de distância percorrida com um único
depósito de combustível. Vários pilotos contribuíram para a obtenção deste resultado no
decurso desta avaliação.
Esta performance foi alcançada com um modelo de série, permitindo ao PEUGEOT 308 1.2
e-THP 130 tornar-se na nova referência em matéria de consumos, como automóvel de
produção em massa, equipado com um motor a gasolina. Compacto, virtuoso e potente,
este motor turbo é um concentrado de eficiência e de tecnologia avançada. Dotado de
injecção directa de alta pressão (200 bar) e de um turbo de alta performance de nova
geração (operando a 240.000 rpm), ele representa uma verdadeira ruptura tecnológica.
Associado àquele que é o automóvel mais compacto e mais leve do seu segmento, este
bloco pode expressar em pleno todas as suas excepcionais características de dinâmica e
sobriedade.
Já referência no seu segmento na versão diesel BlueHDi 120 cv, com um consumo médio
de combustível de 3,1 l/100 km e emissões de CO2 contidas nos 82 g/km, o PEUGEOT 308
volta a demonstrar a qualidade do seu design e sua homogeneidade como um todo.
Comercializado a partir do final do mês de Março, o PEUGEOT 308 1.2 e-THP 130 está
homologado com um consumo misto de 4,6 l/100 km e com emissões de CO2 de 107
g/km. Esta proposta vem complementar a restante oferta da gama 308, onde se incluem
três motores a gasolina (de 82 a 156 cv) e quatro motores diesel (de 92 a 150 cv).
Acrescente-se que este motor a gasolina turbo PureTech irá estar, também, disponível nos
modelos 208 e 2008 ao longo das próximas semanas, numa versão de 110 cv.

 

PORSCHE É NOTICIA

 

Porsche SE beneficia de grande desenvolvimento do grupo Volkswagen

 

O lucro do grupo de € 2410000000 / liquidez líquida sobe para € 2610000000 / pedido de indemnização Demitidos / dividendos ( prefs ) inalterada em 2,010 €

Stuttgart. 18 março de 2014 . Porsche Automobil Holding SE , Stuttgart ( Porsche SE) relatou sobre lucro do grupo para o ano fiscal de 2013 de 2,41 bilhões de euros. Este Significativamente foi influenciado pelo lucro do investimento contabilizados pelo capital em Volkswagen AG de 2,71 bilhões de euros. No ano anterior , o lucro do grupo para o ano foi caracterizado principalmente por um efeito não recorrente positivo sobre os lucros da contribuição das operações de negócio que prende a Volkswagen AG e cam a 7,94 bilhões de euros. Em 31 de dezembro de 2013, a Porsche SE TEVE liquidez líquido de 2,61 bilhões de euros (ano anterior : € 2560000000 ) .

Na Conferência de Imprensa Anual de hoje, o CEO da Porsche SE, Prof . Dr. Martin Winterkorn , enfatizou boas perspectivas futuras da empresa . Ele afirmou que a criação do grupo automotivo integrado em agosto de 2012 HAD beens de valor para todos os envolvidos . "Porsche e Volkswagen são consideráveis ​​sinergias Percebendo sob a égide do grupo compartilhado. A aliança de 12 marcas fortes, de Audi a Volkswagen e Porsche, e da Ducati para MAN e Scania , única está dentro da indústria automotiva. Porsche SE e seus acionistas se beneficiam muito consideravelmente de isso ", disse Winterkorn . Ao mesmo tempo , a Porsche SE como âncora acionista garante que o grupo Volkswagen tem a longo prazo e orientação sustentável.

Cam resultado da Porsche SE financeiro para menos de 69 milhões de euros no ano fiscal de 2013 (ano anterior : menos 30 milhões de euros) . Este desenvolvimento é, em particular Atribuível ao reconhecimento de provisões de 64 milhões de euros para os juros sobre o pagamento de impostos esperadas de uma auditoria domínio fiscal em curso para o período de avaliação 2006 a 2008.

O fluxo de caixa das atividades operacionais da Porsche SE para 665.000.000 € cam e contém o efeito positivo do pagamento de dividendos da Volkswagen AG de 386 milhões de euros. Além disso , houve uma entrada de 326 milhões de euros do reembolso de imposto de renda .

A distribuição de dividendos para os acionistas da Porsche SE resultou na saída de caixa de atividades de financiamento de 615 milhões de euros.

Patrimônio da Porsche SE Aumento de € 30470000000 , no ano fiscal passado. Há um ano, esse valor era de 28,50 bilhões de euros. Como resultado, o rácio de capital de 96,4 Aumento por cento no ano anterior para 97,4 por cento.


Winterkorn : apenas uma questão de tempo até que a primeira transação

Professor Winterkorn ressaltou a intenção da empresa para complementar TIC principais investimentos na Volkswagen , adicionando novos investimentos ao longo da cadeia de valor da indústria automóvel . Estes estão a ser financiadas a partir da liquidez disponível net. Winterkorn afirmou que tanto o Grupo Volkswagen e Porsche SE vangloriar perícia automóvel excepcional. " Durante o ano passado , demos uma olhada em mais de duas dezenas de empresas , e eles incluíram candidatos interessantes. NO ENTANTO, várias questões específicas estavam no caminho de um investimento. " Ele explicou que a nova avaliação de investimentos para áreas atualmente elevado e que há uma grande quantidade de liquidez no mercado . " Nós carregamos uma grande responsabilidade para os ativos confiados a nós , todos os que queremos aumentar com sucesso. Não estamos , portanto, atraente disposto a adquirir novos investimentos a qualquer preço. Substância e Rentabilidade têm prioridade sobre a velocidade. Este princípio mantém-se inalterada " , disse Winterkorn .

Ele acrescentou que o foco da empresa em novos investimentos ao longo da cadeia de valor da indústria automóvel não tinha mudado , que vão desde as tecnologias básicas para o processo de desenvolvimento e fabricação de serviços relacionadas com a mobilidade de veículos e . A ênfase , ele continuou , é antes de tudo sobre as principais tendências na indústria automobilística mundial: a sustentabilidade, a conservação dos recursos e do mundo automotivo cada vez mais em rede. Exemplos específicos incluem novos conceitos de propulsão e materiais , bem como tecnologias para a segurança do veículo e conectividade, explicou Winterkorn .


Porsche SE evita indemnização no valor de milhares de milhões

No lado legal , a Porsche SE Alcançados outras vitórias de formação em queda em relação ao ano fiscal passado. A empresa conseguiu convencer todos os Requerentes perante a Suprema Corte do Estado de Nova York e da maioria dos Requerentes perante o Tribunal Distrital dos EUA em Nova York para retirar seus créditos. A decisão sobre as reivindicações feitas pelos Requerentes tese encontra-se pendente na Alemanha. Apenas 8 dos 46 Requerentes formar perante o Tribunal Distrital dos EUA Permanecer nos EUA.

Os processos restantes pendentes na Alemanha foram atrasados ​​em 2013 em algumas caixas de forma significativa. Por exemplo, os recorrentes no total de seis processos no Tribunal Regional de Braunschweig entrou com um grande número de movimentos. São esperados cinco dos seis processos de tese para ser ouvido nesta primavera. A sexta caixa foi encaminhado para o Tribunal Regional Hanover dos Requerentes eficazes tinha adicionado alegações antitruste para a sua afirmação . Com base nas mesmas alegações alegado, as autoras formularam Ação ano aussi contra dois membros do conselho de supervisão da Porsche SE perante o Tribunal de Frankfurt am Main Regional , no outono de 2013. Na visão de Porsche SE , este trabalho é de natureza puramente de natureza táctica e se destina a exercer pressão sobre os réus . Porsche SE juntou-se o processo no lado dos Réus .

A reivindicação por fundos de hedge americanos por ano montante de cerca de € 1360000000 Ontem foi indeferido pelo Tribunal de Stuttgart Regional. O julgamento vindicado o parecer jurídico da Porsche SE.


Dividendo de € 2,010 por ação preferencial proposto

A proposta de dividendos que será submetido a votação para a assembleia geral anual em Stuttgart em 27 de maio de 2014 Dispõe sobre a distribuição de 2010 (ano anterior : 2.010) euros por ação preferencial e de 2.004 ( 2.004 ) euros por acção ordinária.

Com base na estrutura atual grupo e desenvolvimento de negócios esperado , a Porsche SE antecipa um lucro para o ano fiscal de € 2200000000 e entre 2,7 bilhões de euros. Neste contexto, a empresa beneficia dos pontos fortes do grupo Volkswagen e tem potencial correspondente para Aumentar o valor acrescentado nos próximos anos .

 

Google Tradutor

 

NOVO LEXUS EM PEQUIM

 

Novo Lexus NX revelado no Salão de Pequim 2014


Lexus LF-NX_frontLexus LF-NX_back

A versão de produção do novo Lexus NX vai ser revelada, pela primeira vez ao mundo, no próximo Salão de Pequim 2014 durante a conferência de imprensa que se vai realizar no próximo dia 20 de Abril.

A exposição vai estar patente na capital Chinesa entre os dias de 23 a 29 de Abril vai ser palco da apresentação do 6º modelo da marca. O Lexus NX foi desenvolvido a partir do concept LF-NX apresentado pela primeira vez no Salão de Frankfurt 2013.

Com dimensões compactas, o novo crossover urbano Lexus NX vai integrar a tecnologia Lexus Hybrid Drive. Assim, a marca Premium reforça o posicionamento e aposta na tecnologia híbrida ao oferecer, em todos os seus modelos, uma motorização que permite um baixo consumo de combustível, uma condução confortável e tranquila aliada a elevadas performances.

 

MERCEDES BENZ INVESTE EM PORTUGAL

 

Mercedes-Benz investe em Portugal para formação internacional

 

A Mercedes-Benz irá realizar em Portugal, no Algarve, entre janeiro e abril de 2014, o “Global Training Experience 2014”. Este evento, realizado na Herdade do Salgados, é a maior formação a nível internacional levada a cabo pela Mercedes-Benz para equipas comerciais. No total, cerca de 15.000 participantes, oriundos de todos os continentes, irão rumar a Portugal ao longo de 10 semanas para receberem formação dos novos produtos da Marca, entre eles o novo Classe C, o novo GLA, o novo Classe S Coupé e o novo Classe V.

 

O evento contará com 4 chegadas internacionais semanais, cada uma com 384 participantes a serem distribuídos por 16 grupos de formação num total de aproximadamente 1540 participantes por semana.

 

Ao longo de 2 dias, todas as equipas comerciais irão conhecer em primeira mão os novos produtos através de ensaios dinâmicos, bem como formação teórica ao nível de produto.

 

Em termos logísticos, a Daimler AG contará com cerca de 100 Colaboradores para preparar e receber as equipas comerciais de cada país, incluindo uma frota de 350 unidades para testes estáticos e dinâmicos. Para além destes números, teremos de adicionar aproximadamente 120 formadores oriundos dos vários países que assegurarão toda a formação neste “Global Training Experience 2014”.

 

Este evento trará certamente um enorme retorno para região, superior a 8 milhões, dada a sua dimensão e necessidades de alojamento, fornecimento de materiais, combustíveis, refeições e toda a logística para manter os cerca de 15.000 participantes ao longo de 3 meses e meio em Portugal.

 

NOVOS PNEUS PARA O WTCC EM 2014

NOVOS PNEUS PARA O WTCC EM 2014

 

Eis uma comparação entrte os pneus Yokoahama, que os carros do WTCC usaram na época passada, e aqueles que irão usar esta época, e caro leitor veja bem as diferenças.tamanhopneusyokohama2013-1014-3tamanhopneusyokohama2013-2014-2tamanhospenusyookohama2013-2014-1

 

NOVO RENAULT TRAFFIC

 

O NOVO RENAULT TRAFIC REVELA-SE  

 

  • A Renault renova o Trafic, no Verão de 2014, dando assim seguimento a uma história de sucesso com 1,6 milhões de unidades vendidas desde a primeira geração lançada em 1980.
  • O Novo Renault Trafic, com um design exterior e interior totalmente novos, será ainda mais prático e mais económico e irá dispor de um conjunto de inovações destinadas a simplificar e tornar mais agradável a vida dos utilizadores profissionais. 
  • Este novo furgão será equipado com um novo motor 1.6 dCi desenvolvido pela Renault e que incluirá uma versão com dupla sobrealimentação com consumos inferiores aos 6l / 100km.

 

O Trafic, comercializado em 1980 para suceder à não menos célebre Renault Estafette, ultrapassou já a fasquia dos 1,6 milhões de unidades vendidas em todo o mundo. Em 2014 esta saga terá mais um importante capítulo com a completa renovação deste modelo que será comercializado em cerca de 50 países.

 

Desde logo o Novo Trafic apresenta um novo design exterior com a face dianteira - com o losango de grandes dimensões - característica da nova identidade de design da marca Renault. O novo design do Trafic confere-lhe uma linha expressiva e fluída mas com a indispensável percepção de robustez – dada nomeadamente pelo pára-choques dianteiro de grandes dimensões - que é uma característica fundamental para os clientes deste tipo de automóvel.

 

Para desenvolver o Novo Trafic, a Renault utilizou toda a sua vasta experiência no mercado dos Comerciais Ligeiros para propor um modelo moderno e confortável capaz de responder de forma extremamente eficaz às necessidades e às expectativas dos utilizadores profissionais. Desde logo, pela sua vasta gama de 270 versões, 2 alturas, 2 comprimentos, com toda a diversidade de variantes para transporte de pessoas ou carga e uma gama de adaptações através de uma rede de carroçadores autorizados e directamente transformados pela Renault Tech.

 

E o Novo Trafic será também mais económico com uma nova gama de motores de cilindrada inferior (downsizing) e sobrealimentados. Estes novos motores foram desenvolvidos a partir do bloco 1.6 dCi da última geração e dispõem da melhor tecnologia para reduzir os consumos e existirão duas variantes : turbo de geometria variável que permite um ganho de mais de 1 litro/100km e Twin-Turbo (dupla sobrealimentação) com consumos inferiores aos 6l/100km. 

 

O Novo Trafic foi desenvolvido pela equipa de engenheiros da Renault especializados nos Veículos Comerciais Ligeiros. É esta experiência da marca que lhe permite liderar, ininterruptamente, o mercado Europeu de Comerciais Ligeiros desde 1998.

 

 Renault TraficRenault Trafic_

 

NOVO OPEL VIVARO

 

Novo Opel Vívaro: 'design' superior e os melhores motores da classe

O novo Opel Vívaro combina a funcionalidade de um veículo comercial ligeiro com o conforto e o design de um automóvel de passageiros. Com lançamento agendado para o próximo verão, a segunda geração deste comercial campeão de vendas da Opel sobressai pela capacidade de impressionar, levando, pela primeira vez, a premiada filosofia de design da Opel ao segmento dos veículos comerciais ligeiros. O novo e atraente visual do Vívaro é complementado com tecnologias modernas e muitos sistemas e equipamentos práticos e inovadores, sob o capô – onde se destaca a avançada propulsão BiTurbo – e na cabina, o que faz do Vívaro um concorrente extremamente atrativo nesta importante classe de veículos. Por ano, são vendidos cerca de 50.000 unidades Vívaro, o que entrega ao modelo da Opel uma quota de 10 por cento no mercado europeu de furgões médios. (...)

 

 

PREPARATIVOS EM MARRAKECH

PREPARATIVOS EM MARRAKECH

 

Eis um grupo de imagens relativas aos preparativos para a jornada inaugural do WTCC que irá ter lugar no circuito citadino de Marrakech(Marrocos)marra1marra2marra3marra4marra5marra6marra7marra8marra9marra9marra10marra11marra12marra14marra15marra16marra17marra18marra19marra20, que entra este ano numa nova era, com novos regulamentos, novos carros.

 

NISSAN ANUNCIA VENDAS

 

NISSAN ANUNCIA VENDAS NA EUROPA EM FEVEREIRO

 

 

NISSAN ANUNCIA VENDAS NA EUROPA EM FEVEREIRO

A Nissan anunciou os resultados de vendas para o mês de Fevereiro de 2014, em que atingiu um total de 57.053 unidades, representando um aumento de 16,1% em comparação com o ano passado e correspondendo a uma quota de mercado de 4,4%.

Destaques do mês de Fevereiro:

  • Os modelos mais vendidos do mês foram os crossovers Qashqai e Juke
  • A Rússia e a França são os líderes de mercado na Europa
  • Aumento de quota de mercado na Rússia, Reino Unido, França e Alemanha: a quota de mercado na Alemanha está acima da performance do período homólogo há 6 meses consecutivos.


Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

 

MERCEDES ME

 

"Mercedes me" – uma nova referência de serviço

 

Mercedes me_1Mercedes me_2Mercedes me_3

Nas vésperas do 84º International Motor Show em Genebra, a Mercedes-Benz apresentou a sua nova marca "Mercedes me". Com esta nova marca, a Mercedes-Benz agrupa todas as ofertas de serviço existentes e futuras, tornando-as facilmente acessíveis em qualquer altura numa plataforma digital, que estará online no verão de 2014. "Mercedes me" está dividida em cinco áreas – "move me", "connect me", "assist me", "finance me" e "inspire me" – e abrange todas as áreas relevantes de produtos, tais como a compra, financiamento e assistência de veículos, bem como os serviços de mobilidade da Daimlerreconhecidos internacionalmente. Deste modo, "Mercedes me" permite a integração de todas as áreas de serviço e mobilidade de modo fácil e conveniente, elevando assim uma vez mais a fasquia do apoio a clientes individuais.

A nova marca "Mercedes me" é o próximo passo lógico da iniciativa de vendas e marketing, denominada "Mercedes-Benz 2020 – BestCustomerExperience". Em 2020, o crescimento não será gerado apenas pelo lançamento de novos produtos e segmentos de veículos, mas também alinhando a organização de vendas e as ações de marketing com as necessidades e desejos dos clientes, em evolução constante. "BestCustomerExperience" agrupa várias abordagens diferentes de marketing, vendas e pós-venda, com a finalidade de oferecer aos clientes uma experiência uniforme de marca premium em todos os seus contactos. No futuro, esta iniciativa atrativa estará disponível numa base o mais ampla possível, e poderá sempre ser acedida online universalmente. Para além do formato virtual através de uma plataforma digital conveniente, estará disponível nas inovadoras e originais lojas localizadas no centro das cidades, que assumirão o nome da nova marca "Mercedes me". O objetivo é criar ofertas personalizadas destinadas às pessoas e às suas vidas. Deste modo, a Mercedes-Benz está a agrupar os seus serviços existentes e futuros sob a marca única "Mercedes me".

"Mercedes me" – O melhor para mim

Com "Mercedes me", a Mercedes-Benz coloca os seus clientes ainda mais no centro da sua atenção. O princípio orientador da nova marca é "O melhor para mim" – tanto se o utilizador conduzir um Mercedes-Benz, outro veículo ou mesmo nenhum. Nas cinco áreas – mobilidade, conectividade, serviço, financiamento e inspiração – a nova marca oferece uma gama global de serviços inteligentes e futuristas. "Deste modo, estamos a tornar a interação com o mundo Mercedes-Benz ainda mais individual, transparente, atrativa e conveniente", realçou Ola Källenius, membro da “Divisional Board Mercedes-Benz Cars Marketing & Sales”.

"A visualização e o logótipo da marca única refletem o novo conceito da junção de todos os serviços da Mercedes-Benz. A forma abreviada "Mercedes" simboliza a acessibilidade altamente moderna da marca. O "me" adicional escrito à mão oferece à marca um toque pessoal e transmite a sua elevada estima pelos nossos clientes. Isto é ainda mais evidenciado por um círculo dinâmico em redor da palavra "me", o que muda ainda mais o foco para os nossos clientes e para as suas necessidades", explicou o Dr. JensThiemer, responsável pelo Marketing da Mercedes‑Benz Cars.

Tudo debaixo do mesmo teto – os cinco pilares

"Mercedes move me" oferece soluções inteligentes de mobilidade, independentemente de os utilizadores terem ou não um veículo. Com moovel, car2go, car2go black e Park2gether, a DaimlerMobilityServicesGmbH está a trabalhar para oferecer às pessoas um conjunto impressionante de serviços de mobilidade individual. Adicionalmente, as parcerias estratégicas oferecem aos clientes uma escolha ainda maior – por exemplo, com o serviço de táxis baseado em smartphone, MyTaxi, com o portal de serviço de motoristas Blacklane ou com o fornecimento de autocarros FlixBus. O serviço de aluguer premium Mercedes-Benz Rent é um complemento valioso para a gama de serviços oferecidos pela "Mercedes move me".

Os serviços oferecidos pela "Mercedes connect me" permitem que os clientes estejam ligados ao seu veículo, em qualquer altura e em qualquer lugar. Os serviços de conetividade incluem gestão de acidentes, manutenção e avarias, bem como o sistema de chamadas de emergência e o telediagnóstico da Mercedes-Benz. Através da "RemoteOnline", os clientes sabem onde estacionaram o seu veículo, se as portas foram trancadas e a quantidade de combustível no depósito. Mesmo o aquecimento auxiliar pode ser ligado através da "Remote Online". As aplicações da Mercedes-Benz também fornecem informações valiosas, tornando a mobilidade individual ainda mais conveniente.

"Mercedes assist me" oferece um serviço pessoal e personalizado aos condutores Mercedes-Benz com custos de serviço previsíveis – em qualquer lugar e a qualquer hora. Isto inclui o acesso online ao serviço de clientes, que abrange as funções de marcação automática de reservas. Do mesmo modo, todos os condutores podem encontrar e contactar online a sua oficina autorizada Mercedes‑-Benz.

"Mercedes finance me" oferece aos clientes serviços de financiamento personalizados e relacionados com os seus veículos, permitindo-lhes um acesso fácil à vasta gama de serviços da Daimler Financial Services – desde soluções de financiamento flexíveis e atrativas até ofertas de leasing individual, passando pelo seguro certo para o veículo ideal.

"Mercedes inspire me" oferece uma visão sobre as atividades de investigação e desenvolvimento da Mercedes-Benz e, em simultâneo, é muito mais do que um portal de informação, apresentando histórias interessantes sobre inovações, tecnologias e mobilidade. Além disso, fazer parte de uma comunidade permite que os clientes acompanhem os conceitos de negócio inovadores da Mercedes-Benz à medida que ganham forma. Interagindo com especialistas de diferentes áreas, podem envolver-se precocemente no desenvolvimento de novas tecnologias e serviços e contribuir com as suas próprias ideias e sugestões.

O arranque da "Mercedes me" está agendado para o verão de 2014

"Mercedes me" é mais do que uma plataforma online e é acedida através de todos os canais de comunicação. A oferta da marca estará disponível no verão de 2014, utilizando um Mercedes ID personalizado em www.mercedes.me. No futuro, os clientes terão acesso a todos os serviços individuais da Mercedes-Benz a partir de uma só localização. O site web está disponível em Alemão e Inglês, e é compatível com todos os dispositivos móveis. 
 

PROMOÇÃO GOODYEAR

 

Promoção Goodyear oferece mais do que máxima aderência

 

Até 18 de maio de 2014 a Goodyear premeia os clientes que adquiram pneus da marca num montante até *50 €.

 

Nesta primavera a Goodyear oferece aos condutores que mudem de pneus duas vantagens: uma aderência excecional para circularem em segurança e um cartão de débito com um valor até *50€ para desfrutarem ainda mais das viagens.

 

A mecânica é simples: aqueles que comprem um mínimo de dois pneus Goodyear com dimensão mínima de 16 polegadas nos estabelecimentos aderentes à campanha, poderão receber um cartão de débito para gastarem como quiserem. *Na compra de dois ou quatro pneus com 16 polegadas, o cliente receberá um cartão com 15€ e 30€, respetivamente. Na compra de dois ou quatro pneus com 17 polegadas, ou maiores, o cliente receberá um cartão com 30€ e 50€, respetivamente.

 

Para beneficiar desta promoção, basta entrar no site www.goodyear.pt, procurar a oficina mais próxima e os pneus que precisa. Após efetuada a compra, o cliente deve preencher o formulário correspondente, introduzir o número do cupão recebido e juntar a fatura. Em poucos dias irá receber o cartão por correio. A promoção está em vigor até 18 de maio.

 

Sobre Goodyear

A Goodyear é uma das maiores empresas de pneus do mundo. Emprega perto de 69 mil pessoas e produz os seus produtos em 52 unidades de produção em 22 países a nível global. Os dois Centros de Inovação em Akron, Ohio (EUA) e Colmar-Berg (Luxemburgo), procuram desenvolver produtos e serviços topo de gama, que estabelecem um padrão de tecnologia e desempenho para o setor.

Para obter mais informações sobre a Goodyear e os seus produtos, visite www.goodyear.com ou a página de Facebook e Twitter.Logotipo Goodyear

 

EXPEDIÇÃO A DAKAR DA PEUGEOT

 

Expedição 2008 | Lisboa-Dakar-Bissau
Calendário do RoadShow
O actual alinhamento do calendário da «Exposição 2008 I Lisboa-Dakar-Bissau» é o
seguinte:
«Exposição 2008 I Lisboa-Dakar-Bissau»
Concessionário Peugeot Datas
Cardan (Braga) 5 a 16 Março
M. Coutinho Centro (Coimbra) 17 a 30 Março
M. Coutinho Porto 31 Março a 13 Abril
Vitor Guimarães & Filhos (Aveiro) 14 a 27 Abril
M. Coutinho Douro/Nordeste (M.Canaveses, Amarante, V.Real, Bragança) 28 Abril 18 Maio
Auto Martinauto (Viseu) 19 Maio a 1 Junho
RB Motor (Viana do Castelo) 2 a 15 Junho
Lisboa Oriente 16 a 29 Junho
Sucursal Peugeot (Alfragide) 30 Junho a 13 Julho
Automóveis do Mondego (Coimbra e Guarda) 14 Julho a 6 Agosto
Gamobar (Vila do Conde e Porto) 7 a 24 Agosto
Caetano Motors Almada 25 Agosto a 7 Setembro
Caetano Motors Barreiro 8 a 21 Setembro
Caetano Motors Sintra 22 Setembro a 5 de Outubro
Caetano Motors Norte (Vila Nova de Gaia) 6 a 19 Outubro
Motorex (Évora) 20 Outubro a 2 Novembro
MSCAR (Faro) 3 a 16 Novembro
LPM (Caldas da Rainha) 17 a 30 Novembro
Esta «Exposição 2008 Lisboa-Dakar-Bissau» poderá ser seguida no Facebook da Peugeot
Portugal, em https://www.facebook.com/PeugeotPortugal.

 

 

 

RoadShow da Expedição 2008 | Lisboa-Dakar-Bissau


Uma aventura agora em terras lusas

Exposio info1Exposio info2Provincia de_Essaouira_nas_pistasProvincia de_Essaouira_travessia_de_ouedSahara Ocidental_caravana_de_camelos
Depois de ter percorrido mais de 12 mil quilómetros do nosso país até à Guiné-Bissau,
no âmbito da «Expedição Todo Terreno Peugeot 2008 Lisboa-Dakar-Bissau», evento
realizado no final de 2013, o mesmo Peugeot 2008 então utilizado está agora a
percorrer Portugal Continental, numa viagem mais pequena em extensão mas muito
maior em termos temporais.
Está já a decorrer a «Exposição 2008 | Lisboa-Dakar-Bissau», acção que pretende
relembrar e dar a conhecer a aventura protagonizada por um Peugeot 2008 entre o nosso
país e a Guiné-Bissau, atravessando todo o norte de África.
Para o efeito, a Peugeot Portugal está a realizar um «roadshow» que irá passar por vários
Concessionários Peugeot, de norte a sul do país. O mesmo teve início no passado dia 5 de
Março e terminará a 30 de Novembro próximo. Serão nove meses de «viagem», em que se
mostrará não só o Peugeot 2008 Allure 1.6 e-HDi 115 Cv totalmente de série da
expedição, colocando-o num ambiente que recria a viagem, mas também se apresentará
aos clientes que passarem por um espaço de exposição e vendas da marca um conjunto de
fotografias e o descritivo daquela memorável viagem.
Esta «Exposição 2008 I Lisboa-Dakar-Bissau» poderá ser seguida no Facebook da
Peugeot Portugal, em https://www.facebook.com/PeugeotPortugal.

 


A expedição de 2013 em resumo
No final do ano passado o editor da Revista Todo Terreno, Alexandre Correia, e um Peugeot 2008 1.6 e-HDi de série,
protagonizaram uma expedição por terras africanas, numa viagem fora do comum de 12 mil quilómetros, que atravessou
sete países, ligando Portugal ao norte de África, seguindo-se o Sahara Ocidental e o Sahel, até atingir a chamada África
Negra. Este «crossover urbano» rigorosamente de série, com o nível de equipamento Allure, apenas tinha como extra uns
mais robustos pneus «all-terrain», permitindo uma utilização intensa em fora de estrada.
Atravessando um percurso que teve início em Portugal, rumou a Espanha, dali entrando em Marrocos, num itinerário que
passou depois pela Mauritânia, Senegal, Gâmbia e Guiné-Bissau, o destino final. Pelo caminho, este Peugeot 2008
enfrentou intermináveis tiradas em asfalto e temperaturas de enorme amplitude, percorrendo todo o tipo de pisos, entre
pistas de terra, de pedras de tamanho variado, poeirentas e lamacentas, bem como as areias do Sahara ou ainda a
temível «Gâmbia Highway», a principal estrada que atravessa o país, com centenas de quilómetros e outros tantos buracos
e crateras! Na fase de deserto, o modelo cruzou o Sahara Ocidental, que se estende desde o sul de Marrocos até à
fronteira com o Senegal, até se atingir o objectivo último, a Guiné-Bissau..

 

RECORDAR É VIVER

RECORDAR É VIVER

 

Recordar é sempre bom, e hoje vamos recordar os antigos grupos B de ralis....rec1rec2rec3rec4rec5rec6rec7rec8rec9rec10rec11rec12rec14rec15rec16rec17rec18rec19rec20rec21rec22rec24rec25rec26rec27rec28rec29rec30rec31rec32rec33rec34rec35rec36rec37rec38rec39rec40rec41rec42rec43

 

HOJE CONDUZIMOS

 

HOJE CONDUZIMOS

 

 

 

 

SEAT LEON ST

 

SURPRESA FABULOSA NO TESTE À CARRINHA DO ANO  EM PORTUGAL

 

 

Tal como já aqui tínhamos anunciado, já tivemos a oportunidade de testar a carrinha do ano, a Seat Leon ST, e feito um primeiro balanço deste teste, esta é sem duvida alguma uma obra prima da marca espanhola, e a concorrência que se cuide, pois a Leon está no mercado para arrasar.

A marca espanhola entrou pela “porta grande” ao conceber a primeira carrinha Leon, que dentro do segmento é das mais generosas em termos de espaço da bagageira, que comporta entre os 587 e os 1470 litros, isto logicamente com os bancos traseiros rebatidos, que são accionados com um simples toque de botão. Por seu lado a bagageira tem um protector de acesso com acabamento cromado. O novo Seat Leon nada tem a haver com os seus antecessores, e o design é deveras atractivo a todos os níveis, oferecendo uma linha desportiva e aerodinâmica, pois os ângulos afiados fundem-se na perfeição com as curvas e as linhas fluidas para criar um design atractivo e muito bem sucedido.

A versão por nós ensaiada esta equipada com um motor 1.6 diesel com 105 cv de potência, com um excelente desempenho, mas a Seat tem mais motorizações disponíveis como por exemplo 1.2 TSI, o 1.8 TSI e o 2.0 TDI.Apreciamos o comportamento em estrada, com uma suspensão muito equilibrada, “prendendo” esta carrinha ao asfalto da estrada, podendo usufruir duma condução desportiva, confortável. Caso a versão esteja equipada com as patilhas no volante, que surge apenas na versão FR para o coupé de duas portas, deverá originar um comportamento ireemprensivel.

 

 

O interior da nova carrinha Seat Leon é espectacular e todo o espaço interior foi devidamente aproveitado, e pronto a funcionar de forma eficiente. Os bancos são ergonómicos, na versão por nós ensaiada transporta cinco adultos com toda a segurança e conforto. A largura entre eixos que é menor, permitiu ganhar mais alguns centímetros a nível interior, com o lógico usufruto de mais espaço para os ocupantes. A iluminação Led no seu interior, que inclui luzes de cortesia ( dianteira e traseira) área dos pés e luz de maquilhagem, tudo com tecnologia led (depende da versão, pois a verão base não dispõe deste extra), para ale, de usufruir de sistemas de entretenimento e informação – Infotainment, que permite manter os ocupantes informados de tudo quanto se passa ao seu redor. A mala da carrinha Leon é qualquer coisa de soberba, uma das melhores do segmento, usufrui de piso duplo que permite ser ajustado debaixo do forro. Por exemplo caso a chapeleira não esteja a ser usada, pode ser arrumada nesta zona do forro. A abertura central torna-se mais fácil, o armazenamento e o transporte de objectos de maiores dimensões, e caso seja necessário rebater os bancos atinge-se uma capacidade de 1470 litros, havendo a rede da bagageira, que garante a segurança dos ocupantes do banco de trás. O sistema de faróis Seat Full Led( que não equipa todas as versões), dá uma certa beleza e personalidade muito própria à carrinha Leon, mas os faróis Led são mais inteligentes e eficientes do que os de halogéneo, e sempre que a carrinha esteja em movimento estão sempre acessos, sinalizando a sua presença permanentemente aos outros condutores. Por outro lado, perfil de condução Seat, permite escolher três modos diferentes – normal – Sport – Eco, oferecendo cada um  controlo absoluto sobre o desempenho da carrinha Leon.Cada modo destes permite variar a resposta do propulsor, direcção assistida, a iluminação ambiente do habitáculo ( vermelha na versão sport, e branca nos modelos normal e eco), e o  som do motor através do sound actor. Além disso pode seleccionar o aspecto preferido de cada modo para corresponder ao seu estilo de condução. Um detalhe que gostamos muito é  a inclusão dos piscas dos retrovisores, por sinal de muita utilidade, dando à carrinha uma nova personalidade, e acima de tudo distinção. Sobre o sistema de som que equipa a carrinha Seat Leon, é qualquer coisa, mas para além disso, há o sistema de navegação (depende da versão) , bluetooth,são todos controlados através do próprio sistema de entretenimento, o easyconnect, que permite controlar as várias opções e informações a bordo do Leon, isso através do ecrã táctil, montado no painel de instrumentos, com toda a consola orientada para o condutor, de forma a facilitar o controle.

 

 

De série surge um rádio com ecrã táctil de 5 “, com usb ( extra que na versão pró nós ensaiada não fazia parte), e sbcard, que pode em opção ser fornecido com um ecrã a cores com bluetooth e áudio streaming.Tecnologia é algo que não falta na carrinha Seat Leon, e já vem equipada de série com o sistema start/stop, tratando-se duma tecnologia inovadora, limitando a quantidade de tempo que o motor passa do ralenti, desligando-se sempre que estiver parado e ponto-morto, e com isso poupa-se muito combustível. Por outro lado caso se passe muito tempo no transito este sistema permite reduzir as emissões de gases e a poupança de combustível.Sómente como exemplo, a versão da carrinha Seat Leon com o motor 1.6 TDI com 105 cv de potencia, tem um nível de emissões de 99 CO 2 g/km, com um consumo estimado em 3,8 litros em cada 100 km percorridos. Sobre o sistema star/stop, este activa-se quando está completamente parado e em “ponto-morto”.Ai o propulsor desliga-se, e só volta a trabalhar quando se colocar o pé na embraiagem, e quando se engrenar a 1ª velocidade, o motor está pronto a responder às solicitações.

 

 

Em termos de tecnologia de segurança, os projectistas da Seat não deixaram os créditos por mãos alheias, e assim surge o XDS, que é uma tecnologia que melhora a tracção da carrinha durante a aceleração em curva. Para além disso de salientar o sistema Hill HOld, que permite arranques mais suaves em superfícies inclinadas. Outra curiosidade técnica, que a carrinha Leon usufrui é a existência duma câmara mono-video, instalada no pára-brisas, o assistente de máximos altera automaticamente a intensidade dos faróis, quando se depara com tráfego em sentido contrário. Por outro lado, como opção, surge um sistema de detecção de fadiga do condutor que mede e ajuda a manter acordado, através de diversos tipos de alerta. Em caso de acidente, o sistema de travagem automático pós-colisão impede mais impactos, ao aplicar um sistema de travagem secundário, accionando as luzes de perigo e de travagem. Ainda no âmbito da segurança de referir a presença de sete airbags(com o airbag para os joelhos do condutor), e nos bancos traseiros existe o sistema Isofix e Top Tether, para maior segurança dos passageiros mais pequenos. Outras tecnologias que equipam o Seat Leon é o cruise control que inclui a monitorização do transito “front assist”, que passa por um sensor instalado na frente da carrinha, que permite medir a distância e a velocidade relativas aos veículos que circulam a duzentos metros à frente, fazendo com que o carro se ajuste automaticamente à velocidade necessária para manter uma distancia segura. Por outro lado a monitorização “front assist”, inclui a função travagem de emergência em cidade, que através de alertas sonoros notifica o condutor sempre que haja perigo de colisão. Se por acaso o condutor não reagir, o sistema dá um ligeiro sinal de travagem, antes de aplicar automaticamente o sistema de travagem de emergência.

 

 

O Seat Leon, vem já equipado com sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, que ajudam a estacionar, num espaço sem referencias, avisando se estiver muito próximo dum obstáculo, ou outro carro. Outro sistema que o Leon possui é o sistema de travagem automática, após colisão, pois em caso de acidente, após o accionamento dos airbags, este inovador sistema de travagem reduz a velocidade do veículo para evitar mais colisões, mantendo a segurança do condutor e passageiro.

Em termos de versões, a carrinha Seat Leon surge com a Reference, Style, FR ( a mais desportiva e “musculada”), com nove combinações de estofos. Em termos de cores, surgem disponíveis 12 cores distintas, e nove tipo de jantes.

Sobre os acessórios a Seat dispõe para o novo Leon de um novo pára-choques dianteiro, kit de saias, jantes de 18”, spoiler traseiro  escape desportivo. Também existe um gancho de reboque amovível, suporte para ski, grelha separadora de carga, embaladeiras das portas iluminadas, manete das mudanças em pele vermelha.

 

 

Por ultimo temos testado muitos modelos, mas quando nos sentamos na carrinha Seat Leon, e os informaram que o motor tinha 105 cv de potência, de imediato pensei que estava perante um station wagon com limitações. A verdade é que me enganei por completo, a carrinha Seat Leon é em estrada e cidade bem equilibrada, com um motor com toda a potência pronta a ser utilizada, por sinal bem equilibrada em termos de desempenho, e muito poupada quanto a consumos..Como já aqui fiz referencia, tenho testado muitos modelos de diferentes marcas, mas foi difícil encontrar defeitos técnicos na carrinha Seat Leon, a curvar e a travar apenas uma palavra – excelente. Gostei muito da aparelhagem sonora que equipa a carrinha Seat Leon, no entanto não foi muito do meu agrado a posição do leitor de CD, que se encontra no porta-luvas, cujo local na minha opinião não é o mais indicado, pois sempre que se queira mudar o CD, no caso duma viajem mais prolongada, tem de se parar para efectuar a mudança, o que se torna um disparate. No tocante à parte sonora notamos a falta do local para a colocação duma pen USB.

Gostamos na versão ensaiada da existência das cortinas nas janelas de trás, assim como o apoio de baraço para os passageiros que viajem no banco de trás.

 

 

O prémio que a Seat recebeu com a Leon é inteiramente merecido, pois este produto é de excelente qualidade, e a marca espanhola veio surpreender o mercado com este novo produto, e a concorrência que se cuide, pois este carro vai com certeza provocar mossas….

Por ultimo sugerimos aos nossos leitores uma visita ao concessionário mais próximo para poderem assim fazer um test-drive.

Este teste foi possível graças à cedência desta carrinha Seat Leon pelo Grupo Entreposto – Rótor , na pessoa do Paulo Alegria, na qual agrademos desde já a atenção dispensada.

 

FOX 4080FOX 4081FOX 4082FOX 4083FOX 4084FOX 4085FOX 4086FOX 4087FOX 4088FOX 4089FOX 4090FOX 4091FOX 4092FOX 4093FOX 4094FOX 4095FOX 4096FOX 4097FOX 4098FOX 4099FOX 4100FOX 4101FOX 4102FOX 4104FOX 4105FOX 4106FOX 4107FOX 4108FOX 4109FOX 4110FOX 4111FOX 4112

Texto e fotos de João Raposo – www.velocidadeonline.com

 

HYUNDAI PATROCINA MEIA MARATONA

 

Hyundai patrocina a Meia Maratona de Lisboa


 Patrocínio no âmbito da estratégia da Hyundai de apoio ao desporto e
vida saudável;
 A Hyundai orgulha-se da contínua parceria com o Maratona Clube de
Portugal;
 Frota de 15 viaturas Hyundai servirá de apoio às provas do dia 16 de
Março.

P 2014_145x20_EDP-01
É com muito orgulho que a Hyundai patrocina a Meia Maratona de Lisboa, uma
das provas de atletismo mais icónicas a nível nacional e cujo percurso tem
como ex-líbris a passagem pela Ponte 25 de Abril.
A 24ª edição da Meia Maratona de Lisboa, evento organizado pelo Maratona
Clube de Portugal e que a Hyundai apoia pelo 4º ano consecutivo, realizar-seá
no próximo dia 16 de Março, tendo a partida início às 10:30h junto às
portagens da Ponte 25 de Abril e cuja meta se situa em frente ao Mosteiro dos
Jerónimos.
Durante o percurso de 21km, o espírito Hyundai “New Thinking. New
Possibilities” será constante, graças à presença de uma frota eficiente, jovem
e dinâmica composta por 15 viaturas Hyundai que monitorizará toda a prova,
acompanhando os atletas desde a partida até à meta. O espirito inovador e
audaz adoptado pela marca, pretende estimular uma nova forma de
pensamento que ajude a encontrar novas possibilidades e a abrir novos
horizontes que possibilitem ultrapassar eventuais dificuldades. E essa é a
inspiração necessária a qualquer atleta que se pretenda superar e atingir a
meta com um sentimento de plenitude.
Para os seguidores da Hyundai no Facebook, foi realizado um passatempo
apelando à criatividade, em que os autores das frases mais inspiradores foram
premiados com uma inscrição na prova.
Com o apoio a mais um evento desportivo, a Hyundai impulsiona a sua
notoriedade como marca jovem, dinâmica e atractiva e reforça igualmente o
seu compromisso para com a sociedade na procura de melhores soluções para
o futuro, neste caso, através da promoção de um estilo de vida saudável
através da corrida.

 

ARAN CONDENA OPERAÇÃO PARAFUSO

 

Operação Parafuso


ARAN condena ausência de fiscalização à economia
paralela

 


A ARAN teve conhecimento que a GNR levou a cabo recentemente, a Operação
Parafuso, na qual estiveram envolvidos 634 militares e que levantou 353 autos de
contra-ordenação por infrações variadas. A ARAN não está, obviamente, contra
medidas que promovam o cumprimento da lei. Contudo, não pode deixar de
condenar que as autoridades efetuem inspeções como aquela sem, antes,
vigiarem as muitas entidades que laboram à porta fechada, as quais engrossam a
lista de operadores da economia paralela.
São conhecidas as grandes dificuldade por que as oficinas portuguesas passam no
presente. Além da crise, um dos fatores para essas dificuldades é a concorrência
desleal dessa economia paralela. Por isso é que a ARAN defende que, antes de
fazer operações como esta, as autoridades portuguesas devem combater as
oficinas que trabalham à porta fechada, sem cumprirem quaisquer regras fiscais
ou ambientais. Fazer operações como esta sem, primeiro, combater a
concorrência desleal da economia paralela, é considerado pela ARAN quase um
ultraje para com aqueles que pagam os seus impostos e todos os meses se
debatem com grandes problemas para assumir os seus compromissos,
nomeadamente o pagamento de salários a milhares e milhares de portugueses.

 

DPAI AFINA ESTRATÉGIAS

DPAI (ACAP) AFINA ESTRATÉGIAS

A DPAI - Divisão de Peças e Acessórios Independentes da ACAP reuniu-se para apresentar o novo portal da Associação de Automóvel de Portugal, bem como do microsite do DPAI. No encontro foi traçado um panorama bastante pormenorizado do setor e lançados alguns avisos.

Com uma aparência mais moderna e procura de informação mais intuitiva e esquematizada, o novo portal desta associação automóvel quer disponibilizar mais conteúdos exclusivos para os associados, além de mais informação destes e das atividades da ACAP para os órgãos de informação e para o público em geral.

Por sua vez, o microsite da DPAI visa principalmente fornecer ferramentas úteis aos associados, procurando, deste modo, cativar novos sócios para a ACAP.

Na sequência dos trabalhos do encontro que reuniu diversos profissionais do setor, Pedro Barros, membro da comissão executiva do DPAI, fez uma decomposição aprofundada do setor automóvel (das vendas de veículos, às peças ou acessórios e à reparação), confrontando diversos indicadores económicos e de consumo de 2010 até 2013. Esta análise do Observatório do DPAI permitiu ainda perceber as alterações registadas nos canais de distribuição das peças, acessórios e pneus, nomeadamente no que se refere às tendências de crescimento das oficinas multimarca e aos centros de serviços rápidos, em contraponto com as instalações autorizadas de marca.

Seguido com bastante interesse pelos participantes foi também a intervenção de Paulo Luz da TCAGEST, uma entidade de apoio à contabilidade e à gestão das empresas. Além de uma melhor perceção das atividades das firmas de peças e acessórios por escalões de faturação, foi transmitido aos presentes um conjunto de informações importantes relacionados com novos procedimentos fiscais.

De seguida, José Pires, coordenador da Comissão especializada de Distribuidores de Peças e Independentes fez o balanço da campanha e deu a conhecer próximas iniciativas.

Coube a José Candeias, que já tinha aberto os trabalhos, enquanto Presidente do DPAI, o encerramento da sessão. Não sem antes fazer um caloroso apelo a uma mais forte dinamização associativa, importante para a saúde e para o futuro deste setor de atividade.



dpai acap josé candeias dpai acap pedro antão
 

NOVO CATÁLOGO RPL CLIMA

Novo Catálogo 2014 de climatização da RPL Clima Lda.

Neste novo catálogo é ainda mais fácil consultar o tipo de peça pretendido e por gama de veículos.

O catálogo está divido por separadores para uma melhor identificação e visualização das peças adequadas a cada tipo de veículos. 

Está organizado por veículos ligeiros, furgões e miniautocarros, camiões, máquinas de obras e por fim máquinas agrícolas.

Além das peças para sistemas de ar condicionado original, conta ainda com um abrangente leque de peças universais e uma área de ferramentas, óleos e aditivos.

Várias novidades foram incrementadas no novo Catálogo da RPL , que é oferecido os seus clientes.



RPL Clima

 

EXPOSIÇÃO MASERATI

 

Exposição "Maserati - Centenário do Tridente" no Salão Motorclássico


A X edição do Salão Motorclássico vai apresentar aos seus visitantes a exposição temática "Maserati - Centenário do Tridente", dedicada aos 100 anos da mítica marca italiana de automóveis.

Alinhados para esta exposição, que conta com o apoio oficial da marca em Portugal, estão já vários modelos de competição e de estrada da Maserati, como sejam o A6G/54 2000 Zagato, o Mistral, 2500GT, o Shamal ou o Biturbo.

A Maserati foi fundada em 1914 pelos irmãos Maserati - Ettore e Ernesto - com o objectivo de desenvolver automóveis, e especialmente motores, além de produzir velas de ignição. O logotipo do tridente que identifica os automóveis Maserati até hoje, foi desenhado por Mario Maserati, o único artista dos quatro irmãos, inspirado na estátua de Neptuno de Giambologna, localizada numa das praças mais importantes de Bologna.


 

PEUGEOT E ESTRADAS DE PORTUGAL

 

EP - Estradas de Portugal aposta no Peugeot Partner
Incentivo à Produção Nacional


A Peugeot Portugal acaba de assinalar a entrega à EP- Estradas de Portugal, num total
de 163 unidades de viaturas de vários modelos. Sendo o Peugeot Partner Furgão, o
eleito para o lote dos pequenos furgões e tratando-se de um produto fabricado em
Portugal, a entrega foi realizada no Centro de Produção de Mangualde onde foram
fabricadas.
O Peugeot Partner e o Centro de Produção de Mangualde voltam a concentrar as
atenções das grandes empresas portuguesas, que consideram as características deste
comercial e os elevados índices de qualidade da unidade fabril onde é construído, como
ideais para os objectivos a que se propõem. Uma dos mais recentes foi a EP - Estradas de
Portugal, no âmbito de um processo de renovação e reforço da frota da empresa que gere
a rede de estradas nacionais, depois de um concurso que envolveu diferentes marcas e
modelos.
Para oficializar essa entrega, uma delegação da EP - Estradas de Portugal esteve de visita
à unidade fabril da região de Viseu, contribuindo não só para o desenvolvimento da
região, como para a Balança Comercial nacional, desta que é a 10ª maior empresa
exportadora do país.
Na recepção à equipa da EP – Estradas de Portugal, liderada pelo Dr. António Ramalho,
Presidente da EP, estiveram Alfredo Amaral, Director-geral da Peugeot Portugal e João
Mattosinho, Director-geral do Centro de Produção de Mangualde.
“É com um enorme prazer que recebemos a Direcção da EP - Estradas de Portugal, cliente
de excelência para a Peugeot Portugal e que, como vários outros num passado recente,
apostou na produção nacional com o Peugeot Partner Furgão para modernização da sua
frota, garantindo aos seus profissionais um produto perfeitamente adequado às
necessidades operacionais no terreno para a gestão das estradas nacionais”, referiu
Alfredo Amaral, Director-geral da Peugeot Portugal.

Peugeot Partner Furgão, um forte aliado das empresas

Frota EP
Dotado das mais recentes tecnologias em termos de motorizações, conteúdos e
equipamento, o Peugeot Partner Furgão apresenta-se como a melhor resposta às
necessidades dos grandes clientes empresariais, mas também dos das pequenas e médias
estruturas, no âmbito de um segmento profissional que se mostra cada vez mais exigente.
O recente lançamento da Peugeot Partner Office, é mais um caso de sucesso aliando
inovação e vantagens inegáveis para os clientes profissionais.
A comprová-lo estão os números de 2013, num mercado nacional bastante disputado, em
que se comercializaram 1995 unidades do Peugeot Partner Furgão, modelo que reuniu
25,6% das preferências do sector profissional no seu segmento. O modelo contribuiu
ainda para o reforço da performance comercial da Peugeot Portugal, que alcançou no ano
findo, a 2ª posição no mercado VCL nacional, com uma quota de mercado de 15,1%.

 

NOVO ESPAÇO HYUNDAI NA ILHA DA MADEIRA

 

Madeira Motores - Novo concessionário Hyundai

 

Madeira Motores
O Entreposto VH, continua a reforçar a sua rede de concessionários Hyundai, prova
do compromisso com os seus clientes e com o mercado português, demonstrando
clara confiança nos produtos da marca e no posicionamento “Modern Premium”.
Com instalações no Parque Industrial da Cancela, Caniço – Funchal e com um espaço
renovado e decorado com base nas directrizes e imagem da Hyundai, a Madeira
Motores vem proporcionar aos clientes da ilha da Madeira a melhor assistência na
compra e na manutenção do seu Hyundai, bem como disponibilizar um serviço de
venda de peças.
O concessionário Madeira Motores iniciou oficialmente actividade Hyundai no mês de
Fevereiro, apesar do lançamento oficial estar agendado para o próximo dia 20, com
um salão de exposição de 300m2 e uma área oficinal de 1.500m2 preparados para
acolher os modelos Hyundai, bem como garantir um regular tráfego oficinal e um
atendimento de excelência.
Esta nova concessão da Hyundai vem contribuir para o crescimento qualitativo da
rede oficial de concessionários da marca, na Ilha da Madeira, permitindo melhorar a
qualidade do atendimento na venda e pós-venda e oferecer instalações mais
acolhedoras e dotadas da mais recente tecnologia de diagnóstico. Esta aposta da
Hyundai surge na lógica de crescimento e actuação da marca, procurando sempre
maximizar a satisfação e superar as expectativas dos clientes.
Salão de exposição Assistência pós-venda
Parque Industrial Cancela P.I: 3.1 Parque Industrial Cancela PI 5-6 Inf.
9125-072 MADEIRA - CANIÇO (Funchal) 9125-042 MADEIRA – CANIÇO (Funchal)
Tel: 291935638 | Fax: 291935638 Tel: 291930304 | Fax: 291934390

 

FERRARI PARA VER....

FERRARI PARA VER....

 

Mais um grupo de imagens de diferentes modelos da Ferrari, cada um mais bo0nito....fer1fer2fer3fer4fer5

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

NOVO MASERATI

 

Veja caro leitor com calma as fotos no dovo Maserati, que foi apresentado no salão de Genebra, com um arrojadomas1-alfierimas2mas3mas4mas10mas11mas12mas14mas15mas16mas17mas18 design, muito bonito por sinal.

 

N SEGUROS LANÇA CAMPANHA

 

N Seguros lança campanha de Primavera com descontos de 20%

 

 

 

Oferta de 20% de Desconto em Seguro N Auto Start, N Auto Woman RC, N Auto Cool RC e N Auto Senior RC

Para celebrar a chegada da Primavera, a N Seguros lança uma campanha de 20% desconto para novos clientes, válida para os produtos N Auto Start, N Auto Woman RC, N Auto Cool RC e N Auto Senior RC, permitindo uma poupança considerável no Seguro Automóvel.

Segundo Silvia Ramiro «a N Seguros acredita que é importante estar no mercado com uma postura de apoio à política de contenção de custos adotada por muitas famílias. Cientes dessa realidade, a companhia reconhece que é cada vez mais difícil para os clientes pagarem de uma só vez o prémio relativo ao seguro automóvel. Por isso, para além dos 20% de desconto, a N Seguros permite o pagamento do seguro em suaves prestações».

 

Apesar da campanha estar em vigor até 31 de Março, a N Seguros disponibiliza a todos os interessados a possibilidade de agendar a subscrição do seu seguro automóvel, até 4 meses após o término da campanha, podendo assim usufruir da actual oferta. Para tal basta preencher a proposta até de 31 de Março, indicar a data pretendida para início de seguro até 29 de Julho e efectuar o pagamento até à data indicada para início do seguro.

 

Esta campanha é mais uma medida de melhoria da oferta da N Seguros, que em todos os momentos procura corresponder às necessidades dos seus clientes e potenciais clientes.

 

N Seguros é a Seguradora Direta do Grupo Montepio e oferece produtos personalizados de acordo com as necessidades específicas dos seus clientes. Seguros como o N Auto Woman – para mulheres activas, dinâmicas e modernas; N Auto Senior – para pessoas experientes; N Auto Cool – para jovens, bons condutores; e o N Proteção para os imprevistos do dia-a-dia são exemplos dos produtos que a N Seguros disponibiliza tendo em conta as diferentes características dos seus clientes.CampanhaN

 

REVISTA FORTUNE ELEGE GOODYEAR

 

Revista Fortune elege Goodyear como uma das empresas mais reconhecidas internacionalmente

O fabricante de pneus é a empresa mais admirada no setor de componentes de veículos motorizados

image003.jpg@01CF3EAD.D4E0F290" cropright="4888f">A revista Fortune reconheceu a Goodyear Tire & Rubber Company como a empresa mais admirada da área de componentes de veículos motorizados.

A Goodyear encabeça a lista das principais empresas internacionais em cinco dos nove critérios chave avaliados: gestão de pessoal, uso de ativos corporativos, responsabilidade social, investimento a longo prazo e qualidade de produtos e serviços. 

“Este ranking é um reconhecimento do esforço dos 69.000 associados da Goodyear em todo o mundo”, declarou Richard J. Kramer, presidente e conselheiro delegado da Goodyear. “É o resultado do compromisso da empresa com a sua estratégia e representa um marco muito significativo no nosso percurso na criação de valor sustentável”, acrescentou Kramer.

Criada em 1983, a lista da Fortune dos mais admirados é considerada como “a carta de apresentação definitiva sobre reputação das empresas”. Inclui avaliações rigorosas de cerca de 4000 executivos, diretores e analistas de segurança para determinar a reputação geral da empresa com base na inovação, gestão de pessoal, uso de ativos corporativos, responsabilidade social, qualidade da gestão, solidez financeira, investimento a longo prazo, qualidade de produtos e serviços e competitividade em geral.

A lista completa e reportagens relacionadas estão publicadas no número de março da revista Fortune, disponível nos quiosques e online em www.fortune.com.

 

Sobre Goodyear

A Goodyear é uma das maiores empresas de pneus do mundo. Emprega perto de 69 mil pessoas e produz os seus produtos em 52 unidades de produção em 22 países a nível global. Os dois Centros de Inovação em Akron, Ohio (EUA) e Colmar-Berg, no Luxemburgo, procuram desenvolver produtos e serviços topo de gama, que estabelecem um padrão de tecnologia e desempenho para o setor. image003

 

PEUGEOT CITY

 

PEUGEOT CITY É MONTRA CULTURAL


ARTES ANIMAM O ESPAÇO DA AV. DA REPÚBLICA


A partir de Março e até ao fim do ano, o Peugeot City vai ter uma programação inteiramente
dedicada às artes. Esta iniciativa a ter lugar no espaço nobre da Peugeot em Lisboa decorrerá
sob a denominação de Montra – Mostra de Artes.
Esta programação irá estender-se às designadas 11 artes, cabendo as honras da abertura à01 PEUGEOT_CITY_FACHADA02 PEUGEOT_CITY_INTERIOR
música e ao cinema -1ª e 7ª Arte respectivamente. Assim, o programa arranca no dia 20 de
Março, com um concerto da Lisbon Film Orquestra, que interpretará temas inesquecíveis
de bandas sonoras cinematográficas.
A par da música e do cinema, a programação artística irá incidir sobre dança, pintura,
escultura, teatro, literatura, fotografia, banda desenhada, jogos electrónicos e arte digital.
O design é uma vertente fundamental da atividade da Peugeot, sendo uma das traves
mestras que fazem dela uma referência obrigatória do setor automóvel. Esse diálogo que a
Peugeot mantém desde sempre com a componente criativa e artística da sua atividade
encontra-se na génese da programação do Montra, uma mostra eclética que assume a
ligação que a Marca tem ao mundo das artes.


UM ESPAÇO ÚNICO


PEUGEOTCITY – Santogal
Avenida da República, 32B Lisboa
Tel.: 210 430 230
Aberto ao público de segunda a sexta, das 10h às 20h e ao sábado das 10h às 19h.
O espaço PEUGEOTCITY é a vitrine da Marca Peugeot no centro da cidade de Lisboa, no número 32 da Avenida
da República. Ponto de encontro de Design, o Peugeot City transmite, nos seus 160 m2, os valores desta marca
francesa através de uma exposição de viaturas topo de gama e de produtos “La Boutique”, um espaço LAB onde
é possível configurar os modelos Peugeot e uma equipa SANTOGAL sempre disponível.

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

Grupo de imagens referente ao Salão de Genebra.gem1105gen52gen1001gen1002gen1003gen1004gen1005gen1006gen1007gen1008gen1009gen1010gen1011gen1012gen1014gen1015gen1016gen1017gen1018gen1019gen1020gen1021gen1022gen1023gen1024gen1025gen1100gen1101gen1102gen1104gen1106gen1107gen1108gen1108gen1109gen1111gen1112gen1114gen1115gen1116gen1116gen1118gen1119gen1120gen1121gen1122gen1123gen1124gen1125gen1126gen1127gen1128gen1129gen1130gen1131gen1132gen1133gen1134gen1135gen1136gen1137gen1138gen1139

 

ESTREIA DE NOVO PORSCHE EM GUIMARÃES

ESTREIA DO NOVO PORCHE NO RALI DEestreiaporsche911-991 turbocarro0raliguimaraescom_nunobatistapedromarreiro GUIMARÃES

 

O rali de  Guimarães teve uma estreia absoluta, com a estreia em Portugal do novo Porsche 911 - 991 Turbo, que foi conduzido por Nuno batista, tendo a seu lado Pedro Marreiros, deixando o carro uma formidável prestação, tendo cumprido a sua missão de forma cabal.

 

CAMIAO DO FUTURO?

CAMIÃO DO FUTURO?

 

Eis o que uma empresa norte americana pretende produzir um camião movido a turbina em pleno século XXI, num projecto deveras audiciosodestinado à Walmartcamiaofuturo1camiaofuturo2

 

PORSCHE É NOTICIA

 

911 e Boxster modelo varia na demanda Particular

 

Porsche fornece mais de 11.000 carros desportivos aos clientes em fevereiro

 

Em fevereiro de 2014, a Porsche AG voltou a aumentar as entregas aos clientes. Com 11.061 carros vendidos em todo o mundo , a fabricante de carros esportivos tiveram um aumento de apenas menos de seis por cento por comparação com o mesmo mês do ano passado . Nos dois primeiros meses de 2014, a Porsche vendeu um total de 23,286 icts clientes carros novos.

"Estamos em Fevereiro de mais de números do ano passado em todo o mundo", disse Bernhard Maier , membro do Conselho Executivo de Vendas e Marketing da Dr. Ing. . H. C. F. Porsche AG. " Isso diz muito sobre os nossos produtos fascinantes e um alto nível de realização ao longo da cadeia de valor acrescentado Integral. No momento, estamos introduzindo o novo Macan para nossos revendedores em Barcelona antes de TIC em todo o mundo lançam a partir de abril " , disse ele.

Em fevereiro 2014 as entregas na Europa desenvolveu de forma muito positiva - mais de 3.300 veículos vendidos significaria um aumento de 14 por cento em relação a fevereiro de 2013. Para o mercado alemão, Porsche relata cerca de 1.500 novos carros entregues , um aumento de 13 por cento em relação a fevereiro de 2013. Particularmente agradável foi a reação por parte dos clientes norte-americanos. Com cerca de 3.200 entregas, Porsche conseguiu um aumento de 14 por cento em TIC por maior mercado comparação com o mesmo mês do ano passado .

Em fevereiro de 2014, o Panamera revisão: tinha uma participação mais ampla no sucesso da empresa com um pouco menos de 2.000 unidades entregues , um aumento de oito por cento . No mês de referência , 1.700 clientes ao redor do mundo foram os compradores felizes da gama de modelos Boxster - Incluindo o novo Cayman - que representa um aumento considerável de 60 por cento relação a fevereiro de 2013.
 
 
 
 
 
 
 

PORSCHE AG Entregas fevereiro janeiro-fevereiro
2014 2013 Variação (%) 2014 2013 Variação (%)
Mundo 11,061 10,454 5,8 23,286 22,515 3,4
Europa 3,332 2,920 14,1 6,236 6,070 2,7
Alemanha 1,456 1,290 12,9 2,937 2,636 11,4
América 3,680 3,225 14,1 7,204 7,059 2,1
EUA 3,232 2,805 15,2 6,328 6,163 2,7
Ásia-Pacífico , África e Oriente Médio 4,049 4,309 -6,0 9,846 9,386 4,9
China 2,387 2,689 -11,2 6,422 5,812 10,5


Porsche modelo 911 classifica : consumo de combustível combinado de 12,4-8,2 l/100 km Emissões de CO2 289-194 g / km; classe de eficiência : GF
Consumo de combustível Porsche Boxster fileiras modelo / Cayman combinado 8.8 - emissões de 7,7 l/100 km de CO2 206-180 g / km; classe de eficiência : GF
Modelo Porsche Cayenne classifica : consumo de combustível combinado de 11,5-7,2 l/100 km Emissões de CO2 270-189 g / km; classe de eficiência : GB
Modelo Porsche Panamera ocupa : o consumo de combustível combinado de 10,7-6,4 l/100 km Emissões de CO2 249-169 g / km; classe de eficiência : FD
Porsche Panamera S Hybrid- E: consumo de energia consumo de combustível combinado 3,1 l/100 km combinado kWh/100 16,2 km , emissões de CO2 71 g / km; classe de eficiência : A +
Modelo Porsche Macan classifica *: consumo de combustível combinado de 11,8-6,7 l/100 km de emissões de CO2 216-159 g / km; classe de eficiência : EB
* Versatilidade dependendo do conjunto pneu usado
Porsche 918 Spyder : consumo de combustível combinado 3,1-3,0 l/100 km de consumo de energia combinado kWh/100 12,7 km , emissões de 72-70 g / km de CO2; classe de eficiência : A +

 

CAMPANHA TOYOTA MARCA DE CONFIANÇA

 

Campanha "Toyota Marca de Confiança" com oferta até 3.000 Euros na gama Yaris e Auris

A Toyota Caetano Portugal desenvolveu a campanha “Toyota Marca de Confiança”, assinalando o voto dos portugueses, que, pelo 5º ano consecutivo, elegeram como preferida entre as marcas automóveis. Esta campanha visa a oferta até 3000€ nos modelos Yaris, Auris e Auris Touring Sports.


Com um investimento em diversas áreas de atuação como na Promoção de Vendas, em Publicidade, nas Relações Públicas, nos Materiais de Ponto de Venda, na execução criativa, entre outros, a campanha “Toyota Marca de Confiança” representa um investimento de 5,4 milhões de euros (valores de mercado para o plano de meios publicitário).

Esta campanha tem como intuito comunicar o prémio conquistado Marca de Confiança Selecções do Reader’s Digest, pelo 5º ano consecutivo, reforçando a competitividade das propostas nos modelos mais vendidos em Portugal.

Para além da oportunidade de aceder a um preço mais baixo à renovada gama Yaris ou à Nova Geração Auris e Auris Touring Sports, onde se incluem as motorizações gasolina, diesel e híbrida, a Toyota salienta ainda nesta campanha os atributos de credibilidade e tranquilidade que a marca oferece, como os 5 anos de garantia, para além da oferta adicional do contrato de manutenção para a gama Auris.

Sendo o prémio das Selecções do Reader’s Digest atribuído para o mercado nacional, a Toyota Caetano Portugal avançou com uma campanha criativa de autoria e produção portuguesa, a cargo da agência Caetsu, e com um filme publicitário produzido pela Sync.Auris Hybrid_Touring_Sports

 

LEXUS AMAZING IN MOTION

 

Três famosos designers vão revelar a sua visão única do conceito Lexus "Amazing in Motion" na semana de Design de Milão 2014

O italiano Fabio Novembre, o japonês Nao Tamura e o Grupo Tangible Media do MIT liderado pelo Professor Hiroshi Ishii foram desafiados a criar propostas exclusivas sob o tema da Lexus “Amazing in Motion”.

A marca solicitou a estes designers que se inspirassem para darem expressão ao conceito de uma forma que fosse totalmente nova no seu processo criativo.

Fabio Novembre apresenta a vida como uma dança com o conceito ‘We dance’. O movimento desta dança representa o nascer da vida e estabelece uma ligação direta ao movimento dos planetas e das galáxias.

“Interconnection”, da autoria de Nao Tamura, confia no movimento à medida que explora a relação independente da humanidade com a natureza.

O Grupo Tangible Media do MIT criou “TRANSFORM” representando a fusão entre tecnologia e o design para inspirar os espetadores com a sua transformação de mobiliário (um elemento estático) numa máquina dinâmica.

Todas estas obras poderão ser admiradas no Circolo Filologico Milanese, a partir de terça-feira, 8 de Abril até domingo, 13 de Abril 13, como parte do maior evento de design do mundo, o Salone del Mobile di Milano.

Qualquer um dos três artistas vai estar disponível para um encontro com a imprensa no dia 8 de Abril, entre as 15h00 e as 16h00.

Para mais informação sobre o Lexus Design Award por favor aceder a: http://www.lexus-int.com/design/lda.html

Panorâmica do evento:

Título      

LEXUS DESIGN AMAZING 2014 MILAN

Data/Hora      

Dia de imprensa:

 

Apresentação prévia para a imprensa na terça-feira, 8 de Abril das 13:00 às 17:00

-          Entre as 15h00 e as 16h00, os três artistas e os vencedores do Lexus Design Award estarão disponíveis para um encontro com a imprensa.

 

Festa Cocktail a partir das 18h00 e até às 21h00 (apenas por convite)

-          Cerimónia do Lexus Design Award às 19h00

 

 

Dias para o público:

De 9 a 13 de Abril

     9 a 10 de Abril: 11h00 – 20h00

     11 a 12 de Abril: 11h00 – 21h00

     13 de Abril: 11h00 – 18h00

Local

Circolo Filologico Milanese - Via Clerici, 10, 20121 Milão, Italy

Em exibição

Amazing in Motion:

Fabio Novembre: “We Dance”

Nao Tamura: “Interconnection”

MIT Media Lab, Grupo Tangible Media liderado pelo Prof. Hiroshi Ishii: “TRANSFORM”

 

Exposição do Lexus Design Award de 2014:       

Obras dos designers e de 12 propostas selecionadas do Lexus Design Award 2014 (protótipos de dois dos trabalhos e exposição de painéis de 10 dos projetos)

Organizador       

Lexus InternacionalTMG 2590

 

SEAT LEON ST - CARRINHA DO ANO

 

SEAT Leon ST - Carrinha do Ano 2014

 


Júri de 22 jornalistas elege SEAT Leon em mais uma categoria
Carrinha do Ano em Portugal

 


A carrinha SEAT Leon ST venceu a categoria de Carrinha do
Ano/Troféu Essilor Volante de Cristal, promovido pelo semanário Expresso e pelo programa
Volante TV, da SIC Notícias.
A carrinha Leon ST conquistou o Troféu para o qual concorriam o Mazda6 Wagon, Renault
Clio Sport Tourer e Skoda Octavia Break.
Recorde-se que esta foi uma das edições mais concorridas de sempre, com um total de 21
gamas a concurso, que ao longo de meses foram submetidos a milhares de quilómetros de
testes pelos jurados, que ponderaram qualidades tão diversas como consumos, segurança,
performances, comportamento dinâmico, conforto, preço, habitabilidade ou ecologia.
A SEAT apresenta pela primeira vez na gama Leon uma carrinha, repleta de tecnologia, que
está já a merecer a atenção dos consumidores portugueses, com 400 encomendas de
Cliente final.
A SEAT é a única empresa do setor automóvel com capacidade para desenhar, desenvolver, fabricar e
comercializar automóveis em Espanha. Integrada no Grupo Volkswagen, a multinacional, com sede
central em Martorell (Barcelona), exporta cerca de 80% da sua produção e está presente em mais 75
países. Em 2013, a SEAT vendeu no mundo, 355.000 unidades.
O grupo SEAT conta com 14.000 profissionais e tem três centros de produção: Zona Franca, El Prat de
Llobregat e Martorelll (Barcelona), onde são fabricados, entre outros, os famosos modelos Ibiza e
Leon. A fábrica do Grupo Volkswagen em Palmela (Portugal) produz o SEAT Alhambra, a fábrica de
Bratislava (Eslováquia) o novo SEAT Mii e a fábrica de Mladá Boleslav (República Checa) o novo SEAT
Toledo, todas elas fábricas do Grupo Volkswagen.
A multinacional espanhola conta também com um Centro Técnico que se configura como um hub de
conhecimento e que acolhe mais de 1000 engenheiros, com o objetivo de impulsionar a inovação .Premio Seat_Carrinha_Ano_baixa

 

HYUNDAI ELEGE CASILLAS E KAKA

 

Hyundai elege Iker Casillas e Ricardo Kaká como embaixadores da
marca durante o FIFA World Cup Brasil™ 2014

 


 Estrelas Mundiais de futebol escolhidas para aumentar a imagem de
marca da Hyundai;
 Acções programadas visam a criação de uma relação emocional entre a
Hyundai e os adeptos de futebol;
 Patrocínio ao desporto mais popular do Mundo – o futebol.
A Hyundai, patrocinador oficial da Federação Internacional de Futebol (FIFA),
anunciou hoje que nomeou o espanhol Iker Casillas e o brasileiro Ricardo Kaká como
embaixadores mundiais da marca Hyundai para o FIFA World Cup Brasil™, o maior
evento desportivo do ano.

 


“Estamos muito entusiasmados ao anunciar estas incríveis estrelas de futebol como
nossos embaixadores no Campeonato do Mundo”, afirma Tak Uk Im, Vice-Presidente
Executivo e COO da Hyundai. “Através de Casillas e Kaká, esperamos partilhar a
paixão e a emoção deste campeonato com todo o Mundo, enquanto expressamos
novamente o compromisso da Hyundai para com o desporto mais popular a nível
mundial”.
Casillas, guarda-redes ao serviço do Real Madrid C.F., participou três vezes no FIFA
World Cup™ e é considerado um dos melhores guarda-redes do Mundo. Da mesma
forma Kaká, médio do A.C. Milan, participou três vezes no Campeonato do Mundo,
tendo alcançado prémios como “Melhor Jogador do Ano” atribuído pela FIFA e a Bola
de Ouro em 2007.
Simultaneamente, a Hyundai no Brasil escolheu Emboaba Oscar como representante
local da marca no Mundial. Oscar é actualmente médio do Chelsea.
Os embaixadores da marca, desempenharão um papel fulcral criando uma proximidade
entre a Hyundai e os adeptos do futebol. O estabelecimento de relações emocionais
com a marca tornar-se-á possível, com a realização de várias acções de Marketing.
Estas acções estão pensadas para formatos distintos como televisão, anúncios de
imprensa, programas de marketing digital e eventos locais.
A parceria entre a Hyundai e a FIFA teve início em 1999 e prolongar-se-á até 2022. A
Hyundai tem patrocinado com sucesso grandes eventos, como o FIFA World Cup™ na
Coreia-Japão (2002), Alemanha (2006) e África do Sul (2010), e outras competições
como a Taça das Confederações da FIFA. O sucesso deste patrocínio ao futebol
internacional tem contribuído fortemente para a projeção e reconhecimento da marca,
permitindo continuamente divulgar a imagem e a marca Hyundai.

 


Perfil


Iker Casillas Fernández (Espanha, 32 anos)


Actual Equipa/Posição: Real Madrid C.F. (desde 1999) / Guarda-Redes
Membro da Selecção Espanhola no Euro 2000
Membro da Selecção Espanhola em 2002 até 2010 no FIFA World Cup™
Prémio Melhor Guarda-Redes em 2009 na LFP (Liga Espanhola de Futebol)
Prémio “Adidas Golden Glove” em 2010 no FIFA World Cup South Africa™
2º Lugar no IFFHS “Melhor Guarda-Redes do Mundo” do século XXI em 2012


Ricardo Kaká (Brasil, 31 anos)

2014 hyundai_worldcup_1_S2014 hyundai_worldcup_2_S
Actual Equipa/Posição: A.C. Milan (desde 2013) / Médio
Membro da Selecção Brasileira desde 2002 a 2010 no FIFA World Cup™
Prémio de “Jogador do Ano” em 2004 e 2007 na Liga de Futebol Italiano
Prémio UEFA de “Melhor Jogador na Europa” em 2007
Prémio “Melhor Jogador do Ano” da FIFA e Bota de Ouro em 2007
Prémio “Adidas Golden Ball” em 2009 na FIFA Confederations Cup™

 

RETA REFORÇA FROTA DE ALUGER

 

RETA REFORÇA FROTA DE ALUGUER COM 20 NOVOS SEMIRREBOQUES FRIGORÍFICOS

 

A Reta – Serviços Técnicos e Rent-a-Cargo S.A, no âmbito da estratégia comercial, acaba de reforçar a sua frota com aquisição de novos 20 semirreboques frigoríficos de várias marcas, com vista a dar resposta à crescente procura registada no último ano, no segmento de aluguer.

 

“Em 2013, a Reta registou na sua atividade uma grande procura por semirreboques frigoríficos nos segmentos de aluguer e venda, tendência que se prevê manter durante este ano. Por esta razão, e para que a resposta aos clientes seja célere e com a qualidade os habituamos, decidimos reforçar a frota de aluguer com a aquisição de 20 semirreboques frigoríficos, alguns dos quais da marca LeciTrailer, fabricante espanhola que a Reta representa” explica Paulo Caires, diretor de marketing da Reta.

 

A escolha da marca LeciTrailer para alguns dos frigoríficos tem como objectivo a divulgação da marca que a Reta representa desde Setembro de 2013, colocando assim em circulação um significativo número de viaturas de um produto novo no mercado.

 

O serviço de aluguer de semirreboques e tratores oferece às empresas um conjunto de vantagens flexíveis, como a otimização do fluxo de trabalho e, consequentemente, aumento da produtividade, garantia de custos controlados e maior foco no negócio.

 

Uma solução criada para todo o tipo de empresa que inclui manutenção preventiva, seguro de responsabilidade civil, seguro de danos próprios com franquia, inspeção periódica, entre outros.  

 

Sobre a Reta

O core business da Reta compreende a manutenção e reparação, venda e aluguer de semirreboques e aluguer de curta duração de tratores. A empresa conta com uma rede de Centros de Assistência Técnica, estrategicamente localizados e com boas acessibilidades, nas localidades do Carregado, Vila Nova de Gaia e Perafita.

 

NOVAS FORD TRANSIT

 

As Novas Ford Transit e Transit Connect Vencem o Gelo, a Neve e o Frio Extremo do ‘Ártico Van Test’

 

  • Ford vence no ‘Arctic Van Test’, prova que submete os veículos a uma série de desafios em condições extremas de condução através do frio, gelo e neve

 

  • A duríssima prova com a duração de 5 dias no gélido norte da Finlândia inclui um slalom num aeródromo gelado, um percurso de resistência de 700 quilómetros e arranques com temperaturas de frio extremo

 

  • As novas Ford Transit e Transit Connect tornaram possível a primeira dupla vitória para a companhia nos 23 anos de história desta prova

 

 

TransitConnect _ArcticVanTest2014Transit _ArcticVanTest2014A Ford Motor Company logrou alcançar uma histórica dupla vitória numa das provas de desempenho de veículos mais exigentes do planeta, o ‘Arctic Van Test’.

 

As novas Ford Transit e Ford Transit Connect terminaram em primeiro lugar nas suas respectivas categorias depois de cinco dias de duríssima competição que submete os veículos e os seus condutores a desafios extemos no gelo, no frio e na neve no gélido norte da Finlândia, onde as temperaturas podem alcançar os 50 graus Celsius negativos.

 

Para assistir a um vídeo resumo do evento clique aqui.

 

Desde fazer um slalom num aeródromo gelado, a percorrer uma rota de 700 quilómetros de estradas geladas e cheias de buracos, as Transit vans venceram pelo seu desempenho total nas categorias que incluíam eficiência de combustível, capacidade de carga e condução.

 

“Todas as nossas novas Transits são testadas nos climas e condições mais duros do mundo, antes do seu lançamento, para que estejam preparadas para este tipo de desafios”, disse Paul Randle, director de linha de Veículos Comerciais Globais, Ford Europa. “Os nossos clientes dependem das suas Transit para os seus trabalhos e nós asseguramos de que estão prontos para esse fim, sejam quais forem as condições meteorológicas.”

 

Condutores especializados de seis revistas de veículos comerciais europeias conduziram todas as vans que participaram no ‘Arctic Van Test’ e classificaram as duas Transit como as vencedoras, oferecendo à Ford a primeira dupla vitória nos 23 anos de história do evento. O desafio também põe à prova o arranque do motor e as operações de aquecimento e desembaciamento, depois dos veículos terem sido deixados no exterior durante toda a noite a temperaturas abaixo de zero.

 

A nova Ford Transit foi classificada em primeiro lugar em 9 das 13 categorias contra veículos rivais da Mercedes-Benz, Opel e Volkswagen. A mais pequena e nova Ford Transit Connect classificou-se em primeiro lugar, isolada ou em ‘ex-aequo’, em 7 categorias e impressionou particularmente pela sua condução e estabilidade em condições de gelo, contra rivais da Citroen, Renault e Volkswagen.

 

“Os furgões da Ford foram claros vencedores em condições de terreno muito escorregadio, uma grande vantagem quando nos deparamos com estradas geladas em qualquer lugar e não apenas em pistas de ensaio,” disse Heikki Laurell da revista finlandesa Auto Tekniikka ja Kuljetus que organiza o evento anual. “Os nossos testes levam os furgões até ao limite e pode ser muito chocante para quem não estiver habituado ao inverno escandinavo.”

 

A nova Transit já está disponível em todos os mercados europeus. A nova Transit Connect, International Van of the Year 2014, foi lançada no ano passado.

 

 

# # #

 

 

Sobre a Ford Motor Company
A Ford Motor Company, empresa líder da indústria automóvel global, com sede em Dearborn, Michigan (EUA), produz e distribui automóveis em seis continentes. Com aproximadamente 181.000 empregados e 65 fábricas em todo o mundo, as marcas automóveis da empresa incluem Ford e Lincoln. A companhia presta serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company. Para mais informações sobre os produtos Ford, por favor consulte www.corporate.ford.com.

 

A Ford Europa é responsável por produzir, comercializar e assistir os veículos da marca Ford em 50 mercados e emprega aproximadamente 47,000 trabalhadores nas suas instalações e aproximadamente 67,000 incluindo as ‘joint-ventures’. Em conjunto com a Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Divisão de Serviço ao Cliente e 22 instalações fabris (13 detidas integralmente ou instalações em ‘joint-ventures’ consolidadas e 9 em 'joint-ventures' não consolidadas). Foi em 1903 que os primeiros veículos Ford foram transportados para a Europa, no mesmo ano em que a Ford Motor Company foi fundada. A produção europeia iniciou-se em 1911.

 

PNEU GOODYEAR

 

Sabia que o maior pneu da Goodyear mede e pesa o mesmo que um elefante?

 

Goodyear-63-tire-factory LR_BR
O pneu pertence ao segmento OTR (Off The Road), o seu diâmetro de jante é de 63 polegadas, tem 4 metros de altura e pesa 5.400 kg Fabricado para carregar toneladas de pedra, é um metro mais alto que um cesto de basquetebol
Uma pergunta que fazem muitas vezes à Goodyear é: “qual o maior pneu que fabricam?” Aqui vai a resposta: O pneu RM-4A+ com a medida 59/80R63 é tão alto como um elefante e o seu peso é quase o mesmo1. Este gigantesco pneu do segmento OTR (Off The Road) foi desenvolvido para carregar centenas de toneladas de pedras e outros materiais igualmente pesados, fazendo parte de uma gama que a empresa fabrica especificamente para trabalhos em minas de carvão, pedras pesadas, ouro e cobre. O pneu é comercializado em todo o mundo para mover as maiores e mais pesadas máquinas de trabalhos que operam habitualmente em minas de todo o mundo.
Este enorme pneu é equipado em jantes de 63 polegadas, tem um total de 4,023 metros de diâmetro e é um metro mais alto que um cesto de basquetebol. Os seus 5.400 kg contam com tecnologias avançadas que lhe permite carregar com um peso de 100.000 kg a velocidades até 50 km/h.
As tecnologias incluídas no pneu estão relacionadas com os seus materiais, construção e design. O pneu de 63 polegadas tem uma carcaça de aço e construção com cintas, sendo fabricado com máxima precisão e utilizando equipamentos de fabrico específicos. Na sua criação foram usadas ferramentas de simulação em computadores e levou a Goodyear a
1 De acordo com a Wikipedia, os elefantes africanos medem 3–4 metros e pesam 4.000–7.000 kg enquanto os elefantes asiáticos medem 2–3,5 metros e pesam 3.000–5.000 kg.
2
trabalhar juntamente com os fabricantes de veículos para assegurar que o tamanho do pneu estaria de acordo com as suas necessidades.
O pneu de 63 polegadas da Goodyear foi desenhado para conseguir um rendimento ótimo. Dispõe de um composto de borracha para a banda chamado cool-running CycleMax e sulcos entrelaçados na linha central para melhorar a estabilidade e aliviar o aquecimento adicional. Os sulcos com ângulo superior/não direcional ajudam a impulsionar a tração ao mesmo tempo que o ângulo do flanco ajuda a reduzir a subida da temperatura.
O pneu está disponível nas duas medidas 53/80R63 e 59/80R63 com variações de três componentes e duas profundidades de banda (E3 e E4), tendo como resultado 12 modelos diferentes disponíveis e é produzido na fábrica da Goodyear em Topeka, Kansas (Estados Unidos).
Sobre a Goodyear
A Goodyear é uma das maiores empresas de pneus do mundo. Emprega perto de 69 mil pessoas e produz os seus produtos em 52 unidades de produção em 22 países a nível global. Os dois Centros de Inovação em Akron, Ohio (EUA) e Colmar-Berg, no Luxemburgo, procuram desenvolver produtos e serviços topo de gama, que estabelecem um padrão de tecnologia e desempenho para o setor.
Para obter mais informações sobre a Goodyear e os seus produtos, visite www.goodyear.com

 

ALEA LANÇA NOVA GAMA

 

ALEA LANÇA NOVA GAMA: KITS DE REPARAÇÃO DE CALIPERS


Oferta inicial desta gama é de 36 referências, que serão brevemente alargadas a mais aplicações.

O portefólio que compõe esta gama vai desde os jogos de cavilhas, jogos de resguardos, jogos de juntas, jogos de rolamentos, tampas, reguladores, suportes, entre outros. Aplicações em calipers de travão Knorr-Bremse, Wabco, Meritor, Haldex, com excelente relação qualidade/preço.

Com este lançamento pretende-se proporcionar aos clientes que preventivamente reparam calipers, uma solução eficaz e o mais competitiva possível.

ALEA é uma marca distribuída em exclusivo pela Civiparts.

 

SURPRENDA O SEU PAI COM HERTZ GIFT

 

SURPREENDA O SEU PAI COM HERTZ GIFT

 

 

HERTZ dia_do_paiEste ano surpreenda o seu pai com a oferta de um Hertz Gift, a oferta perfeita para uma pessoa especial. Com o Hertz Gift o seu pai poderá viajar numa emocionante Mota BMW, num ágil Smart ou desfrutar do ar livre e da paisagem ao volante de um Cabrio por um preço promocional atrativo, recebendo ainda um  Gift Extra na compra de um destes pacotes.

 

Se o seu pai ama a diversão e a alta velocidade, o pack Mota BMW é o ideal. Com um valor de 195€ ao fim-de-semana receberá ainda um gift extra de 1 voucher de 1 dia grátis em alugueres de 3 ou mais dias para um Smart.

 

Se o seu pai prefere veículos de 4 rodas mais pequenos e ágeis deve optar pelo Smart. Por 50€ ao fim-de-semana e um valor promocional de 175€ quando alugado durante um período de 7 dias, recebe um gift extra de 1 voucher de 1 dia grátis em alugueres de 3 ou mais dias para uma mota BMW ou Cabrio.

 

Mas se o seu pai adora descapotáveis e pretende mesmo é desfrutar do ar livre, o Pack Cabrio é o indicado, permitindo-lhe alugar um Cabrio por um fim-de-semana, no valor de 150€. Recebe ainda um gift extra de 1 voucher de 1 dia grátis em alugueres de 3 ou mais dias para uma mota BMW ou Smart.

 

Com o Hertz Gift pode viver experiências únicas. Visite o site www.hertz.pt ou envie um email para Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar "> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar para verificar em que estações poderá adquirir o Hertz Gift. Faça de imediato a sua reserva e surpreenda o seu pai!

 

AUDI A 6 - 2.0 TDI

 

Audi A6 2.0 TDI 190 S tronic ultra - O caminho para a sustentabilidade
Audi A6_ultra_01Audi A6_ultra_02Audi A6_ultra_03

• Melhor relação preço/potência/eficiência do segmento C

• Consumo misto inferior em 12% face ao motor 2.0 TDI 177 multitronic

• Emissões de CO2 de apenas 114 g/km para o Limousine e 119 g/km para o Avant

 

O Audi A6 passou a contar com mais um importante trunfo para reforçar o seu posicionamento no mercado: o potente e económico motor TDI Ultra de 2.0 litros com 190 CV de potência e um binário de 400 Nm, constante entre as 1.750 e 3.000 rotações por minuto.

O conceito Audi ultra reúne todas as tecnologias eficientes da Audi com o propósito de reduzir as emissões de CO2 e o consumo de combustível. Para o efeito, contribuem os avanços tecnológicos empreendidos em muitas áreas, em particular na área da construção leve e das tecnologias de propulsão.

 

Com a sétima geração do A6, que teve início de comercialização em Fevereiro de 2011, a Audi revolucionou a gama superior do mercado com múltiplas inovações tecnológicas e uma construção extremamente leve, rígida e segura devido ao inteligente conceito de construção híbrida em alumínio e aço. Para além da diminuição do peso do conjunto, foram aplicadas no Audi A6 C7 outras tecnologias que tornaram os motores mais leves e potentes, a direção assistida eletromecânica, o sistema Audi drive select com função efficiency, o sistema start-stop e aerodinâmica apurada com Cx 0,26. Assim, foi possível uma redução de 21 % nos consumos de combustível face à sexta geração, ao mesmo tempo que aumentou a potência e agilidade do conjunto.

 

 

GM EM MAUS LENÇÓIS?

GM enfrenta quarta investigação por atraso em chamada à revisão de automóveis

Segundo informaram, jornais norte-americanos nas suas edições 'online', na noite de terça-feira, está a ser conduzida uma investigação preliminar, por delegados do Ministério Público de Nova Iorque, para determinar se o fabricante automóvel cumpriu as leis.

Nem o Departamento de Justiça nem a GM teceram comentários sobre a eventual abertura de uma investigação ao caso.

Agência Lusa

 

NOVA CANTER EURO VI

 

Nova Canter Euro VI Ecofficiency


- Mais eficiente, económica e amiga do ambiente -

 


 Ecofficiency: as tecnologias que tornam a Canter mais eficiente, económica e amiga do ambiente
 Motor: aumento da pressão de injecção para 2.000 bar
 Relações finais de diferenciais mais longos para melhores consumos
 Euro 5b+ disponível na gama 3,5t e 6,0t. O Euro VI está disponível nas versões 6,5t, 7,5t e 8,55t
 ESP de série em toda a gama
 Canter 4WD: agora equipada com redutoras para maior capacidade todo-o-terreno
 Canter Eco Hybrid: maior redução de consumo de combustível na utilização citadina
 Nova Canter 9C: até 6 toneladas de capacidade de carga
 Versões disponíveis de fábrica com caixa de carga: báscula e caixa aberta


FUSO – uma marca do Grupo Daimler 2

412263 01_RANGE_LINE_4C
Com mais de 140.000 unidades produzidas à escala mundial, a Fuso Canter é um sucesso internacional no segmento dos camiões ligeiros e claramente o modelo best seller dentro da Daimler Trucks.
A introdução de medidas mais restritivas no que respeita às emissões dos carros, Euro 5b+ e Euro VI, melhorou significativamente a performance da robusta Canter. Com estas medidas, não só o ambiente saiu a ganhar, também os proprietários vêem o custo de utilização baixar devido à redução dos consumos (redução de até 9% face às versões Euro V), responsabilidade do pacote Ecofficiency. Esta é a Canter mais eficiente das 8 gerações até agora produzidas, mas também a mais segura, fruto dos vários itens de segurança foram acrescentados à já longa lista de equipamento de série da Canter.
A nova geração Canter, designada por Canter TF1, introduz as seguintes novidades face à geração anterior:
- Ecofficiency
- Euro 5b+
- Aumento da pressão da injecção para 2.000 bar
- Utilização de óleo de baixa viscosidade
- Start-Stop
- Relações finais de diferenciais optimizadas
- Euro VI (adicional ao Euro 5b+)
- AdBlue em todas as versões
- Pneus de baixa resistência ao rolamento
- Aumento do tamanho do DPF e Catalizador
- ESP standard em toda a gama
- Jantes de 16” de série nas versões de 3,5 ton
- Canter 4WD agora com caixa de transferência
- Canter Eco Hybrid com novo mapeamento da caixa que potencia a utilização do motor eléctrico
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 3
A Canter
Com 50 anos de história e 8 gerações de desenvolvimento, produzida na fábrica do Tramagal desde 1980, a Canter é um chassis-cabina com o conceito de cabina avançada (cab over engine). Este conceito permite fazer camiões mais compactos, melhorando a manobrabilidade e permite ainda uma maior variedade de carroçamentos bem como um acesso ao motor mais fácil para a manutenção preventiva diária.
A Canter tem a gama mais completa no seu segmento. Com 73 versões, a Fuso Canter permite que cada cliente tenha um camião à sua medida. De seguida apresentamos resumidamente as várias combinações possíveis.
Toda a gama está equipada com um elevado nível de equipamento de série, de onde se destacam os seguintes equipamentos:
- Start-Stop
- ESP
- ABS com EBD
- Fecho centralizado com comando à distância
- Computador de bordo
- 4 discos de travão
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 4
- Travão de escape
- Luzes diurnas
- Porta-luvas com chave
- Banco do condutor com suspensão (cab. larga de 150 e 175 cv)
- 3 anos de garantia ou 100.000 km
- 3 anos de assistência em viagem
Em termos de equipamentos opcionais e à disposição dos clientes, a Canter apresenta também uma lista completa e generosa de onde se destacam os seguintes itens:
- Ar condicionado automático
- Ar condicionado manual duplo (independente frente/trás nas cabinas duplas)
- Airbag condutor e passageiro
- Sistema eléctrico de 24V
- Depósito de combustível adicional de 70L
- Diferencial traseiro autoblocante
- Bluetooth
Caixa de velocidade DUONIC ® de dupla embraiagem
A caixa de velocidades DUONIC® de dupla embraiagem, um dos elementos mais avançados tecnologicamente da gama, é a primeira caixa a usar esta tecnologia num camião ligeiro. A unidade é baseada numa caixa manual de 6 velocidades com dois discos de embraiagem húmidos hidráulicos e um sistema de controlo electrónico.
A grande vantagem do sistema de dupla embraiagem consiste em ter a próxima velocidade pré-engrenada, tornando a passagem de caixa mais rápida, suave e sem interrupção do fluxo de potência. Outra das vantagens deste sistema é ajudar o condutor a tornar a sua condução mais eficiente, reduzindo o consumo de combustível.
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 5
A transmissão DUONIC® de dupla embraiagem combina a conveniência de uma caixa automática com a eficiência de uma transmissão mecânica manual. A prática função de marcha lenta é útil para as manobras a baixa velocidade.
A Canter Eco Hybrid: transforma o trabalho citadino em oportunidades de poupar combustível
A Canter Eco Hybrid, o primeiro camião do seu segmento a receber um sistema híbrido e a ser produzido em série na Europa. Este prático sistema permite poupar até 23% de combustível, comparado com uma Canter convencional, em rotas citadinas. Esta poupança permite um retorno de investimento em apenas 2 a 3 anos de utilização. Ao mesmo tempo, o ambiente beneficiará da redução de várias toneladas de emissões de CO2 e de um decréscimo do nível de ruído.
Nesta nova geração, a introdução das normas Euro VI bem como o melhoramento do mapeamento da caixa aliado a uma relação final do diferencial mais longa, permitem optimizar ainda mais o consumo de combustível.
A Canter Eco Hybrid combina o motor ultra eficiente de 3 litros diesel, 150 cv (110 kW) e um binário máximo de 370 N.m, com um motor eléctrico de 40 kW (55 cv) e 200 N.m. Desta junção nasce um camião amigo do ambiente, eficiente e robusto, preparado para todos os tipos de trabalho e com capacidade de transportar 4.800 kg de carga.
O motor eléctrico, que dispõem de toda a potência e binário desde o início, é auxiliado por um conjunto de baterias com capacidade de 2 Ah e que são carregadas com a energia da travagem. Este conjunto é oferecido com uma garantia da marca de 5 anos.
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 6
Equipada exclusivamente com a eficiente caixa de velocidades DUONIC®, agora com novo mapeamento optimizado para a gama Eco Hybrid e que até aos 10 km/h utiliza apenas o motor eléctrico, esta versão transforma o trabalho citadino em oportunidades únicas de poupar combustível. Da lista de equipamento de série fazem ainda parte o Start-Stop, ESP e airbag para o condutor.
Canter 4WD: nenhum local é inacessível para a nova gama Canter
Um dos ex libris da gama Canter é a versão de tracção integral. Designada por 6C18, com um peso bruto de 6,5 ton, disponível em cabina simples e dupla e equipada com o motor de 175 cv e 430 N.m, a Canter 4WD é ideal para trabalhos em zonas não pavimentadas, como por exemplo estaleiros de construção, manutenção de postes de alta tensão e serviços de bombeiros. Para os serviços municipais, existe ainda a possibilidade de utilização como limpa-neves, com a aplicação de pá e espalhador de sal. A sua largura reduzida de apenas dois metros, significa que se consegue deslocar em locais exíguos.
O sistema 4x4 pode ser activado sempre que necessita, o que significa uma reacção rápida às mudanças de terreno e uma condução eficiente quando está em estradas em que necessita apenas de 4x2. Outro item indispensável e o diferencial traseiro autoblocante até 70%.
A grande novidade desta última geração é vir equipado com uma caixa de transferência. A redutora instalada aumenta a tracção num factor de 1,987, aumentando ainda mais a capacidade da Canter 4WD se deslocar em terrenos difíceis, mesmo em locais cuja inclinação elevada, pois esta Canter tem a incrível capacidade de superar inclinações de até 60%.
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 7
A Canter 9C AMT
Esta nova geração da Canter apresenta uma nova gama de peso bruto, 8,55 ton, designada por 9C15 ou 9C18, dependendo da potência. Estas novas versões da gama permitem oferecer aos clientes um carro com uma capacidade de carga de 6 toneladas, o que representa 1 tonelada adicional face à geração anterior Euro V.
A Canter mais pesada está disponível com caixa de velocidades Duonic® de dupla embraiagem, 4 distâncias entre eixo (dos 3.400 aos 4.750mm), motor de 3,0l e dois níveis de potência, 150cv e 175cv.
Com capacidade de carga de 5.995kg, um peso bruto no eixo dianteiro de 3.100kg e de 6.000kg no eixo traseiro, a Canter 9C AMT é o carro ideal para quem precisa de um carro económico mas com elevada capacidade de carga.
Em resumo, a nova geração da Fuso Canter tem a gama mais completa de sempre e uma das gamas mais completas do mercado, como se pode ver na imagem seguintes:
FUSO – uma marca do Grupo Daimler 8
Qualquer que seja o trabalho ou necessidade a gama Canter possuiu o veículo adequado para garantir que o trabalho é realizado correctamente, de forma eficiente, segura e com o maior conforto.

 

VENDAS DA AUDI AUMENTAM

 

Audi AG: vendas mundiais aumentaram novamente em Fevereiro


• Cerca de 117.500 veículos vendidos em todo o mundo, um aumento de 6,8 por cento
• Audi com grande crescimento no Brasil, Turquia e Coreia do Sul
• Luca de Meo, Diretor de Vendas e Marketing da Audi AG: "O A3 Limousine vai ser lançado nos
principais mercados de vendas - China e Estados Unidos - na primavera"

 

 

 Em fevereiro, a Audi AG vendeu cerca de 117.500 veículos em todo o mundo, o
que representou um aumento de 6,8 por cento em relação ao mesmo período do ano passado. Desde o início do
ano, as vendas tiveram um crescimento de 9,3 por cento, para cerca de 242.400 unidades. Os números de vendas
da Audi subiram, mais uma vez, em todas as regiões do mundo no mês passado. Cerca de um terço do
crescimento do volume foi alcançado na Europa. Com aumentos significativos na Alemanha, Reino Unido e Itália,
o crescimento na Europa foi de 5,3 por cento. Na China, a Audi completou as vendas deste mês -
consideravelmente reduzido devido ao feriado do Ano Novo - com um aumento de 6,9 por cento em relação a
fevereiro de 2013.
"A Audi continuou no mês de fevereiro um início de ano positivo, apesar dos notáveis efeitos não recorrentes em
importantes mercados exteriores", destaca Luca de Meo, Diretor de Vendas e Marketing da Audi AG. "Na Europa, vários
mercados estão a ganhar estabilidade pese embora ainda permanecem num nível baixo. Nesta região já estamos
presentes como novo A3 Limousine, que também será lançado na China e nos Estados Unidos, os seus dois mercados de
venda mais importantes, nas próximas semanas".

Toda a nova gama A3 continua a registar elevadas taxas de crescimento, até 43,0 por cento em fevereiro (para 19.568
unidades) em todo o mundo. Na procura por outros modelos, os maiores aumentos aconteceram em particular com o
A7 Sportback (+8,8 %) e com o Q7; por sua vez, as vendas deste SUV aumentaram 31,8 por cento, para 4.589 unidades.
A Turquia é um dos mercados onde a Audi está a ser particularmente bem sucedida, atraindo novos clientes com
vários modelos, em especial o A3 Limousine: em fevereiro, a marca dos quatro anéis entregou 1.105 carros neste
mercado, o equivalente a um incremento de 29,2 por cento em relação ao registado há um ano atrás. Desde o início do
ano, o aumento de vendas acumulado é de 34,2 por cento. Em muitos países do Sul da Europa, a Audi também vendeu
mais carros do que há um ano atrás, como em Espanha, onde as entregas aumentaram 1,6 por cento (para 4.149
veículos) e acima de tudo em Itália, com um aumento de 16,0 por cento (para 4.202 unidades). A Alemanha (+10,1 %,
para 21.806 carros) e o Reino Unido (+8,3 %, para 4.820 carros) registaram um crescimento significativo, confirmando
o mês positivo para a Audi na Europa (5,3 %). Durante os primeiros dois meses, cerca de 111.600 veículos foram
vendidos, representando um crescimento de 6,5 por cento no continente europeu.
No continente americano, o Brasil manteve em fevereiro o enorme ritmo de crescimento verificado também em
janeiro: com 1.115 unidades vendidas, a Audi Brasil mais que duplicou as vendas do mês de Fevereiro de 2013 (260,8
%). Nos Estados Unidos, os concessionários da Audi aguardam atualmente pelo lançamento do A3 Limousine no
mercado. O modelo desenvolvido especificamente com o objetivo dos desejos dos clientes norte-americanos e
chineses, será lançado no mercado dos EUA em abril. Enquanto isso, apesar dos efeitos das condições meteorológicas
extremas verificadas recentemente, as vendas da Audi America em fevereiro atingiram o nível do mesmo mês do ano
anterior, com a entrega de 10.881 unidades.
Entre os mercados da Ásia, a Coreia do Sul está a tornar-se cada vez mais importante para a Audi: em fevereiro, as
estatísticas de vendas subiram 61,8 por cento, para 2.187 unidades, um aumento de 42,3 por cento desde janeiro. Em
fevereiro, a Audi alcançou também um elevado aumento de dois dígitos no Japão (+19,3 %, para 2.731 veículos). Em
contrapartida, o feriado de Ano Novo dominou o mês passado na China. Nos restantes dias de vendas, 32.358 clientes
receberam o seu Audi, um aumento de 6,9 por cento. De janeiro a fevereiro, as vendas da Audi na China subiram 13,2
por cento, para 76.884 unidades.

 

 

Vendas Audi no Mundo em 2014

Audi S3_Limousine
Vendas Audi Fevereiro Acumulado do Ano
2014 2013 Variação 2013 2014 2013 Variação 2013
Mundo 117.500 110.024 + 6,8% 242.400 221.782 + 9,3%
Europa 57.800 54.934 + 5,3% 111.600 104.809 + 6,5%
-Alemanha 21.806 19.804 + 10,1% 39.232 34.415 + 14,0%
- Reino Unido 4.820 4.451 + 8,3% 15.603 14.329 + 8,9%
- França 5.109 5.368 - 4,8% 9.156 9.379 - 2,4%
- Itália 4.202 3.622 + 16,0% 8.021 7.389 + 8,6%
- Espanha 4.149 4.082 + 1,6% 7.431 6.836 + 8,7%
- Rússia 2.905 2.800 + 3,8% 4.528 4.525 + 0,1%
Estados Unidos 10.881 10.877 + 0,0% 20.982 20.933 + 0,2%
México 1.011 889 + 13,7% 2.035 1.742 + 16,8%
Brasil 1.115 3099 + 260,8% 2.224 784 + 183,7%
China (inc. Hong Kong) 32.358 30.268 + 6,9% 76.884 67.946 + 13,2%
- Fim –
O Grupo Audi vendeu 1.575.500 veículos da marca Audi em 2013, tendo a Companhia registado uma receita bruta de € 37 mil milhões e um lucro
operacional de € 3,74 mil milhões até ao final de setembro de 2013. A Audi está presente em mais de 100 mercados e produz veículos em Ingolstadt
e Neckarsulm (Alemanha), Györ (Hungria), Bruxelas (Bélgica), Bratislava (Eslováquia), Martorell (Espanha), Kaluga (Rússia), Aurangabad (Índia),
Changchun (China) e Jacarta (Indonésia). A marca dos quatro anéis produz veículos também em Foshan (China) desde dezembro de 2013, bem
como em São José dos Pinhais (Brasil) a partir de 2015 e e em San José Chiapa (México) a partir de 2016. Subsidiárias integrais da Audi AG incluem a
quattro GmbH (Neckarsulm), Automobili Lamborghini SpA (Sant'Agata Bolognese / Itália) e o fabricante de motos desportivas Ducati Motor
Holding S.p.A. (Bolonha / Itália). O Grupo emprega mais de 70.000 colaboradores em todo o mundo, incluindo 50.000 na Alemanha. O investimento
total estimado é de cerca de € 22 mil milhões entre 2014 e 2018 - principalmente em novos produtos e na ampliação e na sustentabilidade de novas
tecnologias. Paralelamente, a Audi faz jus à sua responsabilidade corporativa estabelecendo como estratégia o princípio da sustentabilidade para os
seus produtos e processos de produção. O objetivo final é o de alcançar níveis neutros de CO2 em termos de mobilidade.

 

BENTLEY ANUNCIA MELHORIAS

 

Bentley anuncia melhorias nos níveis de luxo e nas
prestações dos modelos Continental e Flying Spur

 


• Estilo renovado e uma maior potência para o modelo porta-estandarte
Continental GT Speed, o automóvel mais rápido jamais produzido pela
Bentley
• Disponíveis pacotes de luxo em todos os modelos da gama Continental
• A nova Limousine de luxo Flying Spur desperta a atenção a novos clientes
pela potência do seu motor V8
• Os novos modelos GT Speed e Flying Spur V8 foram apresentados no
Salão de Genebra

 


 A Bentley anunciou um conjunto de opções de luxo e de
atualizações nas características para a gama Continental - inserida nos Grande
Turismo de luxo – em que se destacam um desenho com um estilo renovado e ainda
maior potência, binário e prestações do seu modelo porta-estandarte, o Continental
GT Speed. Também a nova Limousine de luxo Flying Spur está agora disponível com o
potente e eficiente motor Bentley V8 de 4.0 litros com duplo turbocompressor.
Alteração com a qual o construtor de Crewe torna ainda mais atrativa esta Limousine
para um mais amplo leque de clientes dos modelos deste segmento de luxo. Os novos
modelos foram apresentados no Salão Automóvel de Genebra.
Continental GT Speed com potência e design melhorados
As capacidades dinâmicas do porta-estandarte Bentley Continental GT Speed foram
ampliadas ainda mais nesta versão 2014, nomeadamente numa melhoria das
prestações e nos seus inigualáveis e luxuosos níveis de acabamentos.


O emblemático motor W12 de 6.0 litros bi-turbo da Bentley levou ao limite as suas
capacidades, debitando agora uma potência de 635 CV (467 kW) e um binário
máximo sem precedentes de 820 Nm. O novo Bentley GT Speed Coupé atinge uma
velocidade máxima de 331 km/h, o que lhe possibilita passar a ser o modelo de grande
produção mais rápido jamais produzido pela marca, enquanto a melhorada variante
descapotável alcança os 327 km/h. A versão mais potente da gama Continental
apresenta um set-up do chassis “Speed”, evidenciando uma suspensão com mais baixa
geometria e maior rigidez, o que lhe permite oferecer os melhores níveis de
prestações e luxo disponíveis num modelo de Grande Turismo.
As prestações dinâmicas adicionais do modelo do topo da gama Continental são
complementadas com um visual ainda mais apelativo. Pela primeira vez, as formas do
marcante difusor dianteiro, as discretas embaladeiras laterais e o elegante difusor
traseiro possuem acabamentos com a mesma cor da carroçaria. O novo GT Speed
possui uma aparência ainda mais marcante graças ao acabamento em tonalidade escura
das jantes Speed de 21 polegadas, aos grupos óticos e aos farolins. As alterações
exteriores são ainda complementadas com pinças dos travões pintadas em vermelho e
uma elegante sigla cromada “Speed” nos guarda-lamas dianteiros, enquanto uma nova
cor para a carroçaria exclusiva desta versão – Candy Red – é acrescentada à paleta de
cores disponíveis.
O interior do GT Speed também apresenta alterações visuais, começando por uma
combinação de cores completamente nova e exclusiva dos modelos Speed. Partindo
de um interior numa só tonalidade escura foi acrescentada uma cor contratante nos
painéis das portas, nos painéis traseiros, na cobertura do tablier, na consola e na
alavanca de velocidades. Várias costuras também contrastantes são propostas em
opção em vários elementos do habitáculo; como uma nova opção surgem os
revestimentos diamante acolchoados com motivos em forma de losango nos bancos e
nas portas. A sigla Speed está bordada nos apoios de cabeça dianteiros e traseiros,
enquanto um subtil mas elegante e distinto “Speed” embeleza o tablier no lado do
passageiro.

 


Mais luxo para a gama Continental em 2014
Durante o ano de 2014, além do lançamento dos novos modelos Speed, serão
apresentadas diversas melhorias em toda a gama Continental. As opções são
propostas em separado, havendo agora sete pacotes distintos de especificações
disponíveis:
 Especificação Premier: realça o habitáculo do Continental com opções
adicionais de caracter tecnológico e de conforto. Inclui bancos ventilados e
com massagem, sistema de som de suprema fidelidade Naim for Bentley, uma
câmara de visão traseira, duplo apoio de braços dianteiro e chave de cortesia.
 Especificação de Desenho Interior: reúne o melhor dos artesões da
Bentley num habitáculo com o máximo nível de personalização. Inclui costuras
contrastantes em todo o habitáculo e tapetes com costuras em pele também
contrastantes. A aplicação opcional de “ponto cruz”, que necessita de um
trabalho artesanal de 37 horas e mais de 600 metros de linha, transmite-lhe um
nível inigualável em cada detalhe.
 Especificação GT Clássica: opção disponível para o modelo GT W12,
destinada a destacar os traços de desenho tradicionais com grelhas dianteiras
cromadas brilhantes, portas e painéis traseiros com zonas em verniz, o piso da
bagageira forrado da mesma cor do interior e a cobertura de arrumação da
consola central elaborada manualmente que realça o seu acabamento.
 Especificação “Quatro Estações”: aumenta ainda mais o nível de conforto
dos modelos Continental Convertible ao conduzir sem capota em dias mais
frios. Inclui aquecimento dos bancos na zona da cabeça, corta-ventos amovível
e um volante aquecido.
 Especificação Mulliner Driving: este pacote, disponível em todos os
modelos Continental, inclui um conjunto de características desportivas tais
como revestimentos diamante acolchoado com motivos em forma de losango
nos bancos e nas portas, alavanca de velocidades serrilhada, pedaleira em liga
perfurada e tampões “Jewel” nos depósitos de combustível e de óleo.
 Especificação desportiva GT V8 S: inclui travões cerâmicos em fibra de
carbono com pinças pintadas em vermelho, saídas dos tubos de escape
desportivas (Sports) e painéis em fibra de carbono no tablier.

 


 Especificação Mulliner Styling Clássica: este pacote, disponível para os
modelos GT W12 e GT Speed, acentua a elegante silhueta do Continental com
um difusor dianteiro, embaladeiras laterais e um difusor traseiro, todos
fabricados em fibra de carbono.
Os primeiros modelos da gama Continental começam a ser entregues no verão.
Flyung Spur: a melhor Limousine do mundo do segmento de luxo
O Bentley Flying Spur está equipado com um novo motor V8, oferecendo aos clientes
uma nova interpretação desta Limousine de luxo. Esta versão V8, que complementa o
porta-estandarte Flying Spur W12, permite a oportunidade de experimentar a
combinação de um modelo com uma carroçaria clássica, elegante, escultural e com
uma distinta construção artesanal com a mais avançada tecnologia. O Flying Spur V8
irá cativar novos clientes à Bentley, os quais desejem possuir um veículo Premium, em
relação à sua atual Limousine de topo de gama.
O consagrado motor V8 de 4.0 litros bi-turbo da Bentley desenvolve uma potência de
507 CV (373 kW) e um binário máximo de 660 Nm; valores que transmitem ao
Flying Spur V8 uma aceleração 0-100 km/h em 5,2 segundos e uma velocidade máxima
de 295 km/h. A estas impressionantes prestações haverá que acrescentar uma
autonomia de 840 quilómetros graças ao elevado nível de eficiência do motor, que
inclui o sistema de desativação dos cilindros, inteligente gestão térmica e sistema de
recuperação elétrico.
Como no caso do Flying Spur W12, o motor transmite a potência através de uma
transmissão automática ZF de 8 velocidades a um sistema de tração total permanente
que proporciona a melhor estabilidade, independentemente do piso da estrada ou das
condições meteorológicas. No novo Flying Spur V8, o conforto em andamento é um
fator de máxima importância. Como tal, a sua suspensão pneumática independente
computorizada maximiza a absorção dos impactos e o isolamento acústico.

 


O Flying Spur V8 diferencia-se do modelo mais musculado, a versão porta-estandarte
W12, em subtis detalhes de desenho. Os embelezadores das duplas saídas de escape
ovalizadas fazem recordar a presença da força motriz alternativa, enquanto a distinto e
célebre sigla alada da Bentley reluz ao centro com uma zona avermelhada que
caracteriza os modelos equipados com motores V8. As grelhas do para-choques
dianteiro apresentam um acabamento em preto, inserindo uma “wing” também em
preto.
O Flying Spur V8 possui a bordo um completo conjunto de características
tecnológicas, que lhe permitem ser o lugar ideal para trabalhar ou relaxar durante as
deslocações. Um inovador controlo remoto do ecrã tátil (Touch Screen Remote),
oculto num compartimento da consola central traseira que é aberta com um pequeno
toque num botão, permite controlar os sistemas de climatização e de entretinimento
do veículo desde o conforto proporcionado pelo lugares traseiros, enquanto a
especificação Multimedia opcional inclui um completo e ainda mais extenso sistema de
entretinimento desde os lugares traseiros.
O Flying Spur V8 apresenta uma combinação de cores interiores numa só tonalidade,
com inserções decorativas em madeira Dark Fiddleback Eucalyptus, um banco único
com três lugares, apoio de braço dianteiro, jantes em liga Classic de 19 polegadas com
acabamentos em preto e uma paleta de sete cores de pintura para a carroçaria,
enquanto para o interior podem ser eleitas quatro tonalidades.
Os clientes que desejem atualizar o seu Flying Spur V8 podem optar pelo
Flying Spur V8 Mulliner. A especificação Mulliner Driving inclui revestimentos
acolchoados em tonalidade diamante com motivos em forma de losango, alavanca de
velocidades serrilhada, pedaleira em liga perfurada, guarnições em pele com relevo,
tampões “Jewel” dos depósitos de combustível e de óleo e a sigla alada da Bentley
bordada em todos os apoios de cabeça. As jantes em liga de 20 polegadas pintadas
com cinco raios são de série, assim como o sistema «4+1» dos bancos traseiros, que
inclui assentos totalmente reguláveis com apoio lombar e aquecimento. A gama de
faixas envernizadas de série é ampliada para incluir os luxuosos acabamentos

 


Dark Stained Burr Walnut e Piano Black, estando ainda disponível uma gama completa de
17 cores de pele e quatro combinações de cores adicionais.
As primeiras unidades do Flying Spur V8 começam a ser entregues no decorrer da
próxima primavera.
Bentley Continental GT Speed
Motor
Tipo W12 de 6.0 litros com duplo turbocompressor
Potência máxima 635 CV (467 kW) / 6.000 rpm
Binário máximo 820 Nm / 1.700 rpm
Transmissão
Tipo
ZF automática tipo Quickshift de 8 velocidades e com
patilhas de mudanças integradas no volante
Tração
Permanente às quatro rodas com distribuição 40:60 à frente
e atrás
Relações de transmissão
1.ª: 4,71; 2.ª: 3,14; 3.ª: 2,1; 4.ª: 1,67; 5.ª: 1,29;
6.ª: 1,00; 7.ª: 0,839; 8.ª: 0,667
Relação final 2,85
Travões
Dianteiros
Discos ventilados de 405 mm (travões de disco
de 420 mm com orifícios perfurados transversais de
carbono/carboneto de silício opcionais)
Traseiros
Discos ventilados de 335 mm (travões de disco
de 356 mm com orifícios perfurados transversais de
carbono/carboneto de silício opcionais)
Jantes e Pneus
Jantes 9.5 J x 21”
Pneus 275/35 ZR 21
Direção
Tipo
ZF Servotronic de pinhão e cremalheira, assistida e variável,
dependendo da velocidade
Voltas de topo a topo 2,6 voltas
Diâmetro de viragem 11,3 m
Suspensão

 


Dianteira
Dupla forquilha com quatro fixações, suspensão pneumática
com auto nivelamento controlado por computador, barra
estabilizadora
Traseira
Trapezoidal multilink, suspensão pneumática com auto
nivelamento controlado por computador, barra estabilizadora
Amortecedores
Controlo contínuo do amortecimento, regulado para o
máximo rendimento dinâmico
Dimensões
Distância entre eixos 2.746 mm
Comprimento total 4.806 mm
Largura (da carroçaria) 1.944 mm
Largura (incluindo espelhos) 2.227 mm
Altura total 1.394 mm
Depósito de combustível 90 litros
Capacidade do porta-bagagens 358 litros
Peso sem carga (UE) 2.320 kg
Peso bruto do veículo 2.750 kg
Prestações
Velocidade máxima 331 km/h
Aceleração 0-100 km/h 4,2 segundos
Aceleração 0-160 km/h 9,0 segundos
Consumos (ciclo UE)*
Urbano 22,2 litros/100 km
Estrada 10,1 litros/100 km
Combinado 14,5 litros/100 km
Emissões de CO2 338 g/km
Controle de emissões EU 6
Bentley Flying Spur V8
Motor
Tipo V8 de 4 litros com doble turbocompressor

Potência máxima 507 CV (373 kW) / 6.000 rpm
Binário máximo 660 Nm / 1.750 rpm
Transmissão
Tipo
ZF automática tipo Quickshift de 8 velocidades e com
patilhas de mudanças integradas no volante
Tração
Permanente às quatro rodas com distribuição 40:60 à frente
e atrás
Relações de transmissão
1.ª: 4,71; 2.ª: 3,14; 3.ª: 2,1; 4.ª: 1,67; 5.ª: 1,29;
6.ª: 1,00; 7.ª: 0,839; 8.ª: 0,667
Relação final 2,85
Travões
Dianteiros
Discos ventilados de 405 mm (travões de disco
de 420 mm com orifícios perfurados transversais de
carbono/carboneto de silício opcionais)
Traseiros
Discos ventilados de 335 mm (travões de disco
de 356 mm com orifícios perfurados transversais de
carbono/carboneto de silício opcionais)
Jantes e Pneus
Jantes 9.0 J x 19”
Pneus 275/45 ZR 19
Direção
Tipo
ZF Servotronic de pinhão e cremalheira, assistida e variável,
dependendo da velocidade
Voltas de topo a topo 2,8 voltas
Diâmetro de viragem 12,1 m
Suspensão
Dianteira
Dupla forquilha com quatro fixações, suspensão pneumática
com auto nivelamento controlado por computador, barra
estabilizadora
Traseira
Trapezoidal multilink, suspensão pneumática com auto
nivelamento controlado por computador, barra estabilizadora
Amortecedores
Controlo contínuo do amortecimento, regulado para o
máximo rendimento dinâmico
Dimensões
Distância entre eixos 3.066 mm
Comprimento total 5.299 mm
Largura (da carroçaria) 1.976 mm

Largura (incluindo espelhos) 2.208 mm
Altura total 1.488 mm
Depósito de combustível 90 litros
Capacidade do porta-bagagens 475 litros
Peso sem carga (UE) 2.425 kg
Peso bruto do veículo 2.972 kg
Prestações
Velocidade máxima 295 km/h
Aceleração 0 a 100 km/h 5,2 segundos
Aceleração 0 a 160 km/h 11,2 segundos
Consumo (ciclo UE)*
Urbano 15,6 litros/100 km
Estrada 8,1 litros/100 km
Combinado 10,9 litros/100 km
Emissões de CO2 254 g/km
Controles de emissões EU 6
* Os valores de consumo de combustível são provisórios e estão sujeito à homologação tipo.
Bentley Continental_GT_SpeedBentley Continental_GT_Speed_ConvertibleBentley Flying_Spur
PR BENTLEY

 

NOVO CLASSE V

 

Preços de comercialização do novo Classe V

 

Na estreia mundial do novo Mercedes-Benz Classe V, no complexo olímpico de Munique, a Mercedes-Benz apresentou o seu mais recente modelo de maiores dimensões da sua família dos veículos ligeiros de passageiros. Com o novo Classe V, a Mercedes-Benz redefine as referências no segmento nomeadamente em relação aodesign, conforto, versatilidade, eficiência e segurança.

 

Com o seu lançamento no mercado Português, o novo Classe V estará disponível com um motor turbo-diesel tecnologicamente avançado com duas versões de potência. O motor de quatro cilindros com 2,1 litros está disponível nas versões com 163 cv (120 kW) e 190 cv (140 kW). O motor, com designação interna OM 651, comprovou o seu valor em quase todos os modelos da Marca, desde o Classe A até ao Classe S. Os engenheiros da Mercedes-Benz melhoraram-no especificamente para o novo Classe V, tendo-se focado na combinação do desempenho superior de um motor de seis cilindros com a eficiência exemplar de um motor de quatro cilindros. No modelo topo de gama V 250 BlueTEC, isto resulta numa gama de binário e de potência comparável ao do anterior turbo-diesel V6 de três litros, apesar de o novo veículo consumir até 28% menos de combustível e cumprir, graças ao BlueTEC, a norma de emissões Euro 6.

 

O novo Classe Vencontra-se disponível para o mercado nacional com duas motorizações Diesel, que apresentam os seguintes valores de comercialização:

 

Modelos

Cilindrada

Transmissão

Potência

Preços (IVA incluído)

V 220 CDI

2.143cc

Caixa manual 6 velocidades

163cv

49.575

V 220 CDIAvantgarde

2.143cc

Caixa manual 6 velocidades

163cv

57.095

V 250 BlueTEC

2.143cc

Caixa automática

190 cv

54.879

V 250 BlueTECAvantgarde

2.143cc

Caixa automática

190cv

62.400

 Classe V_1Classe V_2Classe V_3

 

PROGRAMA FIDELIZAÇÃO MY PEUGEOT

 

Programa de Fidelização MyPeugeot


Peugeot renova o seu Cartão Cliente com novas vantagens


A Peugeot Portugal está a implementar o novo Programa de Fidelização «MyPeugeot»,
um pacote de conteúdos e vantagens que visa incrementar os níveis de satisfação e,
consequentemente, de fidelização dos seus clientes para com a Marca. Com uma
reformulação do Cartão Cliente existente, o novo Cartão MyPeugeot, permite ao cliente
aceder a vantagens exclusivas, sendo de destacar o desconto em combustível de 5
cêntimos / litro na rede de estações da Repsol.
A Peugeot Portugal está a lançar o Programa de Fidelização MyPeugeot, através do qual
pretende criar uma relação mais próxima com os seus clientes. Para o efeito, foi criado um
programa que contempla um alargado conjunto de benefícios com vista a cativar os seus
clientes, garantindo-lhes uma maior satisfação ao longo de toda a sua associação com a
Marca. A destacar a parceria com a Repsol que atribui um desconto de 5 cênt por litro em
combustíveis nas estações de serviço aderentes.
"Queremos com este programa estar mais próximos dos nossos clientes. Queremos
conhecê-los, acompanhá-los e acima de tudo saber responder às suas necessidades em
cada momento, garantido algo fundamental para nós: a sua satisfação. O nosso objectivo
passar por criar relações fortes e duradouras com os nossos clientes, concedendo-lhes
benefícios que os aliciem a permanecer na Marca, quer nas operações de após-venda, quer
na renovação das viaturas actuais", explica Nuno Marques, Director de Marketing da
Peugeot Portugal.


O programa MyPeugeot em resumo


O programa MyPeugeot é baseado na conjugação de duas ferramentas, o espaço pessoal
MyPeugeot (acessível pelo endereço mypeugeot.peugeot.pt) e o Cartão MyPeugeot.
O espaço pessoal MyPeugeot possibilita ao Cliente o acesso a diversas informações:
consulta do histórico de operações realizadas e das operações previstas com alertas
automáticos, marcação online de visitas à oficina, consulta de contratos (Peugeot Service,Programa MyPeugeot_-_Todos_Km_contam
de financiamento, etc), informação útil sobre a viatura do Cliente (manual de bordo,
vídeo,etc) entre muitas outras.
O novo Cartão MyPeugeot, associado ao programa, é transversal a todas as actividades
da Marca e está intimamente ligado ao cliente e não à viatura em particular. A adesão ao
Cartão MyPeugeot é totalmente gratuita e garante, de imediato, ao cliente um conjunto de
vantagens, traduzidas numa oferta inicial de 100 pontos, a acumular com os que forem
obtidos em função dos gastos feitos na rede Peugeot. Garantem depois acesso a
descontos em factura nas operações em oficina, bem como nos acessórios no 1º ano da
viatura e acesso a campanhas personalizadas. Adicionalmente, a Peugeot aposta num
Preço Garantido para o Cliente MyPeugeot em determinados serviços de após-venda.
Como grande mais valia, o Cartão MyPeugeot garante um desconto de 5 cênt/litro em
combustível nas estações de serviço Repsol aderentes, podendo ser acumulado com as
promoções em vigor nos pontos de venda.
Todos os detalhes do Programa de Fidelização MyPeugeot estão disponíveis para
consulta em serviço.peugeot/cartão-mypeugeot ou na Rede de Concessionários e
Reparadores Autorizados Peugeot.

 

GALP FROTA BUSINESS

 

Galp Frota Business dá descontos no combustível a empresas do sector agrícola

 


A Galp Energia aumentou a família de cartões Galp Frota Business com o lançamento do Galp Frota Business Agrícola, um cartão que permite às empresas do sector agrícola com frotas de pequena e média dimensão acederem a descontos adicionais na aquisição de combustíveis.
Este cartão atribui descontos imediatos entre os 4 e os 6 cêntimos por litro no gasóleo agrícola, enquanto nos combustíveis rodoviários atribui os mesmos descontos do Galp Frota Business. Em ambos os casos, os descontos aumentam com os volumes de consumo.
O Galp Frota Business Agrícola não tem qualquer custo de adesão e está acessível aos titulares do cartão microcircuito emitidos pelo Ministério da Agricultura e do Mar, que permite o abastecimento de gasóleo agrícola. O cartão pode ser utilizado nos postos aderentes em Portugal Continental. Os descontos não são acumuláveis com outras campanhas em vigor.
Este cartão vem fortalecer e ampliar os descontos que a Galp Energia oferece aos seus clientes regulares. Até fevereiro, já tinham sido emitidos cerca de meio milhão de cartões e vendidos mais de 130 milhões de litros de combustível que usufruíram de descontos Galp Frota Business.
Conheça todas as vantagens e condições do Galp Frota Business Agrícola em www.galpenergia.com.

 

OBSERVADOR CETELEM

 

Estudo Observador Cetelem analisa mercado automóvel na Europa

Crédito: meio de financiamento automóvel

ideal para os portugueses

 

 

 

O recurso ao crédito impõe-se como uma solução quase incontornável para financiar a compra de carro: para os consumidores portugueses, o meio de financiamento ideal do automóvel é o crédito (63%), em todas as suas formas: crédito clássico, mas também locação (ALD, LEA). Conclusões de um estudo do Observador Cetelem que revela que, neste ponto, Portugal segue a tendência europeia.

 

68% dos europeus escolhem optar pelo crédito na hora de comprar carro. Menos de um em cada três prefere comprar o seu veículo a pronto, mas os Britânicos (47%) e os Alemães (42%) são mais favoráveis a esta solução do que os seus vizinhos. A compra do automóvel totalmente a crédito seduz mais os Turcos (23%), os Italianos (15%), os Espanhóis e os Alemães (14%). O recurso ao crédito é mais sistemático entre os Turcos (88%), os Italianos (77%) e os Espanhóis (75%).

 

No caso específico de Portugal, quando questionados sobre qual o meio ideal de financiamento automóvel, 37% dos consumidores indica que a “compra a pronto” é a melhor das opções. Os restantes referem diferentes opções de crédito: uma parte considerável refere a “compra mista” (28%), ou seja, pagar uma parte a pronto e outra a crédito. Os restantes dividem-se entre o “leasing” (18%), a “compra 100% a crédito” (10%) e o “ALD” (7%).

 

«Para financiar um bem automóvel, o recurso ao crédito ou ao aluguer aparecem como soluções interessantes aos olhos dos europeus em geral e dos portugueses em particular. Estas formas de financiamento são, para certas famílias, os únicos meios de acesso ao automóvel; para outras é talvez uma oportunidade para subirem de gama, saltarem para o mercado dos veículos novos, anteciparem uma compra ou simplesmente evitarem recorrer à poupança bloqueada ou remunerada» afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem

 

As análises económicas e de marketing, bem como as previsões, para o Caderno Automóvel 2014, foram efetuadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos de campo ao consumidor foram conduzidos pela TNS Sofres, durante o mês de novembro de 2013, em oito países da Europa (Alemanha, França, Itália, Portugal, Espanha, Bélgica, Reino Unido e Turquia), com amostras representativas das populações nacionais (pelo menos 600 pessoas por país), num total de 4.830 pessoas questionadas pela Internet.

 

 

EMOÇÓES SKODA NO SALÃO DE GENEBRA

 

As emoções da ŠKODA” no Salão Automóvel de Genebra



Espetacular estudo de design de um coupé, novas variantes do Octavia e maior diversidade de modelos

 

> Destaque em Genebra: estudo de design "Škoda VisionC "  - uma Marca em movimento

 

> “Estudo emocionante” revela os próximos desenvolvimentos na linguagem de design da ŠKODA

 

> Gama ŠKODA alarga oferta com novas variantes de diferentes modelos e ainda com maior personalização

 

> Novo ŠKODA Octavia Scout: um aventureiro ideal para a família e os momentos de lazer

 

> A ofensiva CNG continua: ŠKODA Octavia pela primeira vez com propulsão a gás

 

> Novo ŠKODA Octavia L & K: exclusivo, elegante e equipamentos de topo de gama

 

> Visual desportivo: versões Monte Carlo nos ŠKODA Yeti, Rápid Spaceback e Citigo

 

> 2013: ano de sucesso com novos modelos representou o segundo melhor ano de vendas na história da ŠKODA


KODA Octavia_Scout_01KODA Octavia_Scout_02KODA Octavia_Scout_03KODA VisionC_Study_Design_01

A ŠKODA continua num ritmo em crescendo. No Salão de Genebra, o dinamismo da Marca é enfatizado com toda uma série de novos modelos e variantes. Presença maior da ŠKODA em Genebra é espetacular estudo de um coupé " ŠKODA VisionC " que deixa antever o dinamismo de futuros modelos como ainda o desenvolvimento na linguagem de desenho elevado para um próximo nível. Como estreia mundial, a Marca revela os novos ŠKODA Octavia Scout e ŠKODA Octavia G-TEC com propulsão a gás natural. O novo ŠKODA Octavia está em exposição também pela primeira vez com o topo de gama Laurin & Klement. Paralelamente, a ŠKODA apresenta três novas séries especiais denominadas Monte Carlo: com caracter desportivo irão alargar a oferta das gamas Yeti, Rapid Spaceback e Citigo. Em 2013, a ŠKODA vendeu 920.800 veículos em todo o mundo, o que representou o segundo melhor ano de vendas na história da Marca.

 

SEAT APRESENTA NA ALEMANHA NOVA IMAGEM

 

SEAT apresenta na Alemanha a nova imagem corporativa


SEAT inaugura o seu principal concessionário em
Berlim


/ O primeiro Concessionário com a nova identidade corporativa
/ Mostra a expansão da Rede de vendas da SEAT
/ O desenho corporativo juvenil simboliza os valores da Marca
/ À festa de inauguração assistiram 600 convidados

 


A SEAT inaugurou um novo concessionário em Berlim, sendo o principal e
também o primeiro a apresentar a nova imagem corporativa da marca. Na capital alemã, uma das
cidades mais dinâmicas da Europa, o novo concessionário SEAT, com os seus 7.500 metros
quadrados, oferece espaço suficiente para mostrar a estratégia de crescimento e êxito da marca.
Entre os 600 convidados que assistirão à inauguração esteve o embaixador de Espanha em
Berlim, Juan Pablo García-Berdoy.
“A nova imagem estabelece uma relação perfeita entre a identidade corporativa da SEAT e o
design da marca, ilustrando os seis valores fundamentais da companhia: design, dinamismo,
espírito jovem, eficiência, fiabilidade e acessibilidade”, explicou Jürgen Stackmann, presidente
de SEAT.
O andar de baixo do novo edifício dispõe de uma sala de exposição ampla, una zona de serviço
com duas plataformas para veículos, um total de doze áreas de oficina e um espaço para entrega
das viaturas ao cliente. No primeiro andar estão os escritórios e salas de reuniões com uma
superfície total de 3.600 metros quadrados, as novas instalações oferecem espaço para 35
boxes. A sustentabilidade ecológica foi um aspecto prioritário tido em conta durante o processo
de construção. O edifício é abastecido pelo sistema de aquecimento urbano do distrito e
processa a água que utiliza, o que evita que sejam geradas águas residuais nas oficinas. Além
disso, SEAT utilizou a tecnologia LED, de alta eficiência energética, para a iluminação da sala de
exposição e das áreas exteriores.
O novo design corporativo e a nova imagem dos concessionários, materializa-se pela primeira
vez em Berlim e caracteriza-se pelo uso das cores branco e encarnado e por linhas diagonais,
elementos que criam um envolvimento aberto e acolhedor. Esta imagem representa mais um
passo no desenvolvimento da imagem da SEAT, uma vez que a identidade corporativa e o design
estão alinhados com a plataforma da marca. Além disso evidenciam-se claramente os seis
valores da companhia: design, dinamismo, espírito jovem, eficiência, fiabilidade e
acessibilidade.
A origem da elegância e precisão da nova imagem corporativa da SEAT manifesta-se na utilização
do traço horizontal, que evoca a Avenida Diagonal de Barcelona. Esta linha consolida uma visão
criativa e é uma parte essencial do ADN da SEAT. Os toques vibrantes do design espanhol, dão
vida ao conjunto: iluminações cálidas, sombras com contrastes, perspectivas dinâmicas e um
carácter alegre, que liga as pessoas a um novo estilo de vida híbrido: ao mesmo tempo racional e
emocional.
Os novos elementos visuais têm como dupla inseparável o encarnado paixão e o branco, cálido y
dinâmico, e o inconfundível selo cromado do logótipo de SEAT. A evolução deste logótipo
simboliza a transformação testada pela própria companhia, um equilíbrio entre a componente
racional e os elementos mais emocionais da marca espanhola. Caracterizado pelas suas linhas
simétricas em permanente tensão, o símbolo cromado está esculpido com precisão e encontrase
ancorado na modernidade, sob uma subtil linha de inspiração industrial. O seu desenho
exclusivo mostra o renovado compromisso da SEAT com a tecnologia, com a precisão, a
excelência da engenharia e da inovação, ao mesmo tempo que o encarnado continua a evocar a
alma da marca espanhola.
A SEAT é a única empresa do setor automóvel com capacidade para desenhar, desenvolver, fabricar e
comercializar automóveis em Espanha. Integrada no Grupo Volkswagen, a multinacional, com sede central
em Martorell (Barcelona), exporta cerca de 80% da sua produção e está presente em mais 75 países. Em
2013, a SEAT vendeu no mundo, 355.000 unidades.
O grupo SEAT conta com 14.000 profissionais e tem três centros de produção: Zona Franca, El Prat de
Llobregat e Martorelll (Barcelona), onde são fabricados, entre outros, os famosos modelos Ibiza e Leon. A
fábrica do Grupo Volkswagen em Palmela (Portugal) produz o SEAT Alhambra, a fábrica de Bratislava
(Eslováquia) o novo SEAT Mii e a fábrica de Mladá Boleslav (República Checa) o novo SEAT Toledo, todas
elas fábricas do Grupo Volkswagen.
A multinacional espanhola conta também com um Centro Técnico que se configura como um hub de
conhecimento e que acolhe mais de 1000 engenheiros, com o objetivo de impulsionar a inovação do
investidor industrial número um em I+D+i de Espanha. De acordo com o seu compromisso com o meioambiente,
a SEAT desenvolve a sua atividade principal segundo critérios de sustentabilidade para a
redução de CO2, eficiência energética, assim como reciclagem e reutilização de recursos

 

OFICINAS OPTIMISTAS PARA 2014

 

OFICINAS OPTIMISTAS PARA 2014

 

 

O ano que passou, foi sem dúvida alguma difícil para grande parte das oficinas em Portugal, mas a verdade é que visitamos algumas  oficinas especializadas na reparação automóvel, e o optimismo é a palavra de ordem, quando algumas delas tiveram um ano de consolidação, onde não faltou trabalho.

A Auto Avioso situada em Avioso na Maia, uma oficina especializada na reparação de tractores agrícolas, automóveis (mecânica, chapeiro e pintura),onde Pedro Cunha e José Rocha os dois sócios, começaram por logo por nos dizer “ antes de mais temos de ser optimistas, há que olhar em frente, e temos sempre de tentar levar isto na positiva. Para nos o ano de 2013 foi difícil, mas crescemos um, pouco mais”.Sobre os objectivos foram claros” para 2014 vamos continuar a crescer, e já estamos a pensar mudar de instalações, pois estas começam a ficar pequenas para os serviços que temos, já iniciamos o estudo deste projecto, e esperamos em breve poder mudar, para algo que nos ofereça a nós melhores condições de trabalho, e com isso melhores serviços para os nossos clientes.

Pelo mesmo diapasão, rege-se Hélder Monteiro da TBR Service, uma empresa especializada na preparação de viaturas 4x4, que logo nos afirmou “ para 2014 estamos optimistas, pois o ano de 2013, foi bem melhor do que o de 2012, esse bem difícil. Sobrevivemos, e agora estamos a consolidar os nossos serviços na qual para 2014 queremos melhorar ainda mais a qualidade dos nossos serviços. Por outro lado, em termos de instalações iremos fazer algumas alterações para dar uma imagem diferente”.De referir que a TBR Car Service, faz todo o tipo de preparação mecânica para viaturas 4x4, onde a sua grande especialidade é a preparação deste tipo de viaturas para grande expedições, onde segundo Hélder Monteiro “ muitos dos nossos clientes fazem por ano incursões por Marrocos, deserto do Sahara, e recentemente tivemos dois Land Rover Discovery que fizeram uma expedição do Porto a Bissau na Guiné e regressaram sem problemas de maior. Para além disso no nosso espaço temos uma área, onde temos exposto uma série de acessórios para este tipo de actividade”.

 

 

Opinião diferente, foi a manifestada por Miguel Leão, principal responsável pela Auto Miguel Leão, que vê o 2014, como um ano cheio de dificuldades, isso pelo menos no ramo da reparação automóvel multimarcas, “ temos der ser bem realistas, e ter os pés bem assentes no chão, há muito trabalho, mas há pouca gente que sabe trabalhar, e penso que o ano de 2014 vai ser pior do que foi 2013.Sou de opinião que  temos de mudar de mentalidade para podermos sobreviver”.Curiosamente  a Carlindo situada nos arredores da cidade do Porto, não está nada animada para 2014, conforme nos disse um dos gerentes Sr.Carlos, que sem “papas na língua “ meu amigo, o ano de 2014 irá ser de novo muito difícil, estou pessimista, pois aqui não vejo hipóteses de crescer, não há trabalho, depois os clientes não pagam, em suma muitos problemas, para ser franco não sei o que irá ser o futuro”.

 

Bem diferente á a posição  na António Cruz – Reparações Automóveis, na qual António Américo, depois de pensar um pouco disse-nos logo “ esta empresa é ainda familiar, temo-nos conseguido manter o mesmo movimento nos últimos anos, não nos podemos queixar. Para 2014 as nossas perspectivas são as mesmas, não temos grandes oscilações em termos de movimentos de clientes, aliás felizmente tenho clientes fieis para a nossa grande especialidade que é a mecânica geral multimarcas. Apenas em 2012 tive algumas flutuações em trabalhos que fiz para algumas empresas que depois fecharam, mais nada”.

Texto e fotos de João Raposo

 

NOVO AYGO DA TOYOTA

 

NOVO AYGO - o X que marca o caminho

ABORDAGEM ÚNICA DA TOYOTA AO SEGMENTO A

O novo AYGO foi inspirado pela determinação de Akio Toyoda para produzir automóveis melhores e, que que sejam ainda mais divertidos de conduzir. Partindo dos pontos fortes do atual AYGO foram incluídas as últimas novidades presentes dos mais recentes modelos, aliando design e prazer de condução com uma nova e mais divertida abordagem de desenvolvimento. O AYGO segue o conceito de design ‘J-Playful’; uma ligação à contemporânea cultura dos jovens no Japão, que privilegia formas extrovertidas e que se destaquem. Desde o iconográfico novo design ‘X’ da dianteira até à gama de opções de personalização, todas as decisões de design e de engenharia do novo AYGO foram realizadas especificamente com vista a diversão de quem o conduz.


“A minha principal motivação foi a de criar um automóvel que fizesse com que as pessoas se apaixonassem por ele” afirma David Terai, engenheiro-chefe do novo AYGO. “Tradicionalmente, o apelo dos carros do segmento A resulta do seu caráter prático e das suas formas compactas, além do preço atrativo. Mas, muitas vezes, falta-lhes ser mais apetecíveis. Os elementos que fazem com que despertem o desejo por um automóvel, pormenores que fazem com que lêssemos o catálogo vezes sem conta enquanto decidimos a compra são elementos que não estavam muito presentes. O design tem normalmente um tratamento secundário e não há muito equipamento por onde escolher.”. Acrescentando, “Parece existir um entendimento implícito entre os engenheiros que projetam os automóveis e os designers, de que os condutores dos carros pequenos não passam muito tempo sentados ao volante, e por essa razão, não se importam de ter que estabelecer compromissos. Eu simplesmente não posso acreditar que isso seja verdade e estou convencido que estes condutores – como quaisquer outros – querem um automóvel de que se possam orgulhar e a minha última missão foi precisamente a de criar esse automóvel.”.

Esta abordagem explica porque razão o novo AYGO tem como ponto de partida a herança deixada pela primeira geração, que já dava alguns indícios de querer rejeitar os estereótipos básicos e convencionais que predominam no segmento A. Apesar das suas dimensões compactas, tem uma aparência que causa impacto, com linhas clássicas em alguns aspectos e ao mesmo tempo de sofisticação, mas sempre divertidas. É um design que faz com que os clientes tomem uma posição; o que quer dizer que não vai agradar a todos. David Terai confirma que esta foi precisamente a sua intenção.

“Se perseguirmos uma ligação emocional entre o cliente e o design temos que aceitar que os gostos são diferentes”, afirma. “E num mercado cheio de propostas, é melhor ter um design que consegue apaixonar metade das pessoas do que ter um design ao qual ninguém se opõe. É por isso que o novo AYGO se quer destacar.”.

E vai consegui-lo. Tanto o design interior, como exterior, foram concebidos de tal forma que permitem uma ampla variedade de diferentes opções. Por isso, o novo AYGO não só será divertido de conduzir como será fácil e engraçado de personalizar de acordo com as preferências de cada um. E cada uma das personalidades de cada condutor vai corresponder um gosto específico.

Por outro lado, cerca de 10 peças à volta do veículo podem ser facilmente substituídas por outras de cores ou formas diferentes, permitindo que os clientes possam criar o seu próprio AYGO. Esta construção/abordagem só foi possível graças a uma construção inteligente e a uma estratégia de construção cuidadosamente pensada para que esta personalização pudesse ser simples e acessível, de modo a que tanto o preço, como os tempos de entrega, fossem compatíveis com o que é esperado num modelo do segmento A.

A vida a bordo é agora ainda mais agradável graças ao aumento do espaço no habitáculo e a um conjunto de inovadores equipamentos idealizados para se poderem adaptar ao estilo de vida de um grupo de clientes jovens, que deverão ser os principais destinatários do novo AYGO. O exemplo que mais se destaca é o do sistema multimédia x-touch. O seu ecrã tátil a cores de 7” controla numerosos sistemas a bordo e a possibilidade de conetividade Mirrorlink com o smartphone permite que o carro seja integrado naturalmente nas ocupadas vidas online que todos vivem atualmente.

O Novo AYGO está equipado com uma versão aprimorada do reconhecido e premiado motor a gasolina, de 3 cilindros, 1.0 litros VVT-i da Toyota. Continuando a ser um dos mais leves da sua classe, este notável bloco incorpora um conjunto de diversas revisões que melhoram as performances e ajudam a alcançar uma eficiência na utilização de combustível e nas baixas emissões de CO2 colocando-o na liderança do segmento.

Com o desenvolvimento do novo Toyota AYGO terminado, o engenheiro-chefe Terai é um homem satisfeito: “Queria evitar os habituais compromissos feitos no segmento A criando algo de que me pudesse sentir orgulhoso. Quando olho para o carro ele faz-me sorrir e apaixona-me, pelo que sinto que fui bem-sucedido.”.  A esperança da Toyota é a de que os sorrisos não se fiquem por aqui e que o novo AYGO possa trazer um sentido de diversão irreverente tanto para os condutores como para os passageiros.

1Seb12Seb13Seb4Seb14Seb25-26Seb7-27Seb28Seb-def
 

NOVAS FICHAS TÉCNICAS DAYCO

Novas Fichas Técnicas Dayco

A Dayco acaba de anunciar a introdução de novas fichas técnicas ao seu Catálogo de Produtos.

 Na página da Dayco na internet, www.daycoaftermarket.com, estão disponíveis as seguintes e novas instruções de montagem.

Todas as Fichas Técnicas (Technical Information) podem ser encontradas no Catálogo Web Dayco em www.daycocatalogue.com, ou consultando a Área Reservada da Garaje Virtual Dayco.



Dayco

 

AXALTA COATING FAZ INVESTIMENTOS

A Axalta Coating Systems investe 60 milhões de dólares na Alemanha

Expansão da Capacidade de Produção de Produtos Aquosos.

 A Axalta Coating Systems, fornecedor líder global de tintas líquidos e em pó, anunciou o compromisso de investir 60 milhões de dólares em Wuppertal, Alemanha, para construir uma instalação de última geração para aumentar a sua capacidade de produção de tintas industriais em base aquosa.
A produção de tintas aquosas, no novo centro de operações está prevista para ter inicío no primeiro trimestre de 2015.

Wuppertal passa a ser o centro mais importante das 35 instalações de fabricação de Axalta a nível Mundial o investimento irá reforçar o site Wuppertal e Alemanha como centro de operações de fabricação de tintas à base de água de Axalta na região da Europa, Oriente Médio e África (EMEA). Este investimento representa o compromisso da empresa na fabricação de tintas à base de água que respeitam as regras do meio ambiente ​​para os clientes Axalta do OEM Construtores e repintura, transporte público comercial, industrial em geral, e os segmentos de arquitetura e decoração. Além de fabricar produtos para a Europa Ocidental, os produtos fabricados em Wuppertal, continuarão a ser exportados para a Europa Oriental, Ásia e América Latina.

A unidade, de última geração, utilizará uma tecnologia de fabricação que irá melhorar a eficiência da produção, reduzindo o desperdício, e ajudando a minorar ainda mais o impacto ambiental das operações, e correspondem as necessidades crescentes dos clientes da Axalta. A produção adicional de tintas base aquosa constitui uma reacção directa ao interesse crescente dos clientes por produtos ecologicamente responsáveis.

“Estamos extremamente motivados com a nossa capacidade de construir novas unidades na Europa, e especialmente em Wuppertal,” explicou Charlie Shaver, Axalta Chairman e CEO. “Na Alemanha encontramos algumas das melhores engenharias para automóvel do mundo, e é ainda o país de origem de alguns dos nossos clientes chave. Tendo como base o nosso grande legado, com origem em Wuppertal em 1866, estamos optimistas quanto ao constante crescimento de clientes que poderemos atender no futuro.” 

A unidade vai produzir tintas para alguns dos maiores fabricantes de automóveis Europeus, que actualmente são já clientes da Axalta. Uma série de marcas de repintura automóvel, líderes da Axalta, incluindo as suas marcas principais Standox®, Spies Hecker® e Cromax®, utilizadas pelas oficinas, serão igualmente fabricadas nesta nova unidade, ajudando deste modo a expandir a sua oferta de pintura aquosa de última geração.

“A nossa decisão de investir na Alemanha reflete não só o nosso compromisso para com os nossos clientes, mas também a nossa confiança na economia Alemã e na maior região EMEA,” explicou Otmar Hauck, Axalta’s Chief Operating Officer na região EMEA. “Construir em Wuppertal é também uma homenagem aos nossos funcionários e à sua dedicação quer à nossa empresa quer aos nossos clientes.” 

A Axalta desempenha um papel de liderança no desenvolvimento da tecnologia aquosa, quer para as OEM´s quer para os clientes de repintura. O processo de produção de produtos em base aquosa da empresa utiliza um sistema de tecnologia aquosa de forma a produzir “Tintas para a indústria automóvel Lean e Green” que as OEMs podem utilizar para reduzir significativamente os compostos orgânicos voláteis (COVs), o consumo de energia e o investimento necessário para suportar a tecnologia tradicional da fabricação de tintas. O processo “Tintas para a indústria automóvel Lean e Green” traduz-se na economia de demãos de primário e de 3 demãos húmidas que podem alcançar um desempenho mais eficaz sem tempos de espera entre demãos. O aumento da produtividade traduz-se em resultados finais melhorados para os clientes enquanto se continuam a produzir acabamentos ainda com mais qualidade nos veículos.

A notícia de hoje sucede a outros anúncios recentes de investimento. Em Fevereiro, a Axalta anunciou a terceira etapa de um programa de investimento de três anos de 32 milhões de dólares para a expansão da capacidade de produtos aquosos no Brasil. Em Janeiro, a Axalta dá início da construção de um novo projecto para a capacidade de expansão de produtos aquosos em Xangai, para atender o crescimento da fabricação de automóveis na China. O investimento de 50 milhões de dólares tinha sido anunciado em Maio de 2013.




Axalta Wuppertal Operations Center Axalta

 

TOPCAR E A FORMAÇÃO

A Topcar ministrou 2.850 horas de formação, em 2013, à sua rede de oficinas

Cumprindo o seu ambicioso plano de formação anual, a rede de oficinas Topcar totalizou um volume de 2.850 horas de formação certificada, em 2013.

 Este volume de horas foi alcançado através das 14 sessões de formação que ocorreram durante 2013: 6 ações de mecatrónica, 6 ações de colisão e 2 ações comercial e gestão de clientes. Para Marco Silva, gestor da rede Topcar: “este resultado espelha o forte investimento que fazemos na melhoria das competências e do conhecimento dos profissionais da nossa rede de oficinas. A formação é uma das nossas grandes bandeiras, pois acreditamos que só através da aprendizagem contínua conseguimos acompanhar a evolução tecnológica deste setor. Além disso, toda a nossa formação é certificada, contribuindo para as obrigações legais da oficina. Dado o crescimento da rede, acreditamos que este volume de horas de formação irá ser superado, em 2014.”

Complementando a formação Topcar, as oficinas têm acesso a um Centro de Assistência Técnica exclusivo. Em 2013, as oficinas utilizaram 400 vezes este serviço, demontrando ser uma solução de apoio técnico rápida e eficaz para as oficinas.



Topcar (2)

 

PORTUGUESES PREFEREM OS HIBRIDOS

Portugueses preferem os híbridos

Dentro de dez anos, os consumidores portugueses pensam que a maioria das viaturas andará com motorização híbrida (35%), seguidas pelas viaturas elétricas (16%) e pelos biocombustíveis (10%), segundo um Estudo do Observador Cetelem que analisa mercado automóvel na Europa.

Os veículos a gasolina e diesel terão assim praticamente desaparecido de circulação. Quando questionados sobre que tipo de motorização prefere na próxima aquisição automóvel, a maioria dos portugueses (24%) prefere os híbridos. Conclusões da edição 2014 do estudo Caderno Automóvel do Observador Automóvel.

A progressão dos híbridos é fulgurante quando comparamos os resultados do Observador Cetelem 2014 com os de 2009: o híbrido recolhe mais escolhas não só em Portugal, mas um pouco por toda a Europa. Comparativamente com 2009, em 2014, os portugueses acreditam que irão optar com maior frequência por uma monotorização híbrida (+8%) e pela elétrica (+10%), na compra da próxima viatura. Por outro lado, a percentagem de «indecisos» diminui (-7%), sinal de um melhor conhecimento das energias alternativas disponíveis no mercado.

Nas conclusões sobre a análise das tendências de futuras compras automóveis, o Observador Cetelem indica que a preferência por veículos híbridos e elétricos em detrimento das opções de gasolina, diesel/biocombustível é uma visão otimista, mas muito radical, dado que a dinâmica de renovação do parque automóvel não permite prever um efeito tão acentuado num horizonte temporal tão reduzido. Indicam também que a projeção a dez anos deixa lugar a algumas incertezas: cerca de um Europeu em cada quatro não se pronuncia sobre a energia maioritária dos veículos em circulação dentro de dez anos (24%).

«A poluição automóvel é um problema bem identificado pelos consumidores europeus e pelos portugueses em particular. Contudo, muitos pensam que este problema estará resolvido dentro de dez anos. Uma solução possível será a multiplicação das motorizações alternativas aos veículos a gasolina ou diesel. Deste modo, cerca de um português em cada quatro pondera adquirir um veículo híbrido na sua próxima compra: uma proporção em alta comparativamente à edição de 2009 que era de 16%» afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem

As análises económicas e de marketing, bem como as previsões, para o Caderno Automóvel 2014, foram efetuadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos de campo ao consumidor foram conduzidos pela TNS Sofres, durante o mês de novembro de 2013, em oito países da Europa (Alemanha, França, Itália, Portugal, Espanha, Bélgica, Reino Unido e Turquia), com amostras representativas das populações nacionais (pelo menos 600 pessoas por país), num total de 4.830 pessoas questionadas pela Internet.




carro-hibrido Híbridos

 

NOVA SÉRIE CLIO RS

 

NOVA SÉRIE LIMITADA CLIO R.S. 200 EDC MONACO GP : RAÇA E PRESTÍGIO

 

Para evocar o Grande Prémio do Mónaco a Renault criou a assinatura Monaco GP que já baptizou, em diferentes momentos, o Laguna Coupé, o Mégane Coupé e o Mégane R.S. Chegou agora a vez do Clio R.S. 200 EDC receber a prestigiante designação « Monaco GP ».

  • Uma forte personalidade aliada ao espírito desportivo e à elegância são os elementos distintivos desta nova série limitada do Clio R.S. 200 EDC.
  • Esta séria limitada é numerada e será comercializada, a partir de Abril, em vinte mercados diferentes onde se inclui Portugal.

Clio RS_Monaco_GPClio RS_Monaco_GP_Clio RS_Monaco_GP_Interior
 

CIVIPARTS É NOTICIA

 

CIVIPARTS LANÇA GAMA PARA VEÍCULOS DE PESO 3,5T


A Civiparts lançou recentemente,em parceria com a Blue Print, a oferta para veículos de peso aproximado de 3,5 toneladas.

Esta oferta, composta por cerca de 2.500 referências, destina-se aos modelos Isuzu N series e F series, Mitsubishi Canter e Fuso, Nissan Atleon e Cabstar e Toyota Dyna.

A gama de produto é bastante completa, sendo composta por material de manutenção: motor e gestão do motor, embraiagem, suspensão e direcção, travagem, transmissão, máquinas eléctricas e escovas limpa pára-brisas.

Este lançamento vem complementar a oferta de gama já existente para veículos LCV: Mercedes Sprinter e IvecoDaily; bem como para os modelos Mitsubishi L300/ L400, Toyota Hiace, Nissan Vanette, Hyunday H1/ H100, Opel Movano e Renault Master.

 

ADV250 Civiparts_Advert_MOD

 

PEUGEOT LANÇA KICK TO BRAZIL

 

PEUGEOT lança #KickItToBrazil


A incrível jornada de uma bola de futebol através
de 5 continentes: para seguir no Facebook e Instagram


Acompanhe a história de uma bola de futebol «globetrotter» que passará por uma cadeia de
pessoas, contando na sua aventura com o apoio de veículos PEUGEOT. Em parceria com o
Facebook, a marca organiza este fantástico périplo através de cinco continentes. Esta original
acção, que pode ser seguida nas redes sociais Facebook e Instagram, contribui para o
desenvolvimento da política de responsabilidade social e ambiental da PEUGEOT no Brasil.
A PEUGEOT propõe uma aventura internacional, social e solidária
Pulando e rolando através de desertos e montanhas, oceanos e florestas, nas costas de um elefante
ou dentro de uma canoa, encontrando-se com as diferentes populações no seu caminho, uma bola
de futebol vai passar de mão em mão numa viagem única, integrada numa acção de
desenvolvimento sustentável.
Esta bola será o elo de ligação entre os internautas e a marca, convidando-os a escolher qual o
passo seguinte a dar e a conhecer os membros da equipa «Kick it to Brazil», garantindo a interacção
nos acontecimentos e encontros do quotidiano. Em cada fase, aqueles que se encontrarem no
caminho da bola poderão contar e partilhar as suas experiências no Facebook
(facebook.com/Kickit2Brazil), no Instagram (instagram.com/kickittobrazil) e também no portal
dedicado à operação, em www.kick-it-to-brazil.com.
100 dias, 5 continentes, mais de 30 países
O pontapé de saída desta incrível viagem é dado no dia 6 de Março, em Paris. A bola fará, a partir
daí, a sua viagem em redor do planeta em apenas 100 dias, atravessando mais de 30 países e outras
tantas fronteiras
Serão utilizados todos os meios de transporte disponíveis, incluindo automóveis, bicicletas, motos,
aeronaves, mas também meios locais de transporte, de modo a permitir que a bola complete a sua
jornada. As viaturas oficiais do evento serão da gama Crossover da PEUGEOT (2008, 3008 e 4008).
Cada país atravessado acolherá eventos dedicados, muitos deles improvisados, dependendo da
criatividade das populações. Todos os dias será difundida uma curta-metragem, a ser partilhada no
Facebook e no «site» www.kick-it-to-brazil.com.
Promover a imagem e a paixão da PEUGEOT no mundo
Esta campanha em prol da imagem marca um novo meio de comunicação, realizado em parceria
com o Facebook, líder entre as redes sociais, deixando uma marca verdadeiramente global. A
PEUGEOT pretende criar uma forte ligação entre a marca e todas as gerações em redor do mundo
e, em particular, fora da Europa, onde a PEUGEOT regista um forte crescimento.
Facebook, um potente parceiro mediático
Como plataforma internacional com mais de 1.230 milhões de utilizadores activos, incluindo 945
milhões nos suportes móveis, o Facebook é o parceiro mediático natural de sustentação a esta
operação. No Facebook e no Instagram, todos os utilizadores da Internet de todo o mundo podem
participar na jornada, através da partilha das suas histórias, fotos e vídeos, fazendo-o através do
portal www.kick-it-to-brazil.com.
«One Kiss, One Tree», uma iniciativa de apoio à operação «Poço de Carbono
Peugeot-ONF» no Brasil
No âmbito desta viagem, para cada foto de um beijo dado à bola que seja colocado «online» no
portal www.kick-it-to-brazil.com, a PEUGEOT contribuirá para a acção científica e ambiental «Poço
de Carbono PEUGEOT-ONF», no Brasil. Este projecto arrancou em 1999 e conta com o
compromisso de continuidade até 2038 por parte da PEUGEOT.
A contribuição da PEUGEOT relativa a esta viagem única assentará na plantação de um conjunto de
árvores adicionais, as quais se irão juntar às 2 000 000, de 50 espécies diferentes, já introduzidas no
âmbito deste grande projecto ambiental.
A pegada de carbono da viagem ver-se-á, assim, totalmente compensada e os créditos dela obtidos
terão um âmbito científico, ecológico e socioeconómico inerente ao projecto «Poço de Carbono
PEUGEOT-ONF» da floresta amazónica.
Imagem ParisImagem Paris_2
A bola terminará a sua viagem a 12 de Junho próximo na Amazónia do Brasil, no coração do Poço de
Carbono.
A aventura pode ser seguida em www.kick-it-to-brazil.com e a experiência complementada nas
redes sociais com o «tag» #KickItToBraz

 

RENAULT REINVENTA O TWINGO

 

A RENAULT REINVENTA O TWINGO


Vinte anos depois do primeiro modelo com este nome, a Renault ousou reinventar
o Twingo com a apresentação da terceira geração.
Com uma arquitectura de motor traseiro o novo Twingo:


 É ágil com um raio de viragem de 8,65 m, (um metro menos, em média, que
os seus concorrentes directos).
 Tem uma excelente habitabilidade com 22 cm adicionais no interior, apesar
de o comprimento exterior ser 10cm inferior ao da anterior geração.
 É prático com as suas 5 portas, o piso totalmente plano e um comprimento
de carga de 2,20 m.
 Oferece a melhor visibilidade dianteira da sua categoria, com uma posição
de condução elevada, uma vantagem particularmente apreciada em meio
urbano.
Por debaixo da mala, em posição traseira, o Twingo dispõe de um económico e enérgico
motor a gasolina, de 3 cilindros (atmosférico ou turbo).
O Novo Twingo é o único modelo citadino do mercado com uma dupla oferta
multimédia com o rádio R & Go através de um smartphone ou do R-Link®.
O Novo Twingo é um herdeiro directo da linhagem do Twingo e do Renault 5.

NOVO TWINGO : DIVERTIDO, ULTRA-MANOBRÁVEL E COM UMA EXCELENTE
HABITABILIDADE
O espírito do Twingo está de volta
Com o seu estilo dinâmico, o Novo Renault Twingo tem um carácter FUN marcado
desde logo pelas cores da carroçaria que recuperam o espírito do Twingo original e
conferem ao automóvel diferentes personalidades: « feminina » ou « masculina »,
« desportiva » ou « vintage ». No interior, tal como no exterior, a cor é omnipresente.
« O Novo Twingo inspirou-se no Twingo original mas, também, no R5. É uma
interpretação moderna de um automóvel urbano e inovador em termos de estilo e
arquitectura. O Novo Twingo é um automóvel citadino divertido, lúdico e cheio de
energia.»
Laurens van den Acker – Director do Design Industrial da Renault
Estilo divertido e dinâmico
Tal como no Twingo original, o Novo Twingo tem uma oferta de quatro cores que lhe
conferem uma forte personalidade: azul pastel, vermelho, amarelo e branco. « Twingo’s
spirit is back ! »
A sua original arquitectura de motor traseiro permite que, com apenas 3,59 m de
comprimento e as rodas colocadas nos 4 cantos da carroçaria, o novo Twingo tenha uma
distância entre eixos de 2,49 m, o que garante uma generosa habitabilidade interior.
A face dianteira recupera os novos códigos de design da marca Renault com o logo de
grandes dimensões colocado sobre um fundo negro. A entrada de ar na parte inferior dá
ainda mais força à expressividade da dianteira do Novo Twingo.
Os manípulos das portas traseiras dissimulados na carroçaria deixam antever um modelo
de 3 portas mas, pela primeira vez na sua história, o Twingo dispõe de 5 portas.

Ultra-manobrável + prático + habitável = Novo Twingo
Ao desenvolver uma arquitectura de motor traseiro, a Renault escolheu propor, para o
Novo Twingo, uma agilidade e uma habitabilidade muito para além do que faria supor o
seu comprimento de apenas 3,59 m.
A agilidade é o primeiro benefício retirado desta arquitectura já que o Novo Twingo tem
um diâmetro de viragem de apenas 8,65 m, o que corresponde a um metro menos que
os seus concorrentes directos.
O acesso ao interior, a sensação de espaço e a visão panorâmica são favorecidas pela
posição de condução elevada. Com um capô dianteiro curto, o Novo Twingo oferece a
melhor visibilidade para a dianteira.
O Novo Twingo possui mais 22 cm – do painel de bordo ao portão traseiro – que a
anterior geração, apesar de o seu comprimento total ser 10 cm inferior. Com uma
distância entre eixos de 2,49 m (+13 cm do que no anterior Twingo), a habitabilidade
interior é uma referência na sua categoria.
Por cima do motor, a bagageira de 219 dm3 é particularmente funcional devido à sua
forma rectangular que não é prejudicada pelas cavas das rodas. O banco traseiro é
rebatível 50/50 e liberta uma superfície de carga totalmente plana de 1,35 m. O banco do
passageiro dianteiro pode também ser rebatido oferecendo assim um comprimento total
de carga de 2,20 m num automóvel de apenas 3,59 m de comprimento!
A evocação moderna de uma importante linhagem
« Com o Novo Twingo nós aproveitámos uma herança única que é a do Twingo e do
R5. Estes modelos tinham um espírito próprio e guiaram- nos no nosso trabalho de
conceber um automóvel citadino extremamente moderno e com um forte carácter. »
Kenneth Melville, Director de Design Gama A e B (Twingo, Clio, Captur)
A forma dos faróis dianteiros bem como o desenho do portão traseiro são traços de
carácter que evocam o emblemático R5 Turbo que dispunha também de motor traseiro.

No interior, um ambiente lúdico e ligado ao mundo
« Nós trabalhámos para criar um interior dinâmico e lúdico, com várias possibilidades de
personalização, incluindo nas superfícies de arrumação, com o objectivo de recriar o
icónico interior do Twingo original. Ao mesmo tempo desportivo e lúdico, o posto de
condução foi concebido como se tratasse de um cockpit. »
Laurent Negroni, Designer de Interior do Renault Twingo
O habitáculo é « aberto » ao exterior com a posição de condução elevada e um párabrisas
de grandes dimensões que oferecem uma visibilidade recorde para a dianteira
(12 graus).
A harmonia do interior joga no contraste entre o preto e o branco. A banda lateral do
painel de bordo, as inserções no volante, os arejadores e os painéis das portas são
brancos num habitáculo completamente negro.
Estará igualmente disponível um ambiente mais desportivo com inserções de vermelho
sobre a cor preta dominante.
Uma dupla oferta de conectividade: com um smartphone com o R & GO® ou
através do R-Link da última geração
Graças à aplicação R & GO®, com download gratuito para os clientes do Novo Twingo, é
possível ligar automaticamente um smartphone ao rádio do automóvel. Esta ligação
Motor traseiro: uma inovação para os engenheiros de motores
A escolha de uma arquitectura de motor traseiro exigiu uma profunda alteração do
motor de forma a implantá-lo num espaço mais reduzido. Os motores do Twingo
foram objecto de uma nova arquitectura para que fosse possível a sua inclinação a
49,º de forma a reduzir a sua altura e preservar o volume da bagageira.
O Novo Twingo será equipado com dois motores a gasolina da última geração:
- Um novo motor atmosférico SCe 70 que é uma declinação da gama TCe. Este
motor tricilíndrico de 999 cm3 desenvolve 70 cv e é especialmente adaptado para a
utilização urbana, com um binário de 91Nm disponível logo a partir das 1.000 rpm.
- O motor Energy TCe 90, de 898 cm3 turbo confere ao Novo Twingo uma particular
dinâmica e prazer de condução graças aos seus 90 cv e um binário de 135Nm.
dá acesso a um menu com 4 funções concebidas para utilização a bordo de um
automóvel:
 Navegação 3D (Copilot® Premium),
 Telefone (Contactos, Bluetooth®…),
 Media (rádios web com reconhecimento áudio dos títulos e dos artistas),
 Computador de bordo (Renault Driving eco2, funções adicionais face ao painel de
bordo, e-guide)
O rádio R & GO® possui um suporte universal para fixação no painel de bordo que
permite receber o smartphone. A aplicação R & GO® está disponível em ambiente
Androïd e iOS e funciona igualmente em modo « tablet ».
Em alternativa a esta oferta estará disponível a última versão do sistema Multimédia
integrado R-Link, « R-Link Evolution », que dispõe de um ecrã activo (possibilidade de
fazer zoom ou de fazer desfilar a informação).
Um Twingo à medida de cada um: personalização por fora e por dentro
Através da oferta de cores, strippings para a carroçaria e de ambientes para o interior, é
possível adaptar o Twingo à personalidade de cada um: mais « masculina » ou mais
« feminina », « zen » ou « desportiva » ou, ainda, « vintage » com grafismos inspirados
nos do R5.
O cliente pode personalizar o seu Novo Twingo com motivos exteriores e interiores
coordenados em função das cores da carroçaria.
- Decoração exterior: coques dos retrovisores, grelha e protecções laterais
- Decoração interior: banda lateral do painel de bordo, arejadores, inserções no volante.
O Novo Renault Twingo irá dispor, também, de um tecto de abrir eléctrico em tela.
Renault e Daimler: uma parceria frutífera num projecto ambicioso
Em 2008 os engenheiros da Renault partiam do zero para criar o futuro Twingo com um
objectivo extremamente ambicioso : criar um modelo icónico, à altura do nome Twingo,
que fosse também um símbolo do espírito de inovação da marca Renault. Desde logo a
Renault pensou na adopção de uma arquitectura de motor traseiro mas essa solução
tinha custos de desenvolvimento elevados. É assim que se cruzam os interesses da
Renault e da Daimler que, por seu lado, estudava o desenvolvimento dos futuros Smart
de 2 e 4 lugares. Em Abril de 2010 é assinado o acordo para o arranque de um projecto
comum.
Novo Renault_TwingoNovo Renault_Twingo_Novo Renault_Twingo_interior
Os dados do Novo Twingo
Dimensões:
Comprimento: 3,59 m
Largura: 1,64 m
Altura: 1,55 m
Ângulo de visibilidade para a dianteira: 12,1 graus
Diâmetro de viragem: 8,65 m
Distância entre eixos: 2,49 m
Comprimento máximo de carga: 2,20 m
Bagageira: 219 litros
Superfícies de arrumação no interior: 52 litros
Motores :
SCe 70 : 3 cil. 999 cm3 atmosférico; 70 cv; 91 Nm
TCe 90 : 3 cil. 898 cm3 turbo ; 90 cv ; 135 Nm
Contacto Assessoria de Imprensa: Ana Gil: +351 21 836 10 12
Sites Internet : www.renault.pt - www.media.renault.com
O Novo Twingo no ecrã…
A Renault disponibiliza, desde já, para o grande público uma experiência interactiva,
lúdica e inovadora, através do site www.nouvelletwingo.renault.com. O internauta
poderá interagir com o Novo Twingo, comprovar a sua agilidade e descobrir o interior a
360°. Através deste site é igualmente possível descobrir a dupla oferta multimédia
disponível no Novo Twingo: R & GO e R-Link Evolution.

 

DUNLOP E MERCEDES AMG EM GENEBRA

 

Dunlop e Mercedes-AMG no Salão do Automóvel de Genebra 2014

 

4@11@9@11@9@5xe" filled="f" stroked="f">image002.png@01CF3936.ACC9D780" >A Dunlop, um dos principais fabricantes mundiais de pneus de elevado e ultraelevado desempenho, centrou a sua atenção em reforçar o seu posicionamento como marca desportiva e dinâmica na edição 2014 do Salão do Automóvel de Genebra. Como tal, para além do Mercedes-Benz CLA 45 AMG que estará presente em Genebra com o pneu Dunlop Sport Maxx RT em exibição do seu stand de Genebra, a Dunlop foi recentemente eleia para equipar vários dos principais modelos de automóveis da AMG.

 

Dunlop como equipamento original de muitos modelos Mercedes-AMG

Atualmente, a cooperação entre a Dunlop e a Mercedes-AMG abrange vários modelos de automóveis citadinos. Em 2012, o modelo Mercedes-Benz C 63 AMG Coupé Black Series foi equipado com Dunlop Sport Maxx Race. Em 2013, os modelos A 45 AMG e CLA 45 AMG foram igualmente lançados com o pneu Dunlop Sport Maxx RT instalado, graças ao seu desempenho de travagem otimizado e manuseamento preciso. Neste momento, o modelo SLS AMG GT "Final Edition" é equipado com o pneu Dunlop Sport Maxx Race de série. Além destas instalações, a Dunlop fornece igualmente instalações para modelos, como ML 63 AMG, SL 65 AMG e CL 63 AMG. Todos estes pneus são desenvolvidos pela Dunlop especificamente para a Mercedes-AMG, sendo identificáveis pela marca "MO" presente nos pneus.

 

Desenvolvimento bem-sucedido de um pneu de corrida para o SLS AMG GT3

Alargando a sua área de influência para o mundo das corridas, a Dunlop colabora como parceiro tecnológico do departamento desportivo de clientes da AMG e tem estado a desenvolver pneus de corrida avançados para o Mercedes-Benz SLS AMG GT3 desde 2011. Testemunho da bem-sucedida e continuada cooperação entre as empresas são as inúmeras vitórias em corridas do Campeonato VLN Endurance em Nürburgring, a par da joia da coroa que foi a vitória na corrida de 24 horas em Nürburgring em 2013.

 

Acerca de Dunlop

A Dunlop é um dos maiores fabricantes de pneus de altas e ultra altas prestações do mundo e conta com um impressionante currículo de vitórias em competições desportivas.

 

A vasta experiência competitiva da Dunlop proporcionou o desenvolvimento de tecnologias inovadoras para pneus concebidos para o uso no dia-a-dia. Sempre com o objetivo de transmitir total confiança aos motociclistas, a Dunlop oferece a todos os tipos de motociclistas o desempenho e a durabilidade das mais recentes tecnologias de pneus, como a tecnologia RunOnFlat, que equipam veículos galardoados como o Mini, BMW 1 Series, 3 Series, 5/6 Series, X5/X6 e outros.

 

Muitos dos principais fabricantes de automóveis do mundo, como Alfa Romeo, AMG, Audi, Bentley, BMW, Jaguar, Lexus, Mercedes-Benz, VW e Porsche, são equipados de origem com pneus Dunlop.

 Dunlop Sportmaxxcopy

 

NOVO FORD FOCUS

 

Novo e Avançado Focus Lidera Presença da Ford em Genebra; Novo Mustang e Novo Edge Concept Fazem Também a Sua Estreia Neste Salão

 

  • A Ford estreia, em termos europeus, um conjunto de novos modelos de produção e de ‘concepts’, para além de divulgar avançadas novas tecnologias no Salão de Genebra de 2014

 

  • O novo Focus apresenta-se através de um elegante e emocional novo design exterior, modelo que redefine por completo o seu interior, com um ‘layout’ mais intuitivo; integra avançadas soluções de apoio à condução, bem como novos motores

 

  • O novo Ford Mustang, o primeiro com comercialização confirmada na Europa após quase 50 anos de produção, conta com motores de potência e performance de classe mundial

 

  • O novo Ford Edge Concept dá claras indicações sobre as tecnologias, design dinâmico e qualidade de construção que irão definir o novo SUV de grandes dimensões que virá para a Europa

 

  • A Ford apresenta, pela primeira vez na Europa, o C-MAX Solar Energi Concept, o primeiro modelo de sempre propulsionado a energia solar, antecipando o que poderá ser o potencial veículo limpo do futuro

 

  • A Ford expõe, também, em estreia na Europa a Ford Ranger do Rally Dakar, depois de completar a mais exigente prova do mundo, realizada na América do Sul

 

  • Estreia na Europa, no novo Ford Focus, do sistema Ford SYNC 2, integrando um ecrã de toque de 8 polegadas, a cores e alta resolução, controlo por voz de sistemas de entretenimento, navegação, climatização e telemóveis

 

 A Ford Motor Company faz hoje a estreia europeia em palcos de salões de um conjunto de novos veículos que destacam os progressos já alcançados na transformação da companhia, operada em torno do produto.

 

O novo Ford Focus que estará à venda no segundo semestre de 2014; o novo Ford Mustang que chega à Europa em 2015; e o novo Ford Edge Concept que antecipa a direcção a tomar em tecnologia, design e acabamentos daquele que será o novo SUV de grandes dimensões da companhia na Europa. Eles estão entre os mais de 25 novos veículos que a Ford irá lançar ao longo dos próximos cinco anos.

 

A Ford também apresenta em Genebra, e pela primeira vez na Europa, o C-MAX Solar Energi Concept, um veículo alimentado a energia solar, o primeiro do género, bem como a Ford Ranger do Rally Dakar. Destaque ainda, no Velho Continente, para a tecnologia SYNC 2, que permite aos condutores controlar os sistemas a bordo das suas viaturas, usando comandos de voz, simples e naturais, e um ecrã de toque de 8 polegadas, a cores e de alta resolução.

 

“Em Setembro de 2012, prometemos transformar o nosso negócio na Europa, através do poder da nossa estratégia One Ford,” disse Stephen Odell, Presidente da Ford da Europa, Médio Oriente e África. “O nosso compromisso visava acelerar o desenvolvimento de produto e trazer mais veículos e tecnologias aos nossos clientes, em vez de nos acomodarmos e esperar que a recessão passasse. Prometemos lançar pelo menos 25 novos veículos durante um período de cinco anos. Até agora apresentámos onze, mas são esperados pelo menos mais dez só em 2014.”

 

Novo Focus com um design emocional

O novo Focus apresenta-se com um elegante e emocional novo design, integrando a nova imagem da Ford e um interior de enorme beleza e acabamentos; é o primeiro modelo a oferecer a nova tecnologia de Estacionamento Perpendicular em modo mãos livres, que ajuda o condutor nas manobras de marcha atrás em espaços de estacionamento lado a lado com outras viaturas; o sistema Alerta de Trânsito Cruzado, que alerta os condutores quando saem de um lugar de estacionamento para os veículos que podem estar próximos de se cruzarem atrás deles; e a Assistência à Saída do Estacionamento, ajudando os condutores a sair de um estacionamento em paralelo.


O carácter desportivo e o apelo à condução vêm-se reforçados através de uma grelha de design horizontal e de um interior com formato ‘cockpit’. O novo Focus marca, também, a estreia europeia do SYNC 2, avançado sistema de conectividade ‘in-car’ da Ford, bem como dos novos motores de 1,5 litros, EcoBoost a gasolina e TDCi diesel, e do bloco de 1,0 litros EcoBoost com 99 g/km de CO2*.

 

O novo Focus será, também, o primeiro modelo Ford na Europa a oferecer uma versão melhorada do sistema de Travagem Activa em Cidade, evoluído para passar a operar a velocidades até aos 50 km/h, bem como o sistema de Assistência à Pré-Colisão, que funciona de forma similar ao sistema de Travagem Activa em Cidade, mas com uma muito maior abrangência em termos de detecção de veículos, ajudando o condutor caso este circule a velocidades mais elevadas. A tecnologia MyKey da Ford surge também em estreia no novo Focus.

 

Distintamente Mustang

A comercialização do novo Ford Mustang está confirmada na Europa pela primeira vez, depois de quase 50 anos de produção, prometendo níveis de classe mundial em termos de performance, abraçando todo o património e estatuto do Mustang como ícone mundial, registando nove milhões de unidades vendidas.

 

Equipado com os novos e potentes blocos de 2,3 litros EcoBoost e V8 de 5,0 litros, o novo Mustang integra, igualmente, um conjunto de soluções de conveniência e de ajuda à condução, como o sistema SYNC 2 e Modos de Condução Seleccionáveis para ajuste do esforço dispendido na direcção, resposta do motor, transmissão e definições do controlo de estabilidade electrónico.

 

O novo Mustang estará disponível em variante coupé ou descapotável, ambos integrando um design desenvolvido a partir do zero, embora retendo todos os clássicos elementos-chave do Mustang, reconhecidos pelos fãs do modelo da Europa e do mundo.

 

 

Ford Edge Concept define-se por um design elegante

O novo Ford Edge Concept deixa claras indicações sobre as tecnologias, design e qualidade de construção que irão definir o novo SUV de grandes dimensões a lançar na Europa.

 

Entre as avançadas e automatizadas tecnologias de condução incluem-se um sistema protótipo de estacionamento, operado por controlo remoto, que pode ser operado a partir de dentro ou fora do veículo, bem como sistemas para evitar a colisão com obstáculos, actualmente em desenvolvimento pela Ford.

 

Com um design cuidadosamente esculpido e fluido, o exterior comunica a capacidade atlética, confiança e conteúdos do modelo, complementados por um interior concebido com materiais e acabamentos ‘premium’, indiciando que o primeiro grande SUV topo-de-gama da Ford para a Europa irá superar as expectativas do segmento.

 

C-MAX Solar Energi Concept

O C-MAX Solar Energi Concept da Ford é o primeiro automóvel alimentado a energia solar, conseguida a partir de um acumulador especial que actua como uma lente de aumento, que direcciona a intensidade dos raios solares para os painéis solares colocados no tejadilho do veículo, garantindo os mesmos níveis de performance que o C-MAX Energi plug-in hybrid.

 

A Ford estima que 75 por cento das viagens feitas por um condutor comum poderiam ser realizadas a energia solar e que o C-MAX Solar Energi Concept poderia reduzir o volume anual de emissões de gases com efeito de estufa em cerca de quatro toneladas. O veículo poderia ter uma autonomia superior a 30 quilómetros** com uma carga solar de um dia, economizando-se mais de 1.000 Euros por ano em combustível, com base na utilização de um utilizador médio europeu.***

 

Também exposto na Europa pela primeira vez estará a Ford Dakar Ranger, acabada de completar o Rally Dakar, aquela que foi a sua prova de estreia. Com base na variante 4x4 de cabine dupla da Ford Ranger de produção, entretanto modificada pela Neil Woolridge Motorsport, com apoio da Equipa de Desenvolvimento de Produto Global da Ford, a Ford Ranger Dakar apresenta uma carroçaria em material composto, avançados componentes de baixo peso e um motor V8 de 5,0 litros com 350 cv.

 

Ecrã táctil e controlo por voz com o SYNC 2

A tecnologia Ford SYNC 2 permite o controlo do sistema de navegação, climatização, telemóveis e entretenimento com recurso a comandos vocais naturais, integrando um ecrã de toque de 8 polegadas, a cores e alta resolução, numa estreia na Europa.

 

O simples toque do botão de controlo vocal, com a expressão "estou com fome", fará aparecer uma lista de restaurantes locais, enquanto os destinos de navegação podem ser solicitados através da morada completa.

 

Estreando-se na Europa no novo Focus, o SYNC 2 oferece múltiplas opções de conectividade, incluindo duas entradas USB. A apresentação de conteúdos dividida no ecrã apresenta marcadores de estrada e intersecções com enorme detalhe em 3D, bem como o guia de viagens da MICHELIN e o Guia Verde MICHELIN.

 

“Somos, na Europa e neste momento, uma companhia diferente da que éramos há 18 meses,” disse Odell. “E daqui a 18 meses, a transformação dos nossos stands será ainda mais dramática. O resultado será uma Ford ainda mais vibrante e emocionante na Europa."

 

NewFordFocus 07_LR

 


* Os consumos e emissões de CO2 referidos foram medidos de acordo com as últimas actualizações das especificações técnicas da Regulamentação Europeia (EC) 715/2007 e (EC) 692/2008. Os resultados poderão diferir dos valores alcançados noutras regiões do globo devido a diferentes ciclos de condução diferentes e regulamentos específicos desses mercados. Os consumos e emissões de CO2 referem-se a uma variante de um veículo e não a um único modelo. Os procedimentos de base aos testes aplicados permitem a comparação entre diferentes tipos de veículos e diferentes construtores. Para além da eficiência de combustível de um automóvel, os comportamentos ao volante, bem como outros factores não-técnicos desempenham um papel determinante nos consumos de combustível e emissões de CO2 de um automóvel. O CO2 é o principal gás de estufa responsável pelo aquecimento global. Os resultados poderão diferir dos valores alcançados noutras regiões do globo devido a diferentes ciclos de condução diferentes e regulamentos específicos desses mercados.

 

** Estimativas de consumos de combustível, emissões de gases de efeito estufa e a qualidade do ar são meros indicadores e emitidos pela Agência Norte-Americana de Protecção Ambiental - Departamento de Transportes e Qualidade do Ar (U.S. Environmental Protection Agency - Office of Transportation and Air Quality).

 

*** Considerando um custo de € 1,5 por litro de combustível

 

 

 

Sobre a Ford Motor Company

A Ford Motor Company, empresa global da indústria automóvel, sediada em Dearborn, Michigan (EUA), produz e distribui automóveis em seis continentes. Com cerca de 181.000 empregados e 65 fábricas em todo o Mundo, conta no seu portfólio automóvel com as marcas Ford e Lincoln. A empresa disponibiliza serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company. Para mais informações sobre a Ford e os seus produtos, por favor visite www.corporate.ford.com.

 

A Ford Europa é responsável pela produção, comercialização e pós-venda da marca Ford em 50 mercados individuais, empregando aproximadamente 47.000 pessoas nas suas instalações e cerca de 67.000 pessoas no âmbito das ‘joint-ventures’ e restantes parcerias. Em complemento à Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Ford Customer Service Division e 22 unidades fabris (13 detidas na totalidade ou em regime de ‘joint venture’ consolidada, mais nove em regime de ‘joint venture’ não consolidada). Os primeiros automóveis Ford foram enviados para a Europa em 1903, o mesmo ano da fundação da Ford Motor Company. A produção na Europa teve in
 

GOODYEAR ALCANÇA CLASSIFICAÇÃO

 

Goodyear alcança classificação BA para SUV na etiqueta europeia de pneus


Empresa estende elevadas classificações aos segmentos SUV e crossover


A Goodyear apresentou no Salão Automóvel de Genebra uma seleção de pneus para SUV, que se destacam por terem alcançado uma elevada classificação na etiqueta de pneus da UE. Esta série de pneus para o segmento de SUV e crossover, destacam-se os pneus EfficientGrip SUV com rótulo BA, eleitos como equipamento original do novo Nissan Qashqai 2014, equipado com pneus Goodyear pela primeira vez. Por outro lado, destacam-se os pneus Eagle F1 Asymmetric para SUV, que conquistaram a classificação BB na etiqueta europeia de pneus.
O compromisso continuado da Goodyear com o cumprimento dos requisitos do rótulo do pneu da UE continua a expandir os seus recentes êxitos neste campo. A entrada em vigor da etiqueta de pneus da UE completa um ano e meio e a Goodyear foi a primeira a aceitar o desafio sendo pioneira ao lançar um protótipo de pneu AA. A empresa possui igualmente um dos portfólios de pneus com as classificações mais elevadas disponível no mercado, liderada pelo recente lançamento de EfficientGrip Performance para automóveis do segmento pequeno e médio, com classificação BA na maioria dos tamanhos disponibilizados.
A Goodyear, uma empresa com fortes classificações no rótulo para automóveis de segmento pequeno e médio, está agora a concentrar a sua atenção nos mercados do segmento de SUV e de automóveis de crossover urbano, exibindo os pneus com elevadas classificações para estes
segmentos no Salão do Automóvel de Genebra.
O pneu EfficientGrip SUV será apresentado com o tamanho 215/60 R17 em Genebra e é o primeiro pneu desta gama com tais classificações elevadas (BA) no rótulo do pneu. Estas classificações do rótulo ajudam a fornecer alguns dos benefícios chave do pneu EfficientGrip SUV. Graças a uma menor resistência ao rolamento e à tecnologia FuelSaving da empresa ajudam a reduzir o número de abastecimentos do combustível e emissões de CO2, alcançando a classe B nos parâmetros de resistência ao rolamento. Em pisos molhados, as resinas com tração especial desenvolvidas pela Goodyear oferecem uma maior aderência ao piso molhado, um dos principais fatores responsáveis pela alta classificação de A no na componente de aderência ao piso molhado, a melhor classificação disponível.
As altas classificações da Goodyear surgem reforçadas com o pneus para SUV que conta com a excelente classificação BB na etiqueta: Eagle F1 Asymmetric SUV. Este pneu é o primeiro da sua categoria a obter uma classificação BB do rótulo de pneu da UE.
“Desenvolvendo pneus com uma classificação elevada no âmbito do rótulo do pneu da UE tem sido uma prioridade chave para a Goodyear ao longo dos últimos dois anos”, declarou Michel Rzonzef, Vice-Presidente da Divisão Empresarial de Pneus para os Consumidores na Goodyear EMEA. “Desde a sua introdução temos apoiado a ideia de que o novo rótulo do pneu desempenharia um papel importante no processo de tomada de decisões de compra dos concessionários de pneus e dos consumidores finais e isto foi confirmado pela nossa pesquisa em curso. Obviamente que estamos igualmente a favor de fornecer um pneu bem equilibrado, que seja um líder em termos de critérios do rótulo, mas também nos 50 critérios estabelecidos nos nossos testes internos para assegurar que fornecemos um produto de qualidade”.
Uma investigação independente recente financiada pela Goodyear confirmou que o rótulo do pneu está a desempenhar um papel importante na decisão de compra do pneu, revelando que actualmente 53% dos concessionários usam o rótulo na sua argumentação1 de vendas e que a
1 Fonte Ipsos: 1150 Entrevista telefónica na Alemanha, França, Itália, Polónia, Reino Unido e Espanha. Junho-Julho 2013GYDU Close_up_of_generic_tire_label_in_dealershipGYDU Customers_should_still_seek_dealer_advice
influência no comportamento de compra dos consumidores já é de 36%2.
“Actualmente estamos a expandir a nossa oferta de produtos e a avançar as nossas tecnologias avançadas para os mercados do segmento de SUV e de automóveis de crossover urbano”, prosseguiu Rzonzef. “É um segmento que é frequentemente considerado um desafio no que diz respeito à eficiência em termos de consumo de combustível e acreditamos que podemos desempenhar o nosso papel na mudança disto através de, entre outras coisas, as classificações do rótulo do pneu da UE. À medida que o mercado do segmento de SUV e do automóvel de crossover urbano cresce, também aumentará a procura de pneus com classificações elevadas no âmbito do rótulo do pneu europeu. O nosso compromisso e empenho no cumprimento dos requisitos do rótulo do pneu europeu e com os nossos parceiros fabricantes de automóveis nesta área é firme e esperamos anunciar novos êxitos neste campo no futuro”.

 

MERCADO AUTOMÓVEL FEVEREIRO 2014

Mercado Automóvel fevereiro 2014: Nível baixo há um ano atrás acentua crescimento

Nos dois primeiros meses de 2014 foram comercializados em Portugal 23.608 veículos automóveis, o que representou um crescimento de 38,3 por cento face a igual período de 2013.

No mês de Fevereiro de 2014 o mercado situou-se nas 12.702 unidades, ou seja, mais 44,3 por cento do que em igual mês do ano anterior.

Apesar do crescimento verificado em Fevereiro deste ano, o mercado encontra-se abaixo dos níveis registados em anos anteriores a 2012, sendo de assinalar que o volume de vendas observado no mês homólogo de 2013, que lhe serve de comparação, foi anormalmente baixo, tal como pode ser verificado no gráfico seguinte.

O mercado de veículos ligeiros (ligeiros de passageiros mais comerciais ligeiros), em Fevereiro de 2014 registou um crescimento de 44,9 por cento relativamente a igual mês do ano anterior. Quanto ao mercado no período acumulado de Janeiro a Fevereiro de 2014, verificou-se um crescimento homólogo de 38,5 por cento.

Por tipos de veículos observou-se a seguinte evolução das vendas:

1. Automóveis Ligeiros de Passageiros
No mês de Fevereiro de 2014, foram comercializados em Portugal 10.541 automóveis ligeiros de passageiros, o que correspondeu a um crescimento de 40,2 por cento face ao mês homólogo do ano anterior.

Nos dois primeiros meses de 2014 as vendas de veículos ligeiros de passageiros situaram-se nas 19.801 unidades, o que se traduziu numa variação positiva de 36,2 por cento relativamente ao período homólogo de 2013. 

2. Veículos Comerciais Ligeiros
No mês de Fevereiro de 2014 foram vendidos em Portugal 2.000 veículos comerciais ligeiros, o que representou um aumento de 76,2 por cento.

No período de Janeiro a Fevereiro de 2014 o mercado atingiu 3.320 unidades, tendo-se registado um aumento de 54,1 por cento face ao período homólogo do ano anterior. 

3. Veículos Pesados
Quanto ao mercado de veículos pesados de passageiros e de mercadorias, em Fevereiro de 2014 verificou-se um crescimento de 8,8 por cento por cento em relação ao período homólogo, tendo sido comercializados 161 veículos desta categoria.

Nos primeiros meses de 2014 as vendas situaram-se nas 487 unidades, o que representou um crescimento de 31,3 por cento relativamente ao período homólogo do ano anterior.



Fevereiro Vendas

 

HOJE CONDUZIMOS

 

HOJE CONDUZIMOS

 

MERCEDES E 220

 

RENOVAÇÃO TOTAL

 

No mundo automóvel, o nome Mercedes é, e sempre será Mercedes, uma vez mais a marca alemã volta a apostar num dos seus modelos “ponta de lança”, a Serie E# 220 D, que desta vez prima pelo requinte a todos os níveis, e os engenheiros da marca de Estugarda não brincaram em serviço e conceberam algo que com certeza irá fazer mossa na concorrência.

 

 

O novo Class E da Mercedes cortou com os modelos das séries anteriores, renovou-se quase na totalidade, mostrando a sua grandiosidade, usufruindo duma silhueta atractiva que chama à atenção pela sua beleza.

O design empregue no novo Mercedes Class E 220 D, é no nosso ponto de vista excelente, com muito bom gosto, com uma estética incontornável e comprovada ergonomia. Tendo em conta a linha de equipamento da série Avantgarde, surge a estrela da marca colocada ao centro e a nova grelha do radiador de duas lamelas. Lateralmente também apresenta proporções mais acentuadas no interior destaca-se pelo painel  de instrumentos, nova configuração da consola central com o relógio analógico de muito bom gosto, com um estilo clássico, e os materiais utilizados de qualidade de construcção.Assim as principais novidades neste novo Mercedes Class E são os novos faróis frontais, pára-choques e capot completamente novos com linhas mais expressivas e fluidas. Ainda sobre os faróis parcialmente com LED ( de série) e integralmente com LED ( opcional).Novas luzes na retaguarda com tecnologia led, e a dinâmica do design Elegance, pode-se distinguir pelos elementos ornamentais cromados, e no interior pelos elementos em madeira de raiz de nogueira e acentuado conforto.

A desportiva linha de equipamento Avantgarde, apresenta-se com um novo visual ainda mais dinâmico, com a estrela ao centro da grelha do radiador com duas lamelas.

 

 

A segurança tão importante nos dias de hoje não foi de modo algum descurado pela Mercedes, e o Class E inclui sistemas activos e passivos, que protegem os sete ocupantes de forma eficiente. O sistema Pre-Safe Plus permite detectar perigos eminentes à frente do veículo, e introduzir medidas de segurança para os ocupantes, podendo reagir a potenciais riscos atrás do veículo. O assistente de faixa de rodagem (opcional) reconhece as marcações da via, e potenciais perigos, como por exemplo o trânsito em sentido contrário. Por outro lado o assistente de luzes máximo adaptativo Plus, dá o seu contributo em termos de segurança. O sistema Collision Preventention Assist de série, evita os embates frontais, causados por uma distância demasiado curta do veiculo da frente. Assim, entra os sistemas de segurança, que equipa o Mercedes Class E, de salientar os nove air-bags de série, e o attention Assist e Collision Prevention Assist, com o sistema de travagem adaptativo. Como opção surge o assistente de luzes de máximos adaptativas , Inteligent Light System ( sistema de luzes inteligente com faróis em Led), e Pack de assistência à condução Plus com Bas Plus e assistente de cruzamentos. Em suma o novo Mercedes Class E , é dos carros mais seguro que circula nas estradas por todo o Mundo, onde equipamento de segurança não lhe falta, conforme aquilo que até agora descrevemos.

O conforto do Mercedes Class E, é deveras elevado, ao abrir do lado do condutor e sentamo-nos, a primeira coisa que se sente é a qualidade da pele empregue nos assentos. O assento em si é envolvente, e mal colocamos o cinto, o  mesmo reajusta-se automaticamente ao corpo do condutor. Espaço interior é algo que não falta, mas todos os milímetros foram devidamente aproveitados. De referir o modelo que ensaiamos dispõe de sete lugares, surgindo os dois últimos integrados na mala, que poderão ser utilizados quando necessários. Excelente é a aparelhagem sonora que equipa o Mercedes Class E, aliás todo o interior é sumputuoso.Para quem viaja nos bancos de trás, espaço para a pernas é algo que não falta. A bagageira é soberba, e tal como já informamos os bancos que existem na bagageira, rebatidos originam uma ampla mala. Tendo em conta as dimensões do Mercedes Class E, surge o Pack de estacionamento. O sistema de estacionamento activo, torna-se um precioso auxiliar no estacionamento, com a ajuda das câmaras (dependendo da versão), que sinalizam a área circundante, que mostram os potenciais obstáculos vistos de cima no display central. Em opção surge a câmara de marcha-atrás digital que é mais um auxiliar no auxilio às manobras de estacionamento.

 

 

Em termos de interiores, este Mercedes Class E transporta sete adultos com toda a comodidade e segurança. Graças às soluções inteligentes, de acordo com as necessidades de cada um, adapta-se ao dia a dia, num ambiente de  trabalho ou lazer, e tudo isso graças ao banco rebatível, no compartimento de carga, que fica com uma volumetria de 1950 litros. Ainda no domínio do conforto, de salientar a direcção electromecânica para conforto de direcção acrescido( de série), áudio 20 CD, baseada na nova geração de telemétrica, easy-pack – Quickfield, com encostos traseiros rebatíveis assimetricamente, com accionamento conforto ( de série). O porta bagagens easy-pack com accionamento electromecânico ( de série) – sistema de estacionamento activo com novas funções, como o estacionamento perpendicular e função de direcção e travagem, e finalmente o hands-free Acess (acesso mãos livres), abertura automática da tampa da com um movimento do pé ( é opção).

 

 

A Mercedes assim como outras marcas quer dar o seu contributo para o meio ambiente, e neste capitulo tentou com sucesso inovar, e isso começa nos motores a gasóleo e gasolina, que surgem equipados com uma série de optimizações integradas, que no Classe E contribuem para a baixa de valores do consumo e das emissões, sem comprometer a disponibilidade do propulsor e das suas perfomances.Entre as funções que o Mercedes Class E, usufrui, destacamos a função Eco Start-Stop de série, indicador Eco que permite verificar a eficiência do comportamento de condução inteligente, gestão do alternador com recuperação de energia do rolamento ( às vezes ficamos com a ideia que estamos ao volante dum carro híbrido, que na realidade não o é)A direcção directa electromecânica dá um certo gozo na condução, e no manuseio desta carrinha de razoáveis dimensões, e o mais curioso é que esta direcção permite economizar combustível em função da necessidade da necessidade de energia. A station da Mercedes E 220 D, está classificado nas emissões Euro 6 ( das mais evoluídas) para algumas motorizações a diesel com tecnologia Blue Tec.Em termos de motorizações de referir o novo propulsor a gasolina de quatro cilindros para a série E 200 e E 250.

A Class E da Mercedes já vem equipada em algumas versões com o distronic Plus, que permite uma condução autónoma, e ajuda o condutor a manter a distância para o veículo da frente, e manter a velocidade programada, não medindo apenas a distância à frente, pois o sistema orienta-se pelas marcações no piso da estrada, e auxilia o condutor a manter-se na sua faixa. Para ajudar em tudo isto, surgem dois radares , um sensor e uma câmara colocada atrás do pára-brisas, executando o sistema movimentos no sentido da direcção, para apoiar o condutor, e assim a combinação de todos estes factores oferece conforto e descontracção ao condutor.

 

 

Sobre equipamento é algo que não falta à Mercedes E 220, e assim de série surgem os faróis parcialmente com Led. Em termos de interiores, surge o volante multifunções, revestido a pele confort, um novo painel de instrumentos, e display central com ecrã plano a cores. Os materiais usados no interior são de elevada qualidade, elementos ornamentais em alumínio, iluminação ambiente e novo design dos bancos. A porta da bagageira Easy-Pack tem accionamento electromecânico. A função Easy-Pack-Quickfield, os encostos traseiros são rebatíveis na proporção 1/3 – 2/3.Para além disso surge a integração de novas tecnologias como a direcção directa, suspensão pneumática no eixo traseiro, collision Prevention Assist, sistema Pre-Safe, para além dos nove airbags. A série E da Mercedes 220 D, oferece duas linhas, para além do pack Exclusive, e desportivo exterior. Depois temos o pack AMG, que é constituído por uma nova saia dianteira com elemento cromado, três entradas de ar, para além das saias laterais com novo design e saia traseira com inserção cromada mais larga, para além dos terminais de escape cromados de saídas duplas. Mas já que falamos de extras, é algo que não falta, e damos como exemplo faróis integralmente em Led,pack de estacionamento, assistente de limite de velocidade, acesso de mãos livres que permite por exemplo poder abrir e fechar a mala com um movimento de pé.Em termos de interiores a gama Elegance permite sete combinações diferentes, enquanto a versão Avantgarde fica pelas cinco combinações. Em relação às cores da carroçaria, dispõe de duas cores sólidas, oito cores metalizadas e duas cores extras.

 

 

Ainda sobre o Mercedes Class E 220 D, infelizmente o preço final dos carros em Portugal, incide na cilindrada, e esta foi uma forma da Mercedes fazer chegar a um maior numero de clientes, para usufrui de algo muito interessante. Inicialmente pensamos que o motor 220 diesel iria penalizar, isso tendo em conta as dimensões e a volumetria, poderia tornar a carrinha lenta, mas na realidade estávamos bem enganados, pois a E 220 D mexe-se muito bem, e acima de tudo é económica, mas deixemos de mais conversa, se sentiu curiosidade em saber, e quer sentir tudo aquilo eu lhe acabamos de anunciar, que tal visitar uma concessão da marca e testar, e assim caro leitor poder ver se estamos ou não desfasados da realidade.

FOX 3909FOX 3910FOX 3911FOX 3912FOX 3913FOX 3914FOX 3915FOX 3916FOX 3917FOX 3918FOX 3919FOX 3920FOX 3921FOX 3922FOX 3923FOX 3924FOX 3925FOX 3926FOX 3927FOX 3928FOX 3929FOX 3930FOX 3931FOX 3932FOX 3933FOX 3934FOX 3936FOX 3937

Texto e fotos de João Raposo – www.velocidadeonline.com

 

NISSAN NO DIA MUNDIAL...

 

NO DIA MUNDIAL DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA A NISSAN DÁ RESPOSTA AOS 10 MITOS DO VEÍCULO ELÉCTRICO

 

 

NO DIA MUNDIAL DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A NISSAN DÁ RESPOSTA AOS 10 MITOS DO VEÍCULO ELÉCTRICO

- No Dia Mundial da Eficiência Energética, a Nissan demonstra como a mobilidade 100% eléctrica é uma opção real -

Frequentemente a mobilidade sustentável é associada pela opinião pública a barreiras que ainda não são superáveis e que impedem considerar um veículo eléctrico como uma efectiva alternativa aos poluentes veículos tradicionais.

No Dia Mundial da Eficiência Energética, que se celebra hoje, dia 5 de Março, a Nissan apresenta a sua resposta aos dez mitos mais habituais relacionados com o veículo eléctrico, recolhidos a partir das impressões dos condutores e concessionários da Nissan e que demonstra porque o veículo eléctrico pode de facto ser um contribuidor para a poupança energética e para a melhoria do meio ambiente.


Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

 

GOODYEAR APRESENTA PROTÓTIPO

 

Goodyear apresenta protótipo de pneu para os SUV do futuro no Salão do Automóvel de Genebra de 2014

 

  • O protótipo resulta de esforços constantes da empresa para desenvolver produtos inovadores para aplicações futuras.

 

  • O protótipo vai estar no Hyundai Concept Intrado a estrear no evento suíço.

image003.png@01CF389C.41C44870" >A Goodyear Dunlop apresenta um novo protótipo para os pneus para os SUV do futuro, na edição 2014 do Salão Internacional do Automóvel de Genebra. O novo protótipo, concebido como parte da pesquisa sobre potenciais tecnologias de pneus que a Goodyear tem em curso, responde ao constante esforço da Goodyear para desenvolver produtos inovadores e para aplicações futuras.

Este novo conceito ainda não tem uma designação específica, mas expande o conceito base de um pneu para SUV convencional com um sulco central de grande dimensão - havendo uma superfície de contacto menor com a estrada graças a este sulco. Assim, poderá existir uma melhoria na resistência ao rolamento total do pneu, garantindo-se os esforços contínuos para melhorar a eficiência em termos de consumo de combustível e reduzir as emissões de CO2 dos automóveis. A redução da resistência ao rolamento significa que os motores dos automóveis não precisam de funcionar tão intensamente para fazer avançar o pneu contra a fricção resultante do seu contacto com o piso.

O sulco central foi também concebido para afastar grandes quantidades de água e lama da superfície de contacto em condições em que o piso esteja molhado, o que seguramente possibilita a melhoraria à aderência ao piso molhado em geral.

Ao contrário de muitos outros conceitos, este pneu Goodyear não junta dois pneus de pequena dimensão num só aro; pelo contrário, expande o conceito do pneu com superfície de contacto duplo numa carcaça única de pneu para SUV. Esta abordagem significa que o pneu consegue suportar o peso da carga de um SUV, e simultaneamente disponibiliza os benefícios de um pneu com uma superfície de contacto dupla. Adicionalmente, a remoção de um pedaço grande de borracha do pneu para criar o sulco traduz-se numa redução do peso global do pneu; isto fornece um produto mais leve que utiliza menos borracha na sua produção. O novo conceito faz parte de um esforço continuado da Goodyear para investir no desenvolvimento de soluções sustentáveis para o futuro distante.

Na Goodyear, estamos sempre a trabalhar para identificar oportunidades para desenvolvimentos futuros”, afirmou Jean-Pierre Jeusette, Director-Geral do Centro de Inovação da Goodyear em Luxemburgo (GICL). “Passamos inumeras horas a discutir, analisar, aprender, conceber e desenvolver novas ideias e conceitos nas nossas instalações de investigação e desenvolvimento na Europa e Estados Unidos. O resultado deste raciocínio resulta frequentemente em conceitos de pneus que são então utilizados para estimular desenvolvimentos posteriores. Este pneu não é diferente, e apresenta ao mundo um exemplo do nosso processo de desenvolvimento levado  cabo pela Goodyear antes de lançar um novo produto para o mercado. Não é de maneira alguma o único protótipo que estamos a analisar para aplicações semelhantes, o que reflete a complexidade do processo de engenharia de pneus que temos de percorrer para lançar produtos novos e inovadores no mercado, hoje e no futuro”.

Ainda que o pneu ainda seja um protótipo e não tenha sido concebido para ser um produto comercializável, já figura no Hyundai Intrado Concept. A marca coreana recorre ao mesmo por ser una peça chave no que à melhoria na resistência ao rolamento e aderência ao piso molhado diz respeito, dois parâmetros chave da etiqueta europeia do pneu.

Características adicionais incorporadas no pneu incluem texturas hidrofóbicas com auto-limpeza, concebidas para afastar a lama e outras substâncias sólidas do rasto do pneu, texturas com capacidade de absorção do ruído avançada nos sulcos do rasto, que permitem reduzir o ruído produzido pelo pneu ao rolar sobre o alcatrão.

“A análise de possíveis soluções futuras ajuda-nos a fornecer muitas das tecnologias em uso actualmente”, explicou Jeusette. “Quando revelamos ao mundo um conceito de pneu com uma classificação AA do rótulo do pneu europeu em 2012, isso abre caminho para o desenvolvimento de um novo e completo portfólio de pneus com classificações elevadas para o mercado europeu. A gama atual de pneus EfficientGrip Performance da Goodyear disponibiliza alguns dos pneus com as classificações mais elevadas disponíveis comercialmente no mercado. Os conceitos constituem uma parte integrante do nosso processo de desenvolvimento, e ajudam-nos a identificar e fornecer novas tecnologias concebidas para melhorar a segurança na estrada e aumentar conforto durante  condução, bem como para a alcançar novos êxitos em soluções sustentáveis para os nossos produtos”.

O protótipo também prevê uma solução possível em relação à mobilidade já que incorpora duas câmaras duplas de ar («Twin Air Chambers» - uma de cada lado) ambas interligadas através de um sistema de válvula que permite ao pneu continuar a rolar mesmo após a perfuração de uma ou ambas as câmaras de ar.

O pneu é um protótipo puro e é resultado das pesquisas em curso da Goodyear. O seu rasto e conceção geral foram desenvolvidos para inspirar futuros produtos e não para ser instalado num automóvel.

 

Acerca de Goodyear

A Goodyear é uma das maiores empresas de pneus do mundo. Emprega perto de 69 mil pessoas e produz os seus produtos em 52 unidades de produção em 22 países a nível global. Os dois Centros de Inovação em Akron, Ohio (EUA) e Colmar-Berg, no Luxemburgo, procuram desenvolver produtos e serviços topo de gama, que estabelecem um padrão de tecnologia e desempenho para o setor. Para mais informações acerca da Goodyear, visitar www.goodyear.com/corporate

Para mais informação e novidades sobre a Goodyear, consulte www.goodyear.eu ou a página de Facebook e Twitter.

 Goodyear concept_tire_view_3-4

 

LEXUS EM GENEBRA

 

SALÃO AUTOMÓVEL DE GENEBRA 2014

Estreia Europeia do Novo LEXUS RC no Salão Automóvel de Genebra 2014

  • Estreia Europeia do novo Lexus RC coupé no Salão Automóvel de Genebra de 2014
  • Estreia Mundial do pack F SPORT no RC, com elementos exclusivos de design e aperfeiçoamentos dinâmicos
  • Lexus RC 300h com motorização híbrida contempla um bloco de 2.5 litros previsto para a Europa em 2015
  • Lexus RC 350, motor 3.5 litros, V6 acoplado a uma transmissão de 8 velocidades sequencial vai ser lançado no mercado russo no final de 2014

O novo Lexus RC coupé tem a sua estreia Europeia no salão automóvel de Genebra de 2014, que também assinala a apresentação mundial do pack F SPORT.

O coupé de estilo agressivo vai estar disponível com uma escolha entre duas motorizações: uma híbrida com o sistema Lexus Hybrid Drive aliado a um bloco 2.5 litros a gasolina, no RC 300h, que vai chegar à Europa durante 2015, e um V6 de 3.5 litros acoplado a uma transmissão sequencial de 8 velocidades, disponível na Rússia no final de 2014.

Tendo sido inicialmente apresentado no salão automóvel de Tóquio, em 2013, o RC é um modelo criado de raiz e não uma variante de 2 portas de um sedã. Feito sobre a base da plataforma do GS, as suas dimensões e características são totalmente diferentes das gamas de modelos GS e IS.

A nova gama RC usufrui dos mais recentes desenvolvimentos tecnológicos na Lexus, incluindo um novo Interface de Controlo Remoto Táctil (RTI) operado por toque e, em estreia na Lexus, um melhorado sistema de segurança de Monitor de Ângulo Morto (BSM).

Atraindo a atenção de clientes mais jovens, a nova gama RC eleva o perfil da marca Lexus junto de uma audiência mais vasta. As linhas do seu design aliado a uma experiência de condução envolvente injetam um apelo emocional ainda maior no ADN da Lexus, que já é conhecido pela sua qualidade de construção, refinamento e fiabilidade.

lexusgt1lexusgt2lexusgt3
 

DUNLOP APRESENTA PNEU INTELIGENTE

 

Dunlop apresenta protótipo de pneu inteligente no Salão Internacional do Automóvel de Genebra

 

A tecnologia de chip-in-tire consiste na inserção de um chip no pneu que comunica diretamente com o computador de bordo de forma a melhorar o seu desempenho

 

A Goodyear Dunlop Tires Europa anuncia a apresentação de um novo protótipo de pneu no Salão Automóvel de Genebra de 2014. Este pneu foi concebido para melhorar o desempenho nas curvas, travagem e estabilidade graças a uma ligação direta entre um microchip incorporado no pneu e o computador de bordo do automóvel.

 

O sistema, desenvolvido em colaboração com a Huf, um importante fabricante de sistemas de bloqueio mecânicos e eléctricos, sistemas de monitorização da pressão de pneus e sistemas telemáticos para a indústria automóvel em todo  mundo. Este sistema foi concebido com base na tecnologia de microchip sem bateria conectada ao interior do pneu.  O sistema envia informação sobre a pressão, temperatura e detalhes de identificação do pneu para o computador de bordo do automóvel. O sistema computadorizado central do automóvel consegue - com base nessa informação - ajustar automaticamente os algoritmos de controlo longitudinal e lateral do veículo para melhorar as prestações de condução.

 

As melhorias desta inovação incluem uma redução da distância de travagem quando o ABS é ativado, melhor resposta a efetuar as curvas, melhoria da estabilidade da guinada e a otimização do vínculo entre o pneu e os sistemas de controlo da estabilidade, todos com base em dados fornecidos pelo pneu.

 

“Os actuais sistemas de controlo avançados podem beneficiar consideravelmente de informação específica transmitida pelos pneus”, afirmou Marc Engel, Engenheiro Principal da Goodyear Dunlop“Sempre soubemos que quando conseguíssemos recolher esta informação, poderíamos fornecer novos níveis de desempenho das prestações do veículo. No presente, estamos a apresentar um primeiro passo real nessa direcção à medida que começamos a descodificar a quantidade de informação recebida pelo pneu para melhorar e reforçar a experiência de condução – trata-se de um importante passo em frente”.

 

Ao introduzir os dados do pneu diretamente no sistema, esta nova tecnologia ajuda o automóvel a melhorar o seu desempenho geral, incluindo redução das distâncias de paragem quando o sistema ABS e melhorando a estabilidade, graças à informação fornecida pelo sistema eletrónico de controlo da estabilidade (ESC).

 

“As propriedades do pneu mudam significativamente e o tipo de pneu, insuflação e temperatura do pneu desempenham um importante papel”, prosseguiu Engel. “Se um veículo conhecer essas propriedades dinâmicas, os seus sistemas de controlo podem considerar estas informações e fornecer um melhor desempenho global”.

 

Nesta nova tecnologia, o chip está incorporada no pneu e não no seu aro.  Isto significa que é possível agora incorporar no chip informação específica do pneu. A colocação no interior do pneu significa também que o chip não está sujeito a danos durante o processo de montagem do pneu em relação a sistemas em que o chip é montado na haste da válvula. Os consumidores poderão beneficiar do novo sistema quando trocarem os seus pneus por pneus novos com chips incorporados.

 

Esta tecnologia foi desenvolvida em colaboração com a Huf, um fabricante líder de sistemas elétricos e mecânicos de bloqueio, sistemas de controle de pressão dos pneus e sistemas de telemática para a indústria automóvel mundial.

 

A empresa instalou este novo sistema nos pneus Dunlop SportMaxx RT e está atualmente a testar o sistema para implementação no mercado. Nesta fase ainda não está previsto nenhum programa de lançamento para o mercado.

 

 

Acerca de Goodyear

 

A Goodyear é uma das maiores empresas de pneus do mundo. Emprega perto de 69 mil pessoas e produz os seus produtos em 52 unidades de produção em 22 países a nível global. Os dois Centros de Inovação em Akron, Ohio (EUA) e Colmar-Berg, no Luxemburgo, procuram desenvolver produtos e serviços topo de gama, que estabelecem um padrão de tecnologia e desempenho para o setor. Para mais informações acerca da Goodyear, visitar www.goodyear.com/corporate

Para mais informação e novidades sobre a Goodyear, consulte www.goodyear.eu ou a página de Facebook e Twitter.Dunlop conecptTire07Goodyear Dunlop_Chip_in_tire

 

NOVO AUDI TT

 

O novo Audi TT

 


A nova geração de um clássico modelo completamente revisto está pronto para “subir ao palco”
como uma verdadeira estrela: o Audi TT e o Audi TTS vão ter as suas estreias mundiais no Salão Automóvel de Genebra (estes
veículos não estão atualmente disponíveis para venda; aguardam pela respetiva homologação, não são abrangidos pela
Diretiva 199/94/EC). A terceira geração do compacto desportivo volta novamente a ser cativante em todos os sentidos, com o
seu design emocional e qualidades dinâmicas de exceção. O novo Coupé é caracterizado pela utilização de tecnologias
inovadoras nas suas motorizações e no conceito de visualização e controlo do display, incluindo o Audi virtual cockpit.
"O Audi TT é sinopse de um autêntico ícone de design e de um modelo de elevadas prestações que permite uma condução de topo ",
destaca o Prof. Dr. Ulrich Hackenberg, Membro do Conselho de Administração para o Desenvolvimento Técnico da Audi AG. "Com
a nova geração, estamos a transmitir ao condutor uma tecnologia ainda mais fácil de utilizar; tal como seria de esperar de um
verdadeiro e genuíno carro desportivo."


Design exterior


Quando a primeira geração do Audi TT chegou ao mercado em 1998 aconteceu verdadeira uma revolução de design: a linguagem
do seu design exteriormente coerente e geométrica tornou-se num verdadeiro ícone pleno de carisma. Para esta terceira geração
deste compacto carro desportivo, os designers reinterpretaram uma série de conceitos da primeira geração do TT de 1998, de uma
forma diversificada e dinâmica.


Na parte dianteira do novo Audi TT dominam as linhas horizontais. A grelha Singleframe é muito mais ampla e mais plana do que
acontecia no modelo anterior, com uma poderosa linha que a divide em duas zonas. Dois contornos em forma de V sobressaem no
capot do motor. A posição do logótipo dos quatro anéis também é nova: estão agora posicionados na seção dianteira do capot,
fazendo ecoar semelhanças com o R8 (consumo combinado de combustível entre 14,9-12,4 l/100 km; emissões de CO2 combinadas
entre 349 – 289 g/km. Lâminas dividem as grandes entradas de ar, que direcionam parte do fluxo da frente para os flancos.

Os estreitos grupos óticos, conferem ao novo TT um design caraterístico. Tecnologia Xénon plus é aplicada como equipamento de
série, mas a Audi propões como equipamento opcional os faróis com tecnologia LED ou ainda com a inovadora e pioneira
tecnologia LED Matrix, onde díodos controlados individualmente são responsáveis pelo feixe de luz principal. Nas duas versões
existe um contorno inconfundível criado pela faixa de separação nos faróis, que é também iluminada.
Os faróis LED Matrix LED são compostos por 12 LED’s e incluem outra inovação da Audi: intermitentes dinâmicos que se acendem
sequencialmente na direção em que o condutor está a conduzir. A luz de curva recorre aos dados de navegação para deslocar o
cone de luz na curva antes do volante ser virado.
De perfil, o novo Audi TT é igualmente esguio e musculado; parece que repousar numa posição baixa na estrada como se estivesse
pronto a atacar. Com 4,18 metros, o Coupé é quase do mesmo comprimento que o seu antecessor, apesar da sua distância entre
eixos ter crescido em 37 mm (agora de 2,505 metros), evidenciando distâncias muito curtas entre o centro da roda e os limites
dianteiro e traseiro. A largura é de 1,832 metros, continuando a apresentar a mesma altura da anterior geração: 1,353 metros.
Muitos detalhes do perfil do novo Audi TT são uma reminiscência do design clássico da primeira geração. O contorno da
embaladeira com uma poderosa aresta, juntamente com as largas cavas das rodas, constitui entidades geométricas distintas. Na
frente, a linha do guarda-lamas intersecta com a união do capot, linha que continua pela porta e se estende até à parte traseira. A
inclinação do pilar C transmite ao TT uma imagem poderosa e atlética.
A forma plana dá a impressão de ser uma unidade independente e a ligeira inclinação das janelas laterais traseiras confere-lhe uma
tensão adicional. O tampão do depósito de combustível no painel do lado direito possui a clássica forma de um círculo rodeado de
parafusos; basta um leve toque no logótipo TT e o tampão será aberto. Este formato é mais uma vez uma reminiscência do TT da
primeira geração. A novidade é a de que não existe tampão do depósito propriamente dito. Tal significa que não há a necessidade
de ser retirado e o bocal da mangueira da bomba de abastecimento é diretamente introduzido na abertura do depósito, tal como
acontece num carro de competição.
Na seção traseira também as linhas horizontais permitem reforçar a sensação de largura e desportivismo do TT. Juntamente a
tecnologia de faróis em LED ou LED Matrix, as luzes traseiras possuem também intermitentes dinâmicos. Tal como na secção
dianteira existe uma faixa iluminada que forma um contorno de luz de circulação diurna – outra inovação da Audi. A estreita
terceira luz de liga as duas unidades de cada lado, estando imediatamente abaixo do contorno do spoiler traseiro. Desempenha um
papel essencial na definição da silhueta da luz traseira.
A uma velocidade de 120 km/h um spoiler ergue-se da tampa da bagageira para melhorar a resistência do ar e as forças
aerodinâmicas descendentes. Todas as motorizações possuem duas generosas ponteiras de escape redondas e posicionadas no
difusor. Como todos os modelos Audi S, o TTS tem quatro saídas de escape ovais.

O opcional pacote exterior S line altera o design do para-choques, entradas de ar, grelha Singleframe, embaladeiras e ainda o
difusor traseiro com um formato mais acentuado e desportivo. Ao mesmo tempo, o dinamismo é ainda maior com a montagem de
jantes de 18 polegadas e uma carroçaria rebaixada em 10 mm.
A carroçaria
A construção de baixo peso é uma das áreas de especialização da Audi. A segunda geração do Audi TT já apresentava uma
carroçaria com estrutura Audi Space Frame (ASF) fabricada em alumínio e aço. Para o novo TT, a Audi utilizou este tipo principal de
construção de forma ainda mais sistemática de acordo com o princípio: a quantidade certa do material certo no lugar exato para
otimizar quaisquer funções.
Na estrutura inferior da carroçaria do Coupé foram otimizadas as cargas axiais, e foi construída com recurso a ligas de aço de alta ou
ultra resistência. Nas seções da célula do habitáculo que está sujeita às maiores tensões estruturais, foram montados painéis de aço
moldado e endurecido, ambos com uma altíssima resistência mas, em simultâneo, leves, representando assim 17 por cento do peso
total da carroçaria. As embaladeiras laterais e estrutura do tejadilho são fabricadas em perfis de alumínio extrudido, que são unidos
à estrutura através de uniões em alumínio fundido. Este princípio estrutural criou uma carroçaria muito rígida e segura. As secções
laterais e o tejadilho em alumínio complementam a estrutura. O capot do motor, portas e tampa da bagageira também foram
fabricadas em metal ligeiro.
Em termos globais, os engenheiros da Audi conseguiram, pela segunda vez consecutiva, reduzir significativamente o peso em vazio
do Audi TT. Na transição entre a primeira e a segunda geração, em 2006, a redução chegou até 90 kg e agora a variante equipada
com o motor 2.0 TFSI do novo TT é mais leve em cerca de 50 kg que o seu antecessor.
O baixo peso total é mais uma prova de perícia da Audi na área da construção de baixo peso. O seu impacto é positivo,
especialmente na aceleração, dinâmica de condução e no consumo de combustível.
O interior
No interior, também o estilo é tão subtil que quase parece flutuar, evocando a personalização e caráter de um puro desportivo
como é o novo Audi TT. Tal como acontece com o exterior, as linhas horizontais e superfícies enfatizam a largura do interior. A
consola do túnel central - que suporta a zona dos joelhos quando se conduz mais rapidamente em zonas sinuosas - e os painéis das
portas tem formas fluidas similares.
A regra foi a mesma mais uma vez: "menos é mais". Formas claras e linhas puristas sublinham tanto a leveza e a desportivismo
intransigente do interior do Audi TT. Dois outros engenhosos truques tecnicamente inovadores permitiram aos designers criar um
painel de instrumentos que é impressionantemente delgado: o ecrã tradicional do computador de bordo e o ecrã do MMI foram
combinados para formar uma unidade central e digital, o chamado Audi virtual cockpit.

O Audi virtual cockpit é pela primeira vez o foco de atenção num dos modelos de produção da marca. O painel de instrumentos
totalmente digital exibe todas as informações diretamente em frente do condutor, o que significa que não há necessidade de um
monitor central MMI. Esta solução permitiu aos designers ter a liberdade para “emagrecer” de tal forma a arquitetura do painel de
instrumentos seguindo o princípio de construção ultra leve da Audi.
Com suas linhas claras e pleno de operacionalidade inovadora, o interior da nova geração do TT foi redesenhado a partir do zero.
Visualizado de cima o tablier assemelha-se a uma asa de avião. Os difusores de ar do sistema de climatização continuam a
apresentar um formato redondo, uma característica clássica do TT, transmitindo uma reminiscência dos motores a jato. Os
controlos para o sistema do ar condicionado estão alojados nos referidos difusores. No eixo dos respetivos difusores surge em
pequenos ecrãs a indicação do nível de aquecimento de cada banco; velocidade do ventilador; a temperatura e a distribuição do
caudal de ar. Localizados junto às saídas de ar centrais estão os interruptores para a luz de aviso de emergências e das funções
secundárias, possuindo um fácil acesso.
Todos os elementos do novo conceito de operacionalidade do Audi TT estão focados no condutor. O novo volante multifunções
deste compacto desportivo apresenta um fundo plano, com elementos de alumínio a emoldurar os seus braços. O airbag do
condutor integrado no volante ocupa menos 40 por cento de espaço sem comprometer a segurança e, portanto, enfatiza a
sensação de leveza visual. Os botões de controlo inseridos sobre os braços permitem controlar quase todas as funções, incluindo o
ultra moderno sistema de ”infotainment”. O menu está estruturado para permitir ao condutor usá-lo como um smartphone e inclui
uma função de pesquisa de texto (através do MMI). Graças ao MMI touch localizado na consola central, o condutor pode aceder às
funções de “scroll” e “zoom” em listas e mapas. O condutor pode também aceder a outras opções de uma forma mais simplificada;
no futuro isso será possível usando apenas dois em vez de quatro botões na área em redor do botão rotativo do MMI.
As inovações no interior do Audi TT incluem os bancos desportivos com encostos de cabeça integrados e uma posição mais baixa
que na geração anterior. Como opção – e como equipamento de série no TTS – existem os recentemente desenvolvidos bancos
desportivos S caracterizados por um contorno ainda mais pronunciado em que os apoios laterais podem ser regulados de forma
pneumática.
Inúmeros detalhes evidenciam os elevados padrões de qualidade do interior e com uma qualidade artesanal que a Audi transmitiu
ao novo TT. Incluem a nova alavanca de velocidades, o preciso botão rotativo do MMI e os acabamentos das coberturas dos
altifalantes com molduras de luz no opcional sistema de som Bang & Olufsen.
O novo Audi TT de 2+2 lugares é um carro desportivo perfeitamente adaptado para uma utilização quotidiana. O porta-bagagens
tem capacidade de 305 litros (mais 13 litros que na anterior geração) e pode ser ampliado ao dobrar-se os encostos dos bancos
traseiros para a frente.

Cores e equipamentos


O novo Audi TT oferece uma paleta muito mais diversificada de cores do que o seu antecessor. Há 11 cores exteriores, uma das
quais é exclusiva para o pacote S line. Sete das cores na gama são novas para o TT e duas delas são completamente novas para a
Audi: Cinzento Nano e Vermelho Tango. Há também duas pinturas adicionais disponíveis para o TTS – Preto Pantera com efeito
cristal pérola e a altamente expressiva cor Azul Sepang.
Também é proposta uma nova gama de cores para o interior: os Audi TT e TTS oferecem três diferentes cores interiores. Pela
primeira vez, a Audi disponibiliza um interior de dois tons, incluindo costuras contrastantes desportivas para os modelos S.
O equipamento para o novo Audi TTS inclui elementos interiores adicionais que lhe transmitem uma maior personalização: cores
selecionáveis nos contornos dos bancos desportivos S, nas molduras da consola central e os anéis dos difusores das saídas de ar. Os
clientes com gostos mais exclusivistas têm muitas de opções para a personalização do seu veículo. Estão disponíveis revestimentos
para os estofos em vários padrões de tecidos ou de couro, bem como três pacotes de couro. Os bancos desportivos S têm como
característica costuras em diamante na secção central.
Um destaque especial é o pacote de design exclusivo, que compreende uma combinação de duas cores de couro: castanho escuro
murillo nos bancos e uma tonalidade pedra cinza levemente metálica nos apoios de braços, e suporte de joelho. Alternando com
costuras contrastantes, em alumínio escuro; com a pintura correspondente para os elementos interiores e com os tapetes especiais;
outras características destes elegantes acabamentos dos revestimentos.
Para os modelos TTS, os designers da Audi criaram uma textura inovadora com tecnologia laser para as abas do painel de
instrumentos: possuem uma superfície ligeiramente levantada com padrão em favo de mel que transmite ao Audi TTS um toque
desportivo único.


Controlos e ecrãs


O conceito operacional para o novo TTS foi revisto a partir do zero, em linha com o caráter genuíno de um carro desportivo, com
todos os elementos a concentrarem-se no condutor. Há duas variantes disponíveis do volante multifunções. Os condutores ao
selecionarem a versão de topo, podem ativar quase todas as funções, sem desviar a visão da estrada.
A segunda unidade de controlo é o terminal MMI também recém-desenvolvido na consola do túnel central. Dois interruptores
ativam o sistema de navegação e de mapas, telefone, rádio e menus de media. Há dois botões em ambos os lados do botão rotativo
central, complementado por um menu principal e um botão rotativo. O condutor pode facilmente introduzir os destinos utilizando
o touchpad na parte superior do botão rotativo (disponível a partir do pacote Connectivity) – o MMI reconhece a sua caligrafia
pessoal. O condutor pode também aceder às funções de “scroll” e “zoom” em listas e mapas

A estrutura do menu do MMI se assemelha-se ao de um smartphone, incluindo a pesquisa de texto livre. Todas as funções
importantes podem ser acedidas diretamente. Um destaque especial é a procura direta no MMI. Isso permite que começar a
escrever imediatamente ao navegar, sem ter que usar uma forma definida. Na maioria dos casos, a introdução de quatro letras é
suficiente para ver destinos relevantes em toda a Europa. Os dois botões laterais ativam funções dependentes de contexto (botão
direito) e opções (botão esquerdo). A lógica de funcionamento é fácil e intuitiva e permite uma utilização completamente nova.
Juntamente com as operações possíveis utilizando o painel de controlo, o Audi TT oferece uma outra possibilidade: o sistema de
controlo por voz. A Audi está também a abrir novos caminhos nesta área. Pela primeira vez no Audi TT, são utilizados controlos de
voz naturais que permitem comandos simples - como "leve-me a Munique" ou "quero falar com a Sabine" - para controlar os
sistemas do veículo sem a necessidade de tirar as mãos do volante.
Ao contrário dos mostradores analógicos convencionais, o novo TT destaca o Audi virtual cockpit. Com os seus gráficos brilhantes
com efeitos 3D e altamente detalhados, o painel de instrumentos virtual da Audi possui um monitor TFT a cores de 12,3 polegadas,
estabelecendo novos padrões neste âmbito. Os condutores podem alternar entre dois modos de visualização. No modo clássico, o
velocímetro e o conta-rotações estão em primeiro plano, enquanto no modo "infotainment", os instrumentos virtuais são
minimizados. O espaço que é então criado oferece uma ampla dimensão de exibição para funções tais como o mapa do sistema de
navegação. No Audi TTS existe um terceiro modo desportivo. Aqui, o conta-rotações em posição central domina o painel.
Com uma resolução de 1.440 x 540 pixels, o monitor TFT possui gráficos brilhantes processados através do processador Tegra 30 da
série Tegra 3 oriundo do líder de mercado Nvidia. No contorno inferior do cockpit virtual da Audi, estão as informações relativas à
temperatura exterior, hora e quilometragem que estão permanentemente visíveis. Símbolos de aviso ou de informação também
podem ser aqui visualizados.
As motorizações (todos os valores de consumo e de prestações são provisórios)
A Audi oferece o novo TT e TTS com três motores diferentes de quatro cilindros com turbocompressor e injeção direta. As
potências estão compreendidas entre 184 Cv (135 kW) e 310 Cv (228 kW). Os dois motores a gasolina TFSI e o bloco TDI combinam
a poderosa força motriz com a máxima eficiência. O sistema start-stop é de série.
Para o lançamento do TT, o motor 2.0 TDI estará disponível com caixa manual e tração dianteira. Debita uma potência de 184 Cv
(135 kW) e um binário máximo de 380 Nm. Esta versão do novo desportivo da marca dos quatro anéis acelera dos 0-100 km/h em
7,2 segundos e atinge uma velocidade máxima de 235 km/h. O consumo médio de combustível é de apenas 4,2 l/100 km e as
emissões de CO2 são de 110 g/km, um novo recorde mundial na categoria dos desportivos.
O TDI 2.0 possui dois veios de equilíbrio, árvores de cames ajustáveis e um sistema de injeção common-rail com uma pressão
máxima de 2.000 bar. O Audi TT 2.0 TDI cumpre a norma EU6 e graças à sua alta eficiência possui a denominação "ultra".

Por sua vez, o motor 2.0 TFSI está disponível em duas versões - uma primeira com uma potência de 230 Cv (169 kW) para a versão
TT e uma segunda que debita uma potência de 310 Cv (228 kW) para variante TTS. Ambas as versões possuem diversas tecnologias
ultramodernas: a injeção indireta adicional completando a injeção direta FSI, o sistema Audi valvelift (AVS) para regular o curso da
válvula de escape e a gestão térmica que utiliza um módulo de válvula rotativa e um coletor de escape integrado na cabeça do
cilindro.
No Audi TT 2.0 TFSI o binário máximo é de 370 Nm entre as 1.600 e as 4.300 rpm. Acelera o Coupé - que está equipado com uma
caixa manual de 6 velocidades e tração dianteira - de 0 a 100 km/h em 6,0 segundos e atinge uma velocidade máxima limitada
eletronicamente a 250 km/h.
Na versão com sistema S tronic de 6 velocidades e tração integral quattro destacam-se: aceleração 0-100 km/h em 5,3 segundos;
velocidade máxima de 250 km/h; consumo médio de combustível de 6,8 l/100 km e emissões de CO2 de 159 g/km. A transmissão de
dupla embraiagem engrena cada uma das seis relações sem qualquer interrupção de tração percetível e no modo manual pode ser
controlada através de patilhas no volante. No modo "efficiency" do Audi drive select, o sistema S tronic ativa a função “roda livre”,
logo que o condutor retire o seu pé do pedal do acelerador.
O Audi TTS está no topo das prestações. Acelera dos 0-100 km/h em 4,7 segundos e a velocidade máxima é limitada
eletronicamente a 250 km/h. O motor 2.0 TFSI possui um binário máximo de 380 Nm entre as 1.800 e as 5.500 rpm. Um sistema de
flaps instalado no sistema de escape modula o som desportivo do escape tornando-o ainda mais rico. A transmissão manual é de
série. A opcional caixa automática S tronic inclui a função launch control, que proporciona uma aceleração máxima e eficaz para um
arranque ainda mais desportivo.

 


Sistema quattro


No novo Audi TT, o sistema de tração permanente quattro proporciona maior estabilidade, tração e prazer de condução. Um
sistema agora mais consistente que foi otimizado especialmente para o novo TT. A embraiagem com controlo electro-hidráulico
está montada no eixo traseiro. A conceção especial da bomba reduz o peso em cerca de 1,5 kg, quando comparada com a do
modelo anterior. A distribuição do binário do motor entre os eixos é controlada eletronicamente em frações de segundo.
A inteligência da transmissão quattro – por outras palavras, o software que determina com precisão a distribuição de binário por
cada eixo foi especialmente desenvolvido para ser aplicado no novo TT. A inovadora filosofia de controlo monitoriza
constantemente as condições envolventes, o tipo de condução e os desejos do condutor. Isto significa que a distribuição ideal de
binário é calculada e as características dinâmicas do TT são adaptadas para cada situação.
O sistema quattro em conjunto com o Audi drive select permite ao condutor do novo Audi TT poder regular as propriedades da
tração permanente de acordo com as suas necessidades individuais. No modo "auto" é otimizada a tração, a estabilidade e
dinâmica de condução. No modo "dynamic", o binário é distribuído ao eixo traseiro mais cedo e em maior grau, o que significa que a
dinâmica de condução é reforçada ainda mais, especialmente em estradas com baixos coeficientes de atrito.

Paralelamente com a otimização da dinâmica de condução, os avanços realizados no sistema quattro também se concentraram
sobre a sua eficiência. No modo “efficiency” a distribuição de binário é regulado para otimizar o nível de eficiência. Determinar as
condições de condução e o tipo do condutor permitem otimizar o controlo do sistema quattro em termos de eficiência, o que pode
até resultar na paralisação temporária do sistema de transmissão quattro. Neste modo de operação, o software inteligente
monitoriza cuidadosamente a situação de condução e ativa o sistema quattro antes que seja exigido binário em todas as quatro
rodas. Desta forma, a unidade quattro oferece a máxima eficiência, juntamente com um nível de tração e dinâmica que são típicas
do sistema quattro.

 


O chassis


O chassis também reflete o apuro tecnológico por detrás do novo TT. A suspensão dianteira baseia-se numa estrutura McPherson;
componentes de alumínio reduzem o peso das massas não suspensas do chassis. A suspensão traseira de quatro braços processa as
forças longitudinais e transversais de forma separada.
Um destaque especial é a nova e terceira geração do sistema de controlo de amortecimento adaptativo Audi Magnetic Ride. Em
comparação com a versão anterior, foi melhorado no que respeita à expansão das suas características dinâmicas, controlo e
precisão, bem como da facilidade de utilização. O Audi Magnetic Ride pode ser regulado em três configurações (comfort - auto -
dynamic) através do Audi drive select. Com a pressão de um botão permite que o TT abrace a estrada de forma mais firme ou que o
deixe rolar de forma suave. A tecnologia Magnetic Ride permite um ultra- rápido controlo das forças de amortecimento, o que
significa que em todas as situações de condução há um contato ideal entre a roda e a estrada.
Desta forma, a excelente dinâmica de condução do novo Audi TT é otimizada e o controlo da carroçaria garante também um
excelente grau de conforto. O sistema é único neste segmento de mercado. O Audi Magnetic Ride pertence ao equipamento de
série no Audi TTS e está disponível como uma opção para todas as outras versões do TT.
Outro destaque é a direção progressiva: a caixa de direção foi projetada para que a sua relação se torne mais direta com o girar do
volante. Desta forma, o novo TT pode ser conduzido com agilidade e precisão com pouco movimento do volante em zonas urbanas
e em estradas sinuosas. A direção eletromecânica progressiva traduz-se numa elevada eficiência e adapta a sua assistência à
velocidade, constituindo a base para os sistemas de assistência opcionais Audi active lane e park assist.
Com o elaborado desenho do chassis e uma rígida configuração, o novo Audi TT deixa-se conduzir de uma forma soberba em todas
as situações. A carroçaria é rebaixada em 10 mm no TTS, ou com o pacote desportivo S line e com o sistema de controlo de
amortecimento adaptativo Audi magnetic ride.
O sistema de condução dinâmica Audi drive select é uma opção para o novo Audi TT, mas de série no TTS. Controla as
características do motor e a assistência de direção. O condutor pode escolher entre os modos comfort, auto, dynamic e efficiency e
modos individual. Além disso, o Audi drive select influência vários sistemas opcionais: o S tronic, o sistema quattro o Audi magnetic
ride. No modo eficiência, o Audi Drive Select intervém no sistema de ar condicionado e no sistema start-stop, em conformidade
com as necessidades nesse momento.

Estão disponíveis 11 versões diferentes de rodas. O TT 2.0 TFSI e o 2.0 TDI estão equipados de série com jantes de liga leve de 17
polegadas. A Audi oferece outros tipos de jantes com diâmetros de 17, 18 e 19 polegadas e pneus até 245 /35 R19. O departamento
quattro GmbH também oferece rodas com um diâmetro até 20 polegadas.
Os discos de travões dianteiros são ventilados e, dependendo da versão do motor, possuem um diâmetro até 338 mm. O novo
travão de estacionamento eletromecânico que o condutor aciona pressionando um botão está integrado no sistema de travagem
traseiro. O TTS utiliza travões com pinças fixas de alumínio recentemente desenvolvidas para travar as rodas dianteiras. Estas, são
cinco quilos mais leves do que o modelo antecessor. Um outro exemplo da experiência da Audi na construção de baixo peso.
O controlo de estabilidade eletrónico (ESC), que pode ser desligado em parte ou completamente, complementa perfeitamente o
desempenho dinâmico do veículo. Em zonas sinuosas, a vectorização do binário verifica-se. Se necessário, o binário do motor é
distribuído a partir da roda dianteira interior para a roda da frente do lado de fora (tração dianteira) ou, em modelos quattro
também para as rodas traseiras. Graças à diferença das forças de propulsão, o carro curva facilmente, o que é bastante útil para o
condutor. Desta forma, as curvas podem ser abordadas com grande precisão e de forma neutra, o que aumenta significativamente
o dinamismo e a estabilidade do TT. O modo Sport destina-se a uma condução particularmente desportiva, facilitando o controlo
da direção num momento de drifting.
A maneira como todos os componentes interagem e harmonizam, aumenta a agilidade e consequentemente, o prazer de condução
que um Audi TT oferece como, aliás, assim seria de esperar de um verdadeiro carro desportivo.
O equipamento
Todas as versões do novo Audi TT Coupé estão generosamente equipados de série. Juntamente com as características já referidas
anteriormente, o rádio com MMI e o travão de estacionamento eletromecânico merecem uma menção especial. As opções incluem
além dos bancos desportivos S em couro e com variadíssimas opções de acabamento, a chave de conveniência, os sistemas hold
assist e assistente de máximos, o interior com o pacote de iluminação em LED, aquecimento dos bancos dianteiros e o pacote
porta-objetos e de bagagem.
No que respeita ao infotainment, os clientes podem escolher entre várias opções. O pacote Connectivity possui um touchpad, MMI
touch. No topo da gama está o sistema de navegação MMI plus com a sua generosa memória flash, dois leitores de cartão, leitor de
DVD, Bluetooth interface e sistema de controlo de voz. O chip T30 da série Tegra 3 do líder de mercado Nvidia, que é utilizado na
nova geração da plataforma de infotainment modular, controla todas as funções de navegação e multimédia no carro e em
conjunto com o processador, apresenta todo o conteúdo no Audi virtual cockpit.
O sistema Audi connect complementa na perfeição o sistema de navegação MMI plus. O mesmo liga o novo TT à internet usando o
rápido protocolo de transmissão de dados LTE. O ponto de acesso Wi-Fi integrado, permite aos passageiros poderem navegar na
internet e consultarem o seu e-mail quando quiserem, enquanto o condutor pode contar com os serviços personalizados do Audi
connect.
Audi TTC_01Audi TTC_02Audi TTC_03Audi TTC_04
O pacote de infotainment é completado por componentes atraentes. O Audi Phone Box liga sem problemas um telemóvel ao
veículo. O seu componente principal é uma antena universal que está integrada no compartimento de arrumação do apoio de
braços central. Graças à proximidade, o telefone comunica com a antena, que utiliza um amplificador para transmitir os sinais para
a antena do carro.
O sistema de som Bang & Olufsen apresenta um amplificador de 14 canais e 12 altifalantes; os woofers nas portas brilham na
escuridão graças a uma moldura de luz discreta e regulável.
Sistemas de assistência sofisticados e eficazes fazem a condução do novo TT numa experiência ainda mais agradável. Como opção,
o carro pode ser equipado com o Audi side assist, que utiliza sensores de radar montados na secção traseira para ajudar os
condutores a mudar de faixa de rodagem com mais segurança; reconhecimento de sinais de trânsito com base numa câmara; Audi
active lane assist, que ajuda o condutor a manter-se na sua faixa de rodagem atuando ligeiramente sobre a direção; o sistema de
ajuda de estacionamento com sensores atrás e à frente com visão seletiva de obstáculos, que orienta o veículo para espaços de
estacionamento adequados e o sistema de segurança Audi pre sense basic.

 

TOYOTA - MARCA DE CONFIANÇA

 

Toyota "MARCA DE CONFIANÇA" escolhida pelos portugueses pelo quinto ano consecutivo

A Toyota alcança pelo 5º ano consecutivo a distinção de marca automóvel de confiança dos portugueses em 2014 segundo a votação dos leitores da revista Selecções do Reader’s Digest. Este barómetro que anualmente audita a opinião do consumidor português sobre a confiança que depositam nas variadas marcas de diferentes produtos e serviços que influenciam no seu quotidiano e que se destacam, fruto da sua qualidade e fiabilidade intrínseca.

Ocupando o lugar de destaque desde 2010, altura em que a Toyota é eleita Marca de Confiança pela primeira vez, na edição de 2014 os portugueses reforçaram a sua escolha de confiança na Toyota com 42% dos votos (subindo 18 pp), significando um aumento da distância para a segunda marca mais votada, ao mesmo tempo que atinge o mais elevado valor de votos neste estudo para a categoria automóvel.

Segundo o mesmo inquérito, os consumidores apontam como características necessárias para se alcançar o estatuto de Marca de Confiança, entre outras, a oferta de produtos e serviços de grande qualidade; a credibilidade e fiabilidade; um bom atendimento e serviço; a deteção e resposta às necessidades dos clientes; e por fim a experiência pessoal da marca. Neste contexto, com esta eleição a Toyota vê reconhecida a sua atuação de organização e marca em prol da satisfação dos clientes.

Importante para a obtenção deste bom resultado tem sido a dinâmica da marca ao longo do ano 2013 com a apresentação de novos produtos, como o novo RAV4, o novo Corolla, o novo Verso e o alargamento da gama Auris com a introdução da carrinha, que tem tido uma boa recetividade por parte dos portugueses. Esta inovadora Auris Touring Sports que para além dos seus atributos como a versatilidade, conforto, equipamento e qualidade de construção, marcou o mundo automóvel ao ser a primeira carrinha do segmento a disponibilizar uma motorização híbrida juntamente com as versões convencionais a gasolina e diesel.

O estudo Marcas de Confiança é conduzido anualmente pela Revista Selecções do Reader’s Digest em vários países. Em Portugal, esta edição contou com uma amostra de cerca de 12.000 assinantes da revista que foram convidados a responder por via postal ao inquérito composto por perguntas abertas, voto direto e sem sugestão. A taxa de participação foi de 7% devolvendo uma margem de erro de 3,1%.

 Qualidade01

 

PARA OS HOMENS DE BARBA RIJA...

Sempre a pensar em si e no seu Pai



Aparador de_barba_Philips_Serie_9000O Dia do Pai aproxima-se e comprar um presente nem sempre é uma tarefa fácil. A Philips sugere para o Dia do Pai a gama de cuidado pessoal masculino. Preste tributo ao seu Pai com as máquinas de barbear eléctricas e os aparadores de barba Philips porque o melhor Pai do Mundo, merece a melhor experiência.




Porque a imagem e os cuidados pessoais são cada vez mais importantes e relevantes no dia-a-dia, a Philips continua a inovar nesta área com produtos de elevada qualidade e segurança. A Philips sugere para o Dia do Pai as máquinas de barbear SensoTouch. Uma máquina de barbear eléctrica que proporciona a melhor experiência de barbear a seco ou a húmido, uma pele totalmente suave e livre de irritações, o sonho de qualquer homem!

A melhor experiência de barbear com o sistema GyroFlex 3D

A máquina de barbear Philips SensoTouch 3D RQ1250 proporciona a melhor e mais avançada experiência de barbear de sempre, a SensoTouch conta com o sistema GyroFlex 3D, que segue cada contorno do rosto, assim como com cabeças UltraTrack, que cortam todos os pêlos em apenas algumas passagens.
Para além de permitir um barbear com controlo e precisão perfeitos, a Philips SensoTouch 3D RQ1250 conta com sistema AquaTec – para um barbear confortável e refrescante, a seco ou a húmido, com ou sem espuma – e com tecnologia SkinGlide, que através da reduzida fricção, minimiza a irritação da pele.

PVP (aproximado): 229.99€

O único aparador de barba do mundo com guia laser

O aparador de barba Philips Serie 9000, com guia laser é 100% à prova de água, ideal para resultados simétricos e definidos com a máxima precisão.
Este aparador conta com lâminas de alto desempenho e suaves para a pele, visor LED para regulação de comprimento e indicação do nível de bateria bem como autonomia sem fios de 60 min.
O sistema exclusivo de guia laser do aparador de barba da Philips projecta uma linha precisa de luz para pré-determinar o estilo antes de aparar. Possui um aparador de precisão reversível com dupla face: um dos lados é um aparador de alta precisão de 32 mm e do outro lado possui um aparador de precisão com 15 mm de largura, perfeito para zonas pequenas.

PVP (aproximado): 119.99€


Campanha promocional Philips para o Dia do Pai


A campanha promocional Philips para o Dia do Pai, oferece ao cliente a possibilidade de receber descontos na compra de qualquer máquina da gama SensoTouch (até 60€ na compra da SensoTouch 3D e até 40€ na compra da SensoTouch 2D).*

Sob a assinatura “Sempre a pensar em si e no seu Pai” a campanha promocional da Philips tem início a 1 de Março de 2014 e finaliza a 31 de Março de 2014.

*Consulte o folheto promocional em: http://www.philips.pt/e/promo/promotions/general/PhilipsDiaPai.html

 

OBSERVADOR CETELEM

 

Estudo Observador Cetelem analisa mercado automóvel na Europa

Portugueses preferem os híbridos

 

 

 

Dentro de dez anos, os consumidores portugueses pensam que a maioria das viaturas andará com motorização híbrida (35%), seguidas pelas viaturas elétricas (16%) e pelos biocombustíveis (10%). Os veículos a gasolina e diesel terão assim praticamente desaparecido de circulação. Quando questionados sobre que tipo de motorização prefere na próxima aquisição automóvel, a maioria dos portugueses (24%) prefere os híbridos. Conclusões da edição 2014 do estudo Caderno Automóvel do Observador Automóvel.

 

A progressão dos híbridos é fulgurante quando comparamos os resultados do Observador Cetelem 2014 com os de 2009: o híbrido recolhe mais escolhas não só em Portugal, mas um pouco por toda a Europa. Comparativamente com 2009, em 2014, os portugueses acreditam que irão optar com maior frequência por uma monotorização híbrida (+8%) e pela elétrica (+10%), na compra da próxima viatura. Por outro lado, a percentagem de «indecisos» diminui (-7%), sinal de um melhor conhecimento das energias alternativas disponíveis no mercado.

 

Nas conclusões sobre a análise das tendências de futuras compras automóveis, o Observador Cetelem indica que a preferência por veículos híbridos e elétricos em detrimento das opções de gasolina, diesel/biocombustível é uma visão otimista, mas muito radical, dado que a dinâmica de renovação do parque automóvel não permite prever um efeito tão acentuado num horizonte temporal tão reduzido. Indicam também que a projeção a dez anos deixa lugar a algumas incertezas: cerca de um Europeu em cada quatro não se pronuncia sobre a energia maioritária dos veículos em circulação dentro de dez anos (24%).

 

«A poluição automóvel é um problema bem identificado pelos consumidores europeus e pelos portugueses em particular. Contudo, muitos pensam que este problema estará resolvido dentro de dez anos. Uma solução possível será a multiplicação das motorizações alternativas aos veículos a gasolina ou diesel. Deste modo, cerca de um português em cada quatro pondera adquirir um veículo híbrido na sua próxima compra: uma proporção em alta comparativamente à edição de 2009 que era de 16%» afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem

 

 

As análises económicas e de marketing, bem como as previsões, para o Caderno Automóvel 2014, foram efetuadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos de campo ao consumidor foram conduzidos pela TNS Sofres, durante o mês de novembro de 2013, em oito países da Europa (Alemanha, França, Itália, Portugal, Espanha, Bélgica, Reino Unido e Turquia), com amostras representativas das populações nacionais (pelo menos 600 pessoas por país), num total de 4.830 pessoas questionadas pela Internet.

 

 

OPEL EM GENEBRA

 

A Opel no Salão Internacional de Genebra 2014 - Resumo
Dois ADAM, um Astra superdesportivo e um motor 1.0 Turbo
- quatro estreias mundiais da Opel no Salão de Genebra

 


 

JAGUAR CONFIRMA BERLINDA

 

JAGUAR CONFIRMA QUE A SUA FUTURA BERLINA DESPORTIVA COMPACTA SE IRÁ CHAMAR XE E IRÁ ESTREAR A AVANÇADA PLATAFORMA MONOBLOCO EM ALUMÍNIO E A NOVA FAMÍLIA DE MOTORES `INGENIUM´

 

jaguar land_rover_rgb_logoJAGUAR XE_engine_image_040314_05JAGUAR XE_image_040314_01JAGUAR XE_monocoque_biw_image_040314_02Jagua XE_EMC_002

  • Jaguar confirma o nome XE para a sua nova berlina desportiva compacta.
  • O Jaguar XE será o primeiro modelo da Jaguar construído sobre a plataforma Da7 apresentada durante o passado Salão Automóvel de Frankfurt no protótipo C-X17.
  • Será a primeira berlina do seu segmento a integrar um chassis monobloco produzido integralmente em alumínio, o que o tornará no modelo mais avançado, eficiente e requintado do segmento.
  • O Jaguar XE será o primeiro a incorporar a nova família de motores diesel e gasolina de quatro cilindros e dois litros de cilindrada de elevada performance e eficiência, denominada Ingenium.
  • Estes motores serão produzidos nas novas instalações do Engine Manufacturing Centre, em Wolverhampton.
  • 2 por quilómetro.

 

A Jaguar confirmou hoje a produção da sua nova berlina desportiva compacta denominada XE.

Ralph Speth, Chief Executive Officer Jaguar Land Rover, confirmou esta informação durante a jornada inaugural do Salão Internacional Automóvel de Genebra: “Há algumas semanas anunciámos que o nosso novo centro de produção de motores, Engine Manufacturing Centre, iria produzir uma nova família de motores de quatro cilindros, de construção leve, prestações elevadas e eficiência exemplar. O primeiro destes novos motores Ingenium irá impulsionar a nossa nova berlina desportiva compacta, que ser irá chamar XE e cuja produção será iniciada no final deste ano”.

O Jaguar XE será o primeiro modelo de produção construído sobre a avançada plataforma em alumínio Da7 revelada com o protótipo C-X17 no Salão Automóvel de Frankfurt 2013. As primeiras unidades deste novo Jaguar irão chegar em 2015 e será o primeiro modelo do seu segmento a incorporar um chassis monobloco produzido integralmente em alumínio.
A utilização extensiva deste material proporciona uma combinação de peso reduzido e rigidez que se reflete diretamente no comportamento, performance e eficiência do futuro XE. Os novos motores Ingenium e o avançado chassis em alumínio são o complemento perfeito.

A nova família de motores Ingenium irá disponibilizar uma gama completa de potências, indo ao encontro de todos os requisitos, combinando performance elevada com as mais recentes inovações em termos de eficiência sem sacrificar o prazer de condução.

A família de motores Ingenium disponibiliza uma flexibilidade inédita na Jaguar Land Rover.
O seu design avançado irá permitir a sua utilização tanto em posição longitudinal como transversal e permitirá direcionar a potência tanto para o eixo traseiro como para as quatro rodas. A combinação de performance e eficiência permitirá aos motores Ingenium disponibilizar prestações de até 300 km/h e emissões inferiores a 100 gramas de CO2 por quilómetro.

Kevin Stride, Vehicle Line Director, declarou: "O desenvolvimento do XE centrou-se em proporcionar aos nossos clientes a berlina mais avançada, eficiente e requintada do seu segmento. Estamos muito orgulhosos com os nossos progressos até agora e esperamos poder demonstrar em breve o que conseguimos”.

Ian Callum, Director of Design, comentou: “O novo XE tem todos os atributos que distinguem um Jaguar da última geração, mais compacto em termos de dimensões mas mantém o design de grande impacto. Os nossos clientes têm grandes expectativas para este modelo. Não podemos esquecer que estamos a desenhar um Jaguar e que deve ser tão atraente como apaixonante de conduzir, tão brilhante num circuito como prático no dia-a-dia. Isto foi exatamente o que conseguimos com o novo Jaguar XE.”

O nome escolhido para o novo XE continua a progressão lógica da denominação das berlinas XF e XJ da Jaguar. As especificações técnicas completas e os detalhes da gama serão comunicados brevemente. A chegada do XE ao mercado está prevista para meados de 2015. 

 

OPEL NO SALÃO DE GENEBRA

 

A Opel no Salão Internacional de Genebra 2014


Opel e OnStar: o próximo nível em conectividade de veículos


 

A SEAT EM GENEBRA

 

A SEAT apresenta o “CUPRA Performance Pack” no Salão Automóvel de Genebra


O Leon CUPRA estabelece um novo recorde no circuito
de Nürburgring

 


/ Circuito de Nordschleife em apenas 7:58 minutos, um novo recorde para automóveis
de série com tração dianteira
/ Trabalho desenvolvido em Nürburgring aplicado à produção em série
/ A marca espanhola também apresenta o Leon Cup Racer, o automóvel que estará em
destaque na Leon Eurocup
/ O lançamento do Mii by MANGO, uma declaração de estilo e performance
/ A SEAT aumenta as ventas em 2013 (+10.6%)

 


 A SEAT apresentou hoje no Salão Automóvel de Genebra o novo “Leon
CUPRA Performance Pack”, um automóvel que conseguiu um desempenho impressionante em
Nürburgring, a pista de corrida mais exigente do mundo. Percorreu o conhecido troço
Nordschleife em apenas 7:58.4 minutos, batendo o recorde de automóveis de série com tração
dianteira em dez segundos. O minucioso trabalho levado a cabo no circuito alemão tem sido
aplicado pela SEAT no seu modelo de produção em série, mais um dos protagonistas da marca
no Salão de Genebra, que se destaca pelo seu desempenho, design atraente, funcionalidade no
dia a dia e excelente qualidade.
A marca espanhola está presente em Genebra com o novo Leon Cup Racer, o automóvel de
competição desenvolvido e construído pela SEAT Sport, que será a estrela do Leon Eurocup, a
começar em maio. Outro dos protagonistas do stand da SEAT é o novo SEAT Mii by MANGO, um
automóvel citadino que é uma declaração de estilo e performance, criado em colaboração com a
marca de moda MANGO, presente em 104 países em todo o mundo.
A SEAT está atualmente a demonstrar uma excelente performance ao nível das suas vendas. Com
355.000 unidades vendidas em todo o mundo, o fabricante espanhol alcançou em 2013 um
aumento de 10,6%, enquanto o mercado europeu encolheu 1,8%. Na Alemanha, por exemplo, a
SEAT tem crescido mais de 22% e está entre as 10 marcas mais vendidas, com uma quota de
mercado de 2,8%. Por outro lado, no Reino Unido a SEAT aumentou cerca de 17,0% e em
Espanha perto de 8%. Em Portugal a SEAT cresceu 48,6 %. A nova família Leon tem
inequivocamente contribuído para o sucesso de vendas, com mais de 102.000 unidades
vendidas em 2013, mais 44% que no ano anterior.
“A SEAT está a viver um impulso comercial positivo. A nova família Leon está a ter um contributo
chave neste crescimento e está prestes a tornar-se no segundo pilar da marca, juntamente com a
família Ibiza. Esperamos manter este sucesso com a nova Leon ST lançada nos últimos meses. A
primeira reação dos clientes tem sido muito positiva, com mais de 20. 000 encomendas à fábrica
desde o seu lançamento. Atravessamos uma fase de crescimento e prevemos manter esta
trajetória em 2014”, afirma Jürgen Stackmann, Presidente da SEAT. “A SEAT é uma marca com
espírito jovem ‘made in Barcelona’. Este espírito define-se em duas dimensões: design e
dinamismo. O novo Leon CUPRA é a nossa última expressão da fórmula de sucesso Leon. É o
automóvel mais rápido e potente da nossa história e, ao mesmo tempo, um confortável
automóvel familiar. O CUPRA é o nosso novo ícone.
O novo Leon CUPRA reúne tecnologia de última geração e design atraente combinados com uma
eficiência impressionante e uma funcionalidade perfeita para o dia a dia. O CUPRA representa os
valores da marca SEAT da melhor forma possível. Com uma potência máxima de 280 CV, o novo
CUPRA não é apenas o modelo de topo da família Leon, é também o automóvel de série mais
potente até hoje fabricado pela marca. E o mais rápido! A caixa de velocidades e o chassis
do Leon CUPRA asseguram uma precisão única e um grande prazer de condução. Com o seu
vasto equipamento e excelente qualidade, o novo CUPRA oferece uma excecional relação
qualidade/preço. O novo ícone desportivo da gama SEAT está disponível pela primeira vez com
carroçaria 5 portas e SC.
Impressionante recorde em Nürburgring
O novo SEAT Leon CUPRA tem demonstrado o seu carácter desportivo com um impressionante
recorde no circuito mais exigente do mundo. O tempo alcançado (7:58:4 minutos) foi possível
graças à precisão tecnológica do Leon CUPRA, equipado com o opcional Performance Pack que
inclui um sistema de travões Brembo de alta performance, jantes de liga leve de 19 polegadas de
design especial, bem como a possibilidade de escolher os pneus desportivos Michelin Pilot
Sport Cup 2.
Ao nível de prestações, a velocidade média foi 155 km/h e a velocidade máxima alcançada foi de
242 km/h na secção Tiergarten do circuito. A pista esteve seca, com uma temperatura ambiente
de 10 ° C e com o alcatrão a 8 ° C. É claro que semelhante recorde só é conseguido com um
automóvel excecional, mas também graças a um piloto à altura da situação. Sentado ao volante
do Leon CUPRA 280 esteve o espanhol Jordi Gené, piloto oficial da SEAT entre 2003 e 2010 no
World Touring Car Championship (WTCC), entre outras competições. Também fez parte da equipa
de desenvolvimento do Leon CUPRA em Nürburgring.
Leon Cup Racer, garantia de emoção na competição
O novo Leon CUPRA constitui também a base para o impressionante automóvel de competição
apresentado pela SEAT no Salão Automóvel de Genebra. Trata-se do novo Leon Cup Racer que já
está pronto para a sua primeira temporada nos circuitos europeus. Com 330 CV, fará a sua
estreia no próximo mês de maio, com o início do novo campeonato monomarca, o SEAT Leon
Eurocup, que se realizará em seis fins de semana em seis países europeus com atrativos prémios
para os vencedores.
Mii by MANGO, um automóvel citadino cheio de estilo
O Mii by MANGO é uma edição especial criada a partir da colaboração dos designers da SEAT e
da MANGO, a marca espanhola de moda de renome mundial. Um automóvel que marca posição
em termos de estilo, ao adicionar um conceito de design inovador às vantagens de um citadino.
O novo Mii by MANGO tem uma série de características que o diferencia da versão original, como
por exemplo, as cores exclusivas como o Bege Glam e o Preto, bem como o seu atraente design
interior, onde o destaque está nos estofos Alcântara dos bancos dianteiros e traseiros.
Esta nova versão estará disponível na versão de 3 e 5 portas, com os acabamentos Style,
contando ainda como um variado equipamento como o ESC, ABS, airbag frontal e lateral para o
condutor e para o passageiro, airbags para cabeça e tórax, desativação do airbag do passageiro,
pontos de fixação Isofix com Top Tether nos dois bancos traseiros, ar condicionado, rádio
CD/MP3 + Aux-in, sistema Hill hold, fecho centralizado com comando à distância, tomada de 12V
na consola central e vidros elétricos dianteiros, entre outros.
A SEAT é a única empresa do setor automóvel com capacidade para desenhar, desenvolver, fabricar e
comercializar automóveis em Espanha. Integrada no Grupo Volkswagen, a multinacional, com sede central
em Martorell (Barcelona), exporta cerca de 80% da sua produção e está presente em mais 75 países. Em
2013, a SEAT vendeu no mundo, 355.000 unidades.
O grupo SEAT conta com 14.000 profissionais e tem três centros de produção: Zona Franca, El Prat de
Llobregat e Martorelll (Barcelona), onde são fabricados, entre outros, os famosos modelos Ibiza e Leon. A
fábrica do Grupo Volkswagen em Palmela (Portugal) produz o SEAT Alhambra, a fábrica de Bratislava
(Eslováquia) o novo SEAT Mii e a fábrica de Mladá Boleslav (República Checa) o novo SEAT Toledo, todas
elas fábricas do Grupo Volkswagen.
A multinacional espanhola conta também com um Centro Técnico que se configura como um hub de
conhecimento e que acolhe mais de 1000 engenheiros, com o objetivo de impulsionar a inovação do
investidor industrial número um em I+D+i de Espanha. De acordo com o seu compromisso com o meioambiente,
a SEAT desenvolve a sua atividade principal segundo critérios de sustentabilidade para a
redução de CO2, eficiência energética, assim como reciclagem e reutilização de recursos.

 

O CARRO MAIS POTENTE DO MERCADO

O CARRO MAIS POTENTE DO MERCADO

 

O Bugatty Veyron, foi arredado da primeira posição do carro de série mais rápido do mundo, e assim o novo lider dá-se pelo nome de Hennessey Venon GT, que é uma empresa americana que elabourou este "brinquedo", com base num Lotus Elise.Só que as diferenças, acabam por ser muitas.

 

Assim o Hennessey Venon GT atinge uma velocidade de 435 km/h, está equipado cum um motor biturbo de sete litros com "apenas" 1244 cavalos de potência.

 

Nos planos da empresa está a construção de vinte e novo exemplares, dos quais onze já estão vendidos.De referir que cada "carrinho" custa "apenas " um milhão de dólares....HEN1HEN2HEN3

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

NOVIDADES DE GENEBRA

 

 

Eis algumas das novidades, que estão a ser apresentados esta semana no salão de Genebra.gen40gen41gen42gen50gen51gen52gen100gen101gen103gen104gen105gen106gen107gen108gen109gen110gen111gen114gen115gen116gen116gen117gen118gen119gen120gen121gen122gen150gen151gen152gen153gen154gen155novegen3novgen1novgen2novgen4novgen5novgen6novgen7novgen8novgen9novgen10novgen11novgen15novgen16novgen17novgen19novgen50

 

JAGUAR NO SALÃO DE GENEBRA

 

JAGUAR LAND ROVER – INFORMAÇÃO À IMPRENSA

SALÃO INTERNACIONAL DO AUTOMÓVEL DE GENEBRA

 

 

 

 

A Jaguar Land Rover irá apresentar os seus novos modelos, tecnologia e inovações este ano no Salão Internacional Automóvel de Genebra.

 

 

JAGUAR LAND ROVER

  • A Jaguar Land Rover confirmará o nome da nova família de motores leves e eficientes que serão utilizados nos veículos mais avançados, eficientes e requintados do seu segmento.
  • A nova família de motores será produzida na fábrica de motores nas West Midlands.
    O investimento aproximado da Jaguar Land Rover neste centro ascende a 500 milhões de libras (607 milhões de euros).
  • A fábrica irá contratar 1.400 pessoas e tornar-se-á um motor de crescimento económico de alta tecnologia no centro de produção das West Midlands.
  • Através do investimento constante da Jaguar Land Rover na produção no Reino Unido, a indústria britânica está ter o maior impulso da década.

 

JAGUAR

  • A Jaguar irá divulgar mais informação sobre a nova berlina premium do segmento C/D na conferência de imprensa.
  • A Jaguar celebra o seu quarto ano de colaboração com o Team Sky. A parceria de patrocínio de sucesso baseia-se nos valores partilhados de performance, inovação e tecnologia.
  • A gama Jaguar XF 15MY será apresentada no Salão Internacional Automóvel de Genebra.
  • Da eficiência sem compromissos à performance mais explosiva, a gama Jaguar XF 15MY satisfaz todas as exigências sem descurar o luxo, o requinte e a versatilidade característicos da marca.
  • O Jaguar XFR-S Sportbrake é o primeiro modelo familiar à juntar-se à família de modelos de altas performance R-S com uma potência de 550 CV e 680 Nm de binário. Esta versão não estará disponível em Portugal.
  • O novo Jaguar XF R-Sport é o primeiro modelo da Jaguar em estrear a denominação R-Sport na companhia.

 

LAND ROVER

  • A Land Rover celebra 25 anos do seu modelo Discovery.
  • A Land Rover reuniu quatro dos mais famosos exploradores de todo o mundo para formar o ‘Discovery Adventure Challenge’. Sir Ranulph Fiennes, Hannah White, Kenton Cool e Eric Loizeau, foram mentores dos jovens aventureiros que competiram durante 24 horas de duras provas para se tornarem o `Next Generation Explorer´ da Land Rover. A vencedora foi a jovem britânica Alex Woodford, de 22 anos.
  • A Land Rover introduz a versão Autobiography na gama Range Rover Evoque.
  • O nível de acabamento Autobiography Dynamic incorpora exclusivamente uma versão do motor Si4 que desenvolve 285 CV e um chassis otimizado para proporcionar um comportamento superior.

 

jaguar land_rover_rgb_logo

 

HONDA REORGANIZA-SE NA PENINSULA IBÉRICA

 

HONDA REORGANIZA AS SUAS ESTRUTURAS EM PORTUGAL E ESPANHA

 


A comercialização e distribuição de motos e automóveis passam a integrar a mesma estrutura organizativa.
A partir do dia 1 de Abril de 2014 a Honda Motor Europe Limited reorganizará as estruturas das suas sucursais na península, respectivamente com a Honda Motor Europe Portugal e a Honda Motor Europe Espanha. Ambas serão responsáveis, em cada mercado, pela importação, distribuição, serviços de venda e pós-venda dos veículos automóveis e motos.
Com esta mudança organizativa, a actual sucursal da Honda Motor Europe Espanha passa a incorporar a empresa Montesa Honda, Divisão comercial de Motos em Espanha.
Relativamente à actividade industrial da actual fábrica da Montesa Honda, responsável pela produção de motos de trial e pela produção de componentes para automóveis, motos e produtos força da Honda, tudo continuará como até agora, tendo sido nomeado como Presidente o Sr. Sakamoto, actual Director Geral de Produção
Marc Serruya, actual Presidente da Honda Motor Europe Espanha, assumirá também a presidência da Honda Motor Europe Portugal. Na área comercial, Roger Solergibert ocupará o cargo de Director da Divisão Automóvel, para Espanha e Portugal, enquanto nas motos Eduardo Bigas será o Director da Divisão para Espanha e José Correia Luís o Director da Divisão de Motos para Portugal. A Divisão de Back Office, será dirigida, em Espanha e Portugal, por Yolanda Garzón.
Marc Serruya
Esta reestruturação coincide também com a nomeação de Toshiaki Mikoshiba, actual Presidente da Guangqi Honda Automobile, como novo Presidente e Chefe Executivo das Operações da Honda Motor Europe, em substituição de Manabu Nishimae.
O objectivo destas alterações é ganhar mais eficiência operacional e optimizar as estruturas das sucursais da Honda na Península, procurando aproveitar também novas sinergias a nível de mercado. Deste modo, a empresa procura preparar-se da melhor forma para os desafios futuros, optimizando ao máximo as operações de produção, vendas, comunicação e serviço ao cliente.
Importa ainda referir que estas alterações não afectarão a actual rede de concessionários da península já que continuarão da mesma forma a representar as actuais linhas de negócio.

 

GALP É NOTICIA

 

Galp Energia - Capital Markets Day 2014


“Um operador integrado de energia com foco em exploração e produção”


A Galp Energia apresenta hoje em Londres, no âmbito do seu Capital Markets Day 2014, a atualização da sua estratégia, focando-se essencialmente nas suas atividades de upstream e, em particular, nos projetos de desenvolvimento da Empresa no pré-sal da bacia de Santos, no Brasil, incluindo o projeto Lula/Iracema, e na bacia do Rovuma, em Moçambique.
O portefólio de projetos de upstream da Empresa inclui projetos em diferentes estágios de desenvolvimento. Os projetos em operação e/ou sancionados em operação incluem o projeto Lula/Iracema, na bacia de Santos, e os campos BBLT e Tômbua-Lândana em Angola. Os projetos pré-sancionados incluem outros projetos no Brasil, nomeadamente os campos Iara, Júpiter e Carcará, o projeto de GNL em Moçambique, e o Bloco 32 em Angola.
Adicionalmente será apresentada uma atualização das perspetivas financeiras da Empresa, considerando o forte crescimento do segmento de upstream e a estabilidade dos segmentos de negócio de downstream e gás, a par da rigorosa disciplina financeira seguida pela Empresa.
Informação material:


 A Galp Energia antecipa uma taxa anual média de crescimento (CAGR) de produção de cerca de 40% entre 2013 e 2020, através do desenvolvimento dos seus projetos sancionados e pré-sancionados;
 Até 2020, a Empresa espera instalar 14 FPSO adicionais, no Brasil e em Angola, e iniciar o projeto de GNL em Moçambique;
 A execução do projeto Lula/Iracema decorre de acordo com o planeado, em linha com o prazo e custo previstos, estando já contratado todo o equipamento crítico;
 Atividades de avaliação conduzidas de forma intensiva com o objetivo de acelerar o arranque dos projetos pré-sancionados no pré-sal da bacia de Santos, no Brasil, e em Moçambique, e também de incrementar o número de FPSO alocados a estes projetos;
 A campanha de exploração em 2013 atingiu o objetivo, anunciado há um ano atrás, de adicionar cerca de 300 mboe à base de recursos contingentes;
 O calendário de perfuração para 2014 inclui sete a nove poços de exploração e avaliação, incluindo um poço de exploração a ser perfurado no prospeto de petróleo Trident, em Marrocos;
 O total de reservas 3P e recursos contingentes 3C aumentou em 2013 para 4.630 mboe, influenciado pelas descobertas no Brasil e Moçambique; já a base de reservas 2P e recursos contingentes 2C aumentou para 2.432 mboe;

 No segmento de downstream, pretende-se aumentar a geração de cash flow, nomeadamente através de uma maior e melhor integração das atividades de refinação e distribuição, do aumento da eficiência energética e da redução do capital empregue naquelas atividades;
 No negócio de Gas & Power, o principal objetivo é continuar a aproveitar as oportunidades de trading de GNL, bem como manter uma base de consumo relevante de gás natural na Península Ibérica, em paralelo com fontes de aprovisionamento flexíveis de gás natural e GNL;
 Investimento médio anual estimado em cerca de €1,5 bn - €1,7 bn no período de 2014-2018, alocado sobretudo ao segmento de upstream, nomeadamente ao projeto Lula/Iracema e a Moçambique. Para 2014, o investimento é estimado em €1,3 bn - €1,5 bn;
 O Ebitda deverá apresentar uma taxa anual média de crescimento (CAGR) acima de 25%, no período de 2013-2018, fomentado principalmente pelo segmento de upstream. Para 2014, o Ebitda é estimado em €1,1 bn - €1,3 bn;
 Compromisso com uma estrutura de capital sólida, com o rácio de dívida líquida sobre Ebitda a ascender a cerca de 2x em 2015, descendo rapidamente a partir de 2017;
 É expectável um aumento do ROACE, de 5% em 2013 para mais de 15% no início da próxima década, e também a duplicação do capital empregue, na sequência do investimento planeado no segmento de upstream;
 Pagamento de um dividendo de €0,288 por ação relativamente ao ano fiscal de 2013, em linha com a política de pagamento de dividendos.

 

 

 

Informação sobre a estratégia
A Galp Energia está focada no segmento de negócio upstream, o que lhe permitirá beneficiar do contexto favorável esperado para o mercado de petróleo e gás natural a nível mundial. Com efeito, o negócio de upstream deverá ser o principal impulsionador do crescimento rentável e da geração de cash flow futuros, suportados numa estratégia financeira disciplinada e em atividades de downstream e gás estáveis, as quais são geradoras de cash flow positivo. Adicionalmente, a Galp Energia continua a conduzir uma gestão ativa do seu portefólio, o que deverá ser encarado como uma fonte de financiamento adicional.
O crescimento relevante de produção, com uma taxa média anual esperada de 40% entre 2013 e 2020, será suportado por um conjunto de projetos sancionados e pré-sancionados de classe mundial, estando prevista até 2020 a instalação de 14 FPSO adicionais, no Brasil e em Angola, e o início do projeto de GNL em Moçambique. Estes projetos representam uma capacidade instalada total, para a Galp Energia, de cerca de 350 kboepd.
A Empresa, como não-operadora naqueles projetos, considera crucial manter parcerias sólidas com empresas experientes, capitalizar no know-how interno e beneficiar da transferência de tecnologia de outros grandes projetos em que participa. Adicionalmente, o foco na gestão de risco, incluindo a adoção de medidas de contingência e uma estratégia contratual competitiva são fundamentais para garantir a execução dos projetos dentro do prazo e do custo previstos.
A Galp Energia está empenhada na execução de atividades de avaliação nos seus projetos, de forma a acelerar o início de produção comercial em áreas como o Iara, o Júpiter e o Carcará, no pré-sal da bacia de Santos, e em Moçambique, bem como aumentar a capacidade de produção a alocar a estes projetos. Adicionalmente, a Empresa conduz estudos para otimizar os planos de desenvolvimento, nomeadamente sobre técnicas EOR e sobre separação de fluidos ao nível do leito do mar, entre outros.
A Galp Energia está comprometida com o seu objetivo de adicionar entre 100 mboe a 200 mboe de recursos por ano, embora sujeitos à geração de free cash flow, o que se traduzirá num abrandamento das atividades de exploração até que este se torne positivo, o que se espera que ocorra durante o ano de 2017. Esta decisão está em linha com o foco da Empresa na execução dos projetos de desenvolvimento e na condução de uma estratégia financeira disciplinada.
No segmento de downstream, e atendendo ao contexto difícil na indústria de refinação a nível europeu, a Galp Energia está focada no aumento da geração de cash flow, nomeadamente através da melhor e maior integração das atividades de refinação e de distribuição, do aumento da eficiência energética e da redução do capital empregue nestas atividades.
No negócio de Gas & Power, a Galp Energia prosseguirá os seus esforços para sustentar a atividade de supply e trading de GNL no longo prazo, aproveitando oportunidades de trading de GNL no mercado internacional, e mantendo uma base de consumo relevante de gás natural na Península Ibérica, assentes em fontes flexíveis e diversificadas de fornecimento de gás natural e de GNL.
A Galp Energia espera que o seu ROACE aumente de 5% em 2013 para mais de 15% no início da próxima década, no seguimento do desenvolvimento dos seus projetos de upstream, sancionados e pré-sancionados, e também a duplicação do capital empregue.
Informação à comunicação social
Galp Energia, SGPS, S.A. + Sociedade Aberta + Sede: Rua Tomás da Fonseca Torre C, 1600-209 Lisboa
Capital Social: 829.250.635 Euros + Matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa + Pessoa Coletiva 504 499 777
Londres, 4 de março de 2014
Na execução da sua estratégia, a Galp Energia promove práticas responsáveis e sustentáveis, particularmente aos níveis da saúde, segurança e ambiente. Adicionalmente, a Empresa mantém a aposta no desenvolvimento do seu capital humano, nomeadamente para o segmento de negócio de upstream.
A Galp Energia está também a conduzir um processo de reorganização do seu centro corporativo e de simplificação da estrutura organizacional, de forma a adaptá-la ao processo transformacional da Empresa, e de alinhamento da estrutura legal com a de negócio, que deverão resultar em maior flexibilidade, responsabilização e promoção do crescimento rentável de cada negócio.
Informação sobre projetos de E&P:
No bloco BM-S-11, no pré-sal da bacia de Santos, no Brasil, o projeto Lula/Iracema está a ser executado de acordo com o plano, com duas FPSO atualmente a operar. A FPSO #1, Cidade Angra dos Reis, operou em 2013 a uma capacidade de 90% com custos técnicos abaixo de $15/boe, tal como esperado. A FPSO #2, Cidade Paraty, na área Lula NE, produziu cerca de 30 kbopd em 2013, desde o início da produção através de um poço produtor, sendo esperado que atinja a capacidade total no 4T14, altura em que a FPSO #3, Cidade Mangaratiba, deverá iniciar a produção na área Iracema Sul.
Os trabalhos de construção das FPSO estão a prosseguir de acordo com o planeado, de forma a que no período entre 2014 e 2017, oito FPSO adicionais iniciem a produção no campo Lula/Iracema. A FPSO #3 já se encontra no Brasil para a instalação dos topsides e atingiu uma taxa de execução, no final de janeiro de 2014, de 85%. É expectável que as restantes sete FPSO, que se encontram a ser convertidas na China ou a serem construídas no Brasil, entrem em operação nas respetivas áreas entre o 4T15 e o 1S17.
Adicionalmente, a Galp Energia e seus parceiros já contrataram todo o equipamento crítico, a vários fornecedores locais e internacionais, e continuam a trabalhar nas rotas adicionais de exportação de gás natural, nomeadamente o gasoduto de Cabiúnas, o qual está a progredir de forma a iniciar operações em 2015.
No contexto de execução do projeto, é importante destacar os esforços para reduzir o período de ramp up das próximas FPSO, dos atuais 18 meses para 12 meses. Para este objetivo destaca-se a perfuração de poços de desenvolvimento antes da instalação das FPSO e a otimização do equipamento submarino, entre outros. Adicionalmente, a Galp Energia e seus parceiros continuam a trabalhar com o objetivo de diminuir o período médio de perfuração e completação para 125 dias, dos atuais 170 dias (incluindo a mobilização da sonda).
No campo Iara, ainda no bloco BM-S-11, o consórcio conduziu uma atividade intensiva de avaliação durante 2013, de forma a melhor definir o plano de desenvolvimento da área, dada a heterogeneidade do reservatório, o qual é composto por diferentes estruturas que apresentam níveis diferentes de porosidade e permeabilidade. Em relação às atividades de avaliação, deve ser destacado que o DST no poço Iara Oeste 2 revelou uma excelente produtividade, enquanto que o DST realizado no poço Iara High Angle (HA) foi abaixo das expectativas. Não obstante, o sucesso da perfuração do primeiro poço horizontal, Iara HA, é considerado um resultado positivo.
É importante mencionar que o projeto de Iara poderá ser positivamente impactado pela potencial unitização com a área Iara Entorno, onde uma FPSO está já contratada pelo operador da área, a Petrobras. A Galp Energia e seu parceiro esperam iniciar um EWT no 2T14, com a submissão da Declaração de Comercialidade planeada para o final de 2014, de forma a que a produção se inicie de acordo com o plano, em 2017, estando já duas FPSO contratadas, e com potencial para a alocação de FPSO adicionais.
Informação à comunicação social
Galp Energia, SGPS, S.A. + Sociedade Aberta + Sede: Rua Tomás da Fonseca Torre C, 1600-209 Lisboa
Capital Social: 829.250.635 Euros + Matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa + Pessoa Coletiva 504 499 777
Londres, 4 de março de 2014
No bloco BM-S-8, o poço Carcará, perfurado no final de 2012, revelou uma das rochas com melhor qualidade identificada no pré-sal da bacia de Santos. O poço Carcará Extensão será perfurado no 4T14, seguido por um DST, cujos resultados serão essenciais para testar a produtividade e o potencial de recursos nos flancos do reservatório. Dada a alta pressão apresentada pelo reservatório, o consórcio já identificou equipamentos específicos para este nível de pressões, tais como MPD e árvores de Natal adaptadas à realização do EWT, o qual é esperado para 2015. Ainda neste bloco, o poço de exploração previsto no prospeto Guanxuma em 2015, poderá oferecer upside para o bloco. O início da produção é esperado para 2018 com uma FPSO.
No bloco BM-S-24 no pré-sal da bacia de Santos, a perfuração do mais recente poço de exploração, Bracuhy, confirmou a continuidade do reservatório com a área de Júpiter e reforçou os volumes de óleo a serem desenvolvidos. Durante 2014, a Galp Energia espera realizar uma campanha intensiva de avaliação e planeia perfurar dois poços de avaliação e a realização de dois DST. Os resultados desta campanha de avaliação serão úteis para definir o projeto de desenvolvimento. Atualmente, o cenário base está focado no desenvolvimento do óleo, embora estejam a decorrer estudos relativamente à produção dos condensados e à reinjeção de gás com CO2. É esperado que a produção se inicie em 2019 com uma FPSO, com potencial para a alocação de FPSO adicionais.
Em Moçambique, no projeto de gás natural na Área 4 na bacia do Rovuma, a campanha de avaliação da estrutura de Mamba/Coral foi completada durante 2013 e confirmou o potencial de GIIP de mais de 80 tcf. O poço de exploração Agulha, perfurado em 2013 no sul da área, identificou cerca de 7 tcf de GIIP adicionais e identificou um novo play no intervalo Cretáceo. De forma a avaliar este novo play, o consórcio planeia perfurar, em 2014, um poço de avaliação no complexo Agulha e um poço de exploração no prospeto Querimbas Este, com potencial para um poço de exploração adicional, dependendo dos resultados.
Relativamente ao plano de desenvolvimento em Moçambique, a Galp Energia e seus parceiros estão atualmente a proceder à definição da fase inicial do projeto, que compreende o desenvolvimento de 10 mtpa a 15 mtpa. Enquanto o projeto onshore de GNL está a ser planeado em coordenação com o consórcio da Área 1, de forma a otimizar as instalações e infraestruturas comuns, a opção de unidades FLNG está também em maturação. O consórcio está atualmente a trabalhar nas etapas chave em direção ao FID. É expectável que a primeira produção de GNL ocorra em 2019.
Em Angola, a Galp Energia está focada no desenvolvimento de novos campos, que deverão compensar o declínio dos campos atualmente em produção no Bloco 14. Neste sentido, destaca-se o início da produção em novos campos naquele bloco, nomeadamente nos campos Malange e Lucapa, em que é expectável que a produção seja iniciada em 2018 e 2020, respetivamente. No Bloco 14K, o campo Lianzi deverá iniciar a produção em 2015, enquanto no Bloco 32, onde o FID está iminente, são esperadas duas FPSO no campo Kaombo, uma em 2017 e outra em 2018.
No que respeita à atividade de exploração, a campanha em 2013 adicionou cerca de 300 mboe a recursos contingentes, em linha com o objetivo anunciado há um ano atrás, correspondendo a uma taxa de sucesso comercial de 38% e um custo de descoberta de cerca de $1,1/boe.
Em Potiguar, onde o poço Pitú revelou as primeiras acumulações de petróleo e gás em águas profundas, está atualmente a ser realizado um DST. Na Namíbia, um dos três poços de exploração perfurados no país, o Wingat, provou o potencial de petróleo na bacia de Walvis e estão atualmente vários prospetos a ser maturados na bacia.

Em 2014 a Galp Energia espera perfurar sete a nove poços de exploração e avaliação, incluindo um poço de exploração no prospeto de petróleo Trident, em Marrocos, que tem um potencial de 450 mbbl e uma PoS de 21%. A Galp Energia, operadora da área, prevê a perfuração do poço no 2T14, em linha com o planeado.
Informação sobre reservas e recursos
O total das reservas 3P e dos recursos contingentes 3C aumentou 585 mboe em 2013, para 4.630 mboe, influenciado pelas descobertas no Brasil e em Moçambique. Já a base de reservas 2P e recursos contingentes 2C aumentou 9% em 2013, para 2.432 mboe. Esta base de recursos é constituída maioritariamente pelo projeto Lula/Iracema, por outros projetos no pré-sal da bacia de Santos no Brasil, nomeadamente os campos Iara, Júpiter e Carcará, e pelo projeto na bacia do Rovuma em Moçambique, estando a Galp Energia empenhada no seu desenvolvimento.
Os recursos de exploração (mean estimate unrisked) desceram 22% em 2013 para 2.495 mboe, devido ao sucesso das atividades de exploração no Brasil e em Moçambique e ao insucesso comercial da campanha de exploração na Namíbia.
Informação sobre as perspetivas financeiras
A Galp Energia considera fundamental prosseguir uma política financeira disciplinada para manter a robustez financeira na execução da estratégia delineada.
A Galp Energia estima um investimento anual de cerca de €1,5 bn - €1,7 bn para o período de 2014-2018, do qual cerca de 90% será canalizado para o segmento de negócio de upstream, nomeadamente para as atividades de desenvolvimento nos projetos sancionados e pré-sancionados, sobretudo no pré-sal da bacia de Santos no Brasil e na bacia do Rovuma em Moçambique. Para 2014, a Empresa estima um investimento de €1,3 bn - €1,5 bn.
É esperado que o Ebitda apresente uma CAGR de mais de 25% no período de 2013-2018, na sequência do desenvolvimento dos projetos sancionados e pré-sancionados identificados. Em 2014, a Galp Energia estima o Ebitda entre €1,1 bn - €1,3 bn.
Assim, é esperado que o free cash flow seja positivo durante o ano de 2017.
A Galp Energia está também comprometida em manter uma posição de liquidez robusta e em garantir fontes de financiamento diversificadas a custos competitivos, continuando a alinhar a maturidade da sua dívida com o perfil de geração de cash flow.
A Empresa está empenhada em manter uma estrutura de capital sólida, sendo expectável que o rácio de dívida líquida sobre Ebitda atinja cerca de 2x em 2015, e que desça rapidamente a partir de 2017.
Em 2014 a Galp Energia planeia pagar um dividendo de €0,288 por ação relativamente ao ano fiscal de 2013, em linha com a política de dividendo.

Apêndice
Pressupostos mid-cycle
1Margem de refinação benchmark = 42,5% margem cracking + 45,0% margem hydrocracking + 5,5% margem aromáticos + 7,0% margem óleos base
Principais dados operacionais e objetivos financeiros para 2014
Reservas e recursos (mboe)1
1Recursos de exploração e recursos contingentes numa base working interest. Reservas numa base net entitlement. Todos os valores baseados no relatório DeGolyer and
MacNaughton de 31.12.2013
2013 2014E 2018E Média 2014-2018
Preço do Brent ($/bbl) 109 ≈ 100 90 94
Margem de refinação benchmark ($/bbl)1 1,2 ≈ 2,4 3,2 2,9
EUR:USD 1,33 1,30 1,30 1,30
2013 2014
25 28 - 30
73 70 - 75
9,9 + 1% to 2% yoy
7,1 5 - 7
1,1 1,1 - 1,3
0,9 1,3 - 1,5
Produção WI (kboepd)
Taxa de uti l i zação de refinação (%)
Vendas de produtos petrol íferos a cl ientes di retos (mton)
Vendas de Gás Natural /GNL (bcm)
Ebi tda (€ bn)
I nve s time nto (€ bn)
Reservas net entitlement
2012 2013 % Chg.
1P 154 178 15%
2P 640 579 (10%)
3P 783 707 (10%)
Recursos contingentes working interest
2012 2013 % Chg.
1C 206 319 55%
2C 1.583 1.853 17%
3C 3.262 3.923 20%
Recursos exploratórios working interest
2012 2013 % Chg.
Unrisked 3.203 2.495 (22%)
Risked 526 342 (35%)

Acrónimos
$ – Dólares americanos
€ – Euro
% - Percentagem
3C – Recursos contingentes
3P – Provadas, prováveis e possíveis
bbl – Barril
bcm – Mil milhões de metros cúbicos
bn – Mil milhões
boe – Barris de petróleo equivalente
CAGR – Taxa de crescimento média anual
CO2 – Dióxido de Carbono
DST – Drill Stem Test (Teste de formação)
Ebitda – Resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações
EOR – Enhanced oil recovery
EWT – Extended well test (Teste de longa duração)
FID – Decisão final de investimento
FLNG – Floating Liquefied Natural Gas
FPSO – Unidade flutuante de produção e descarga
GIIP – Gas initially in place
GNL – Gás natural liquefeito

 

PORSCHE NO SALÃO DE GENEBRA

 

Porsche no Salão Automóvel de Genebra 2014


Estreia mundial: o 919 Hybrid para Le Mans


A Porsche regressa ao grande palco do desporto automóvel. Com o novo 919 Hybrid, o
construtor de veículos desportivos participa com uma vanguardista montra tecnológica sobre
rodas na categoria de topo do Campeonato do Mundo de Endurance (WEC), que também
inclui as 24 Horas de Le Mans. Tanto nas pistas de corrida como no Salão Automóvel de
Genebra, o protótipo LMP1 goza da com panhia do novo Porsche 911 RSR, outra estreia
mundial. Outras estreias constituem os modelos de série Macan S Diesel e o 911 Targa.
Transferência de tecnologia da pista de corrida para a estrada
O desporto automóvel está associado à Porsche como a sequência de números 911. A pri -
meira participação de um desportivo de Zuffenhausen numa corrida de Le Mans remonta
a 1951, pouco tempo depois da fundação da empresa. Desde então que os modelos de
série beneficiaram sempre dos conhecimentos adquiridos na competição. Desenvolvimentos
como a dupla ignição, os travões de disco, a caixa de dupla embraiagem ou o potente
motor híbrido deram primeiro provas nos circuitos fechados, antes de passarem para os
modelos de estrada. É por isso que cada Porsche também tem sempre algo de um carro
de corrida.

 


Em 2014, a Porsche participa, após um interregno de 16 anos, novamente na classe máxima
das provas de resistência. O desenvolvimento do novo Porsche 919 Hybrid começou para
os engenheiros na estaca zero. O novo regulamento do WEC para os carros de corrida LMP1
deixa-lhes uma margem de manobra excepcionalmente grande, colocando, no entanto,
tecnologias auspiciosas, como a hibridização, o downsizing dos motores e a construção de
peso reduzido no centro dos acontecimentos. É dada mais importância a uma eficiência
inteligente no consumo do que à potência bruta: só é competitivo quem é eficiente. A Porsche
há muito que chama a isto “Porsche Intelligent Performance".

 



O 919 Hybrid é carro de corrida mais complexo alguma vez construído pela Porsche.
Beneficia do know-how adquirido pela Porsche com o superdesportivo 918 Spyder e com
as versões hibridizadas do Panamera e Cayenne produzidas em série. Como laboratório
de testes verdadeiramente único, sujeito às pressões de inovação e competitividade sem
igual do desporto automóvel, o LMP1 é de extrema relevância para o desenvolvimento de
futuros veículos desportivos.

 


A Porsche também dá continuidade ao empenho nas classes GT

 


Paralelamente ao projecto LMP1, a Porsche também enfrenta a feroz concorrência nas
classes GTE das competições Le Mans e WEC, participando novamente com uma equipa
GT oficial e dois 911 RSR de 470 CV. O sucessor do bem-sucedido 911 GT3 RSR, com o
qual equipas privadas da Porsche ganharam, desde 2004, inúmeras vitórias e títulos em
campeonatos de endurance internacionais, estreou-se nas corridas no ano passado com
uma vitória dupla nas 24 Horas de Le Mans. O 911 RSR de tracção traseira baseia-se no
911 Carrera, modelo 991 – a sétima geração do icónico desportivo. Distingue-se pela con -
strução de peso reduzido inteligente e uma dinâmica sofisticada. No sentido de o preparar
para a nova temporada, os engenheiros da Porsche introduziram mais melhorias em vários
aspectos.
Porsche 911 Targa: o renascimento moderno de um 911 clássico
Após a sua estreia mundial em Detroit, a Porsche apresenta o novo 911 Targa agora pela
primeira vez ao público europeu no Salão Automóvel de Genebra. Uma característica-chave
da mais recente variante do 911 é o arco Targa fixo. As suas linhas retomam a forma ca -
racterística do modelo original de 1965, incluindo o vidro traseiro envolvente. Tão especta -
cular como o novo design se apresenta, igualmente elegante é a conversão automática do
Targa fechado para o Targa aberto e vice-versa. A capota de tecido desaparece de forma
espectacular de baixo do vidro traseiro, que é levantado e inclinado para trás, juntamente
com a caixa de alojamento da capota. O processo leva apenas 19 segundos em ambos os
sentidos.


A Porsche no Salão Automóvel de Genebra 2014

 


A Porsche propõe a sua nova geração do Targa exclusivamente em combinação com o
sistema de tracção integral. No 911 Targa 4, o motor Boxer de 3,4 litros, com 350 CV
(257 kW), proporciona prazer de condução ao ar livre a velocidades estonteantes. Em com -
binação com a transmissão PDK e o pacote Sport Chrono, acelera em 4,8 segundos dos
0 aos 100 km/h e chega aos 282 km/h. O consumo NEDC situa-se entre os 9,5 e os
8,7 l/100 km (223-204 g/km CO2), dependendo da transmissão. O modelo de topo-degama
é o 911 Targa 4S com 400 CV (294 kW) e 3,8 litros de cilindrada. A sua velocidade
máxima é de 296 km/h e o sprint obrigatório é absolvido em 4,4 segundos com a trans -
missão PDK e o pacote Sport Chrono. O consumo de combustível situa-se entre os 10,0 e
os 9,2 l/100 km (237-214 g/km CO2), dependendo da transmissão.
Macan S Diesel: com um consumo de 6,1 litros e transmissão PDK de série
Outra estrela nos pavilhões da Palexpo de Genebra é o novo Macan. Com o seu quinto
modelo, a Porsche apresenta o primeiro desportivo entre os SUV compactos. No centro
das atenções está o Macan S Diesel, é apresentado pela primeira vez ao público. Este
potente modelo diesel convence pelo seu binário máximo de 580 Nm, 258 CV (190 kW)
e um consumo NEDC médio de 6,3 a 6,1 litros aos 100 quilómetros. Isto corresponde a
emissões de CO2 na ordem dos 164 a 159 gramas por quilómetro. Também este Macan
combina extrema agilidade e elevada precisão de direcção com acelerações animadas e
distâncias de travagem impressionantemente curtas. Acresce o design, que se caracteriza
pelos principais elementos desportivos da Porsche, como a linha do tejadilho semelhante
à do Coupé.
A nova série Macan junta a dinâmica de condução típica de um Porsche ao elevado nível
de conforto e versatilidade no dia-a-dia. Já a gama de motores realça a posição excep cio -
nal deste todo-o-terreno com tracção integral. Tanto o Macan Turbo com 400 CV (294 kW),
debitados pelo potente motor V6 de 3,6 litros, como o Macan S, com dupla sobreali menta -
ção, motor de seis cilindros com 3,0 litros de cilindrada e 340 CV (250 kW), apresentam
valores de potência até aqui desconhecidos neste segmento. O Macan S Diesel assume
neste trio o papel do poderoso corredor de fundo.
A Porsche no Salão Automóvel de Genebra 2014 3
Porsche 919 Hybrid
Pioneiro tecnológico para o
campeonato mundial de automobilismo
Com o 919 Hybrid, desenvolvido de raiz, a Porsche regressa à categoria de topo da clássica
prova de endurance em Le Mans e ao campeonato mundial de automóveis desportivos
WEC. O protótipo LMP1, desenvolvido com o objectivo de eficiência máxima, é o carro de
corrida mais complexo que a Porsche alguma vez construiu. Combinando dois sistemas
distintos de recuperação de energia e um motor turbo submetido ao downsizing, desen -
volve investigação tecnológica de base para futuros modelos de produção em série. Assim,
um dos vencedores com todo este empenho da marca Porsche já está definido: o cliente.
A 20 de Abril, o campeonato mundial de automóveis desportivos WEC (World Endurance
Championship) arranca para uma nova era no circuito britânico de Silverstone. O ponto alto
da temporada acontece em Junho, em Le Mans. O novo regulamento definido para a classe
de topo deste campeonato do mundo define prioridades completamente novas. A partir
de agora, o desempenho desportivo dos protótipos LMP1-H está directamente relacionado
com a sua eficiência energética. Enquanto a quantidade de combustível permitida por volta
caiu cerca de 30% abaixo do nível de consumos do ano anterior, a energia utilizável dos
sistemas híbridos obrigatórios é aumentada drasticamente na corrida. Deste modo, adquirem
cada vez mais importância as tecnologias que também são relevantes para o desenvol vi -
mento dos veículos de produção em série – do ponto de vista da Porsche, um argumento
decisivo para o regresso à primeira liga do desporto automóvel.
Eficiência máxima de todos os elementos como objectivo de desenvolvimento
Os engenheiros da Porsche encararam o desafio do regulamento do WEC com soluções
inovadoras e toda a sua criatividade. O desenvolvimento do Porsche 919 Hybrid começou,
em meados de 2011, literalmente com uma folha em branco. A equipa desenvolvimento
não pôde contar com a vantagem dos seus concorrentes no que respeita ao desenvolvi -
mento de veículos da categoria LMP1, pois acabara de chegar à competição. Em vez disso,
puderam recorrer ao know-how que a Porsche adquiriu com a utilização bem-sucedida do
911 GT3 R Hybrid nas competições, bem como com o superdesportivo 918 Spyder, tam -
bém com sistema de propulsão híbrido.

 



A elevada eficiência do Porsche 919 Hybrid, um veículo altamente complexo do ponto de
vista técnico, é o resultado de um conceito geral bem traçado. Desde o motor de combustão
aos sistemas de recuperação de energia, passando pelo chassis e suspensão, aerodinâ mica
e ergonomia do condutor, a soma de todos os componentes individuais resulta num con -
junto extremamente eficiente, que serve apenas um propósito: obter o máximo desempenho
desportivo dentro dos limites de consumo apertados.
Na escolha do conceito de motorização hibridizada, os regulamentos reformulados do WEC
deixaram praticamente mão livre à equipa de desenvolvimento da Porsche. O sistema de
propulsão do novo carro de competição LMP1 baseia-se num motor a gasolina de quatro
cilindros, tão compacto quanto leve. Graças à sua construção em V, que também oferece
vantagens termodinâmicas, assume funções importantes dentro do chassis. Com 2,0 litros
de cilindrada, injecção directa e sobrealimentação monoturbo, este propulsor a gasolina, que
atinge uma rotação máxima de cerca de 9.000 rpm, é um pioneiro da filosofia do downsizing.
Acrescem dois sistemas de recuperação distintos. Fundamentalmente nova e, logo, espe -
cialmente inovadora é a recuperação da energia térmica dos gases de escape. Isto acontece
por meio de um gerador eléctrico que é accionado pelo fluxo dos gases de escape.
O modo de funcionamento do segundo sistema híbrido já é conhecido do Porsche 918
Spyder. Um gerador no eixo dianteiro aproveita as fases de travagem para converter energia
cinética em energia eléctrica. Esta energia também fica armazenada em modernos conjun -
tos de baterias de iões de lítio refrigerados a água, até o condutor precisar dela. Neste
caso, o gerador dianteiro funciona como um motor eléctrico individual, accionando as duas
rodas dianteiras através de um diferencial nas fases de aceleração. O Porsche 919 Hybrid
dispõe, assim, de tracção integral temporária, uma vez que o motor a gasolina entrega a
sua força ao eixo traseiro.
Propulsor híbrido potente para a classe real dos 8 megajoules
A gestão inteligente desta energia adicional disponível a comando é, por isso, de extrema
importância. O objectivo estratégico dos engenheiros de corrida é naturalmente utilizar a
potência disponível da forma mais eficiente possível. Ou seja, um tempo de volta ideal.
Consoante a situação de trânsito, o traçado do circuito e as condições climáticas, o piloto
dispõe de modos de propulsão automatizados, que têm efeito também na dinâmica de
condução. É neste ponto que são aproveitados os conhecimentos adquiridos pela Porsche
com o 911 GTR3 Hybrid também nas 24 Horas do Nürburgring.
O consumo de gasolina permitido depende directamente da quantidade de energia eléctrica
de que o piloto pode dispor por volta sob a forma do chamado “boost". O regulamento
distingue quatro categorias dos 2 aos 8 megajoules (MJ). A Porsche desenvolveu o 919
Hybrid para a “classe real" com uma capacidade de recuperação de energia de 8 MJ. Isto
pressupõe sistemas de recuperação e armazenamento especialmente potentes, que são
obrigatoriamente maiores e mais pesados. Ao mesmo tempo, um aparelho de medição
do fluxo limita a quantidade de combustível. Exemplo Le Mans: Neste circuito, conduzido
em 75% da sua extensão em aceleração máxima, o motor turbo a gasolina já só dispõe
de 4,64 litros por cada volta de 13,65 quilómetros. Os veículos da classe de 2 MJ dispõem,
por exemplo, de 5,04 litros.


Factores de sucesso: Baixo peso e aerodinâmica eficiente


Tanto no desporto automóvel como nos modelos de produção em série, a Porsche dedica,
desde sempre, grande atenção ao tema da construção de peso reduzido. Isso não é dife -
rente no Porsche 919 Hybrid. Apesar de uma série de novos sistemas tecnológicos, o peso
mínimo do veículo imposto pelo regulamento desce 30 kg em relação ao ano anterior, para
os 870 kg. Uma imposição extremamente ambiciosa. Os especialistas da Porsche aproxi -
mam-se desse valor-alvo através da optimização intensiva até dos mais ínfimos pormenores.
À semelhança dos desportivos de produção em série da marca tradicional, tal também se
aplica ao 919 Hybrid de forma pragmática: consoante a finalidade, é utilizado no local certo
sempre o material certo.
Tal como na Fórmula 1, o chassis do novo Porsche 919 Hybrid consiste num monocoque
de fibra de carbono em construção sandwich. Alia um peso reduzido a um elevado grau
de resistência à torção e de segurança. Oferece assim a base para suspensões multilink
de precisão – uma condição importante para explorar ao máximo o potencial dos pneus
fornecidos pelo parceiro de desenvolvimento Michelin, agora já só com 14” de largura
(anteriormente: 16"), em todas situações.



Segundo o regulamento, o Porsche 919 Hybrid não pode exceder um comprimento de
4.650 mm e uma altura de 1.050 mm; a largura do veículo deve situar-se entre os 1.800 e
os 1.900 mm. A aerodinâmica foi sendo aperfeiçoada desde Fevereiro de 2012 em mais
de 2.000 horas de túnel de vento. Contribui decisivamente para a eficiência geral do carro
de corrida e alia uma reduzida resistência aerodinâmica a uma maior necessidade de refri -
geração do sistema de propulsão híbrido e os valores de força descendente necessários
para elevadas velocidades em curva. A configuração aerodinâmica do Porsche 919 Hybrid
pode ser adaptada às diferentes características dos circuitos.
Seguro e funcional: condições de trabalho ideais para os pilotos
A ergonomia do piloto tem um papel importante, sobretudo nas corridas de resistência
como as 24 Horas de Le Mans. Os especialistas do desporto automóvel da Porsche dão
por isso especial atenção à configuração do cockpit. Graças à posição de assento ligeira -
mente mais elevada no chassis – face às especificações do regulamento LMP1 anterior –
os pilotos têm uma boa visibilidade do que se passa à sua volta durante a corrida. À noite,
os faróis LED de quatro pontos especialmente concebidos para a Porsche oferecem boas
condições de visibilidade. A sua forma marcante é fruto da colaboração com a Style Porsche,
o estúdio de design para os modelos de produção em série. Também aqui é válido o seguinte:
esta moderna tecnologia de luz gerará benefícios para todos os clientes da Porsche.


Contagem decrescente:


Cerca de 200 colaboradores e seis pilotos estão ansiosos pelo início da temporada
Em meados de Maio de 2011, a Porsche tomou a decisão de regressar ao campeonato
mundial de automóveis desportivos e às 24 Horas de Le Mans com uma equipa LMP1 oficial.
Na sequência dessa decisão, o centro de automobilismo em Weissach foi ampliado signifi -
cativamente por edifícios de oficina e administrativos. Hoje participam cerca de 200 cola -
boradores na construção, montagem e competições do Porsche 919 Hybrid. O responsável
geral pelo projecto LMP1 é Fritz Enzinger (57). O responsável máximo pela tecnologia é o
Eng.° Alexander Hitzinger (42). O chefe de equipa é Andreas Seidl (38).

O volante dos dois Porsche 919 Hybrid partilham os pilotos Timo Bernhard (Alemanha, 33),
Romain Dumas (França, 36) e Marc Lieb (Alemanha, 33), já habituais da Porsche e com
experiência nas corridas Le Mans, assim como Brendon Hartley (Nova Zelândia, 24), Neel
Jani (Suíça, 30) e o ex-piloto de Fórmula 1 Mark Webber (Austrália, 37).
O calendário do WEC para o ano 2014 prevê sete corridas de 6 horas e as mundialmente
famosas 24 Horas de Le Mans (14/15 de Junho) como ponto alto da temporada. A partida
é dada no domingo de Páscoa, em Silverstone. Após o circuito de Spa-Francorchamps na
Bélgica (3 de Maio) seguem-se outras corridas do campeonato mundial em Austin (Texas,
20 de Setembro), Japão (Fuji, 12 de Outubro), China (Xangai, 1 de Novembro) e Bahrein
(Sakhir, 15 de Novembro) e no Brasil (São Paulo, 30 de Novembro).

Porsche LMP1: a equipa do 919 Hybrid em relance


A equipa LMP1 em Weissach conta com cerca de 200 colaboradores. É a mistura que faz
a diferença: experiência nas provas de resistência, conhecimentos empresariais e know-how
da F1. O mesmo se aplica à liderança da equipa e aos seis pilotos oficiais.
Fritz Enzinger, Director LMP1 (Áustria, 57)
Este austríaco esteve trinta anos ao serviço da BMW. Nas vitórias no campeonato de tu rismo,
em Le Mans 1999, e nos sucessos alcançados na F1, ele ocupava cargos de responsa bili -
dade. No final de 2011, mudou-se para a Porsche e começou a desenvolver o projecto LMP1.
Edifício, pessoal, veículo – criar tudo de raiz era um desafio irresistível. Há dois objectivos
que o movem. Primeiro, criar estruturas desportivas de topo duradouras para o grupo.
Segundo, alcançar o mais rapidamente possível a 17.° vitória geral para a Porsche em Le
Mans. Os cavalos islandeses são o seu hobby para desacelerar, que partilha com a sua mul -
her e filha.
Alexander Hitzinger, Director Técnico LMP1 (Alemanha, 42)
No final de 2011 virou costas à equipa campeã da F1 para reforçar a equipa da Porsche.
A hipótese de poder continuar a adicionar capítulos à já ampla história do desporto auto -
móvel da marca fascinava-o. Na qualidade de director técnico da equipa LMP1, este bávaro
é responsável pelo desenvolvimento do 919 Hybrid – um veículo de elevada complexidade
com margem para verdadeiras inovações. Este engenheiro conta com uma longa experiência
em diversas categorias de topo do desporto automóvel – ocupou, por exemplo, o cargo
de “Head of F1 Development" no construtor britânico de motores de competição Cosworth
e mais recentemente de “Head of Advanced Technologies" na Red Bull Racing. É casado e
tem dois filhos.



Porsche LMP1: a equipa do 919 Hybrid em relance
Andreas Seidl, Chefe de equipa (Alemanha, 38)
O feedback instantâneo é o que mais fascina este engenheiro no desporto automóvel. Qual -
quer inovação é posta à prova na competição e o banco de ensaios é público. Nada que
afecte este bávaro. O que conta é o resultado. O espírito de equipa e a encenação perfeita
de um fim-de-semana de corridas encantam-no, tanto do ponto de vista técnico como
organizacional. Seidl foi responsável pelas operações de testes e corridas na equipa de
Fórmula 1 da BMW e foi director de corrida quando a empresa regressou ao campeonato
DTM, conquistando o título à primeira. Missão cumprida. Na Porsche, este homem de família
e pai de dois filhos encontrou um novo desafio.
Os pilotos do Porsche 919 Hybrid
Timo Bernhard (Alemanha, 33)
Ele sabe como é ganhar a corrida automóvel mais famosa do mundo. Em 2010 conquistou,
juntamente com Romain Dumas e Mike Rockenfeller, a vitória geral em Le Mans para a Audi.
Agora quer repetir a proeza. “Seria o máximo consegui-lo com a Porsche. Não há palavras
para descrever o entusiasmo pela marca." Bernhard, que iniciou a sua carreira na Porsche
em 1999 como piloto júnior, conquistou sete vitórias gerais em corridas de 24 horas –
cinco vezes no Nürburgring, e uma vez em Le Mans e Daytona. As corridas de endurance
não são a sua única paixão. Em 2013, ganhou na sua Sarre natal uma etapa do campeonato
de rali alemão num 911 GT3.
Romain Dumas (França, 36)
Respira Porsche. Se este suíço por eleição não estiver a conduzir um Porsche ao serviço
da marca, fá-lo-á em missão particular. Por exemplo, em Pikes Peak, em Macau ou no
campeonato de rali francês, onde em 2013 ganhou quatro etapas ao volante do 911 GT3 RS.
Conta já sete vitórias gerais em corridas de 24 horas – a vitória em Le Mans no Audi, com
os colegas Timo Bernhard/Mike Rockenfeller, em 2010, quatro vezes na Nordschleife do
circuito de Nürburgring e duas vezes em Spa com a Porsche. A sua cidade natal Alès não
fica longe do Mar Mediterrâneo e os barcos são outra paixão de longa data. A mais recente
paixão de Dumas nasceu, porém, só no final de 2013 e chama-se Gabin.

Porsche LMP1: a equipa do 919 Hybrid em relance


Brendon Hartley (Nova Zelândia, 24)
Geração 'Computador', um piloto de simulador requisitado com experiência na Fórmula 1,
com visual algures entre o jovem James Hunt e Julian Assange – e um verdadeiro racer.
Ainda adolescente, abandonou a sua terra natal para desenvolver a sua carreira na Europa,
que em 2007 levou um grande impulso com a conquista do campeonato World Series by
Renault. Como piloto de testes da fórmula 1 faltava-lhe a competição e Hartley dedicou-se
às corridas de automóveis desportivos. As 24 Horas de Le Mans são para ele a corrida
mais emocionante do mundo: “Uma montanha-russa de emoções. Nunca vi tantos homens
feitos com lágrimas nos olhos."
Neel Jani (Suíça, 30)
Um suíço de origem indiana, piloto experiente de provas de resistência, já era fã da Porsche
em criança. Os passeios de domingo no banco traseiro do 911 do pai marcaram-no. Fór -
mula Renault, Champ Car World Series, conquista da A1GP-Serie, vários anos como piloto
de testes da Fórmula 1 – durante muitos anos as corridas de “fórmula" foram o ponto cen -
tral da sua vida desportiva. Só em 2009 é que Jani, que vive com a sua esposa Lauren em
Port, na Suíça, participa pela primeira vez em Le Mans. Em 2011 venceu a Le Mans Series
com a Rebellion, em 2012 ficou a um passo do pódio em Le Mans, terminando em quarta
posição da geral, novamente ao volante do LMP1-Rebellion. “Lá só é possível lutar pela vi -
tória geral numa equipa oficial de topo".
Marc Lieb (Alemanha, 33)
Natural de Estugarda, ganhou com 20 anos a selecção de jovens pilotos da Porsche. Desde
então, conquista vitórias em todo o mundo com a Porsche, entre as quais cinco vitórias
gerais nas corridas de 24 horas: Quatro vezes no Nürburgring, uma vez em Spa. Em Le
Mans já soma uma vitória com a Porsche na classe GT – agora quer lutar lá também pela
categoria de topo. O jovem pai de família (dois filhos) não participa só no desenvolvimento
de carros de corrida. No desenvolvimento do 918 Spyder este engenheiro automóvel tam -
bém foi muito requisitado. No Outono de 2013 estabeleceu um novo tempo recorde na
Nordschleife do circuito de Nürburgring ao volante do superdesportivo.

Porsche LMP1: a equipa do 919 Hybrid em relance
Mark Webber (Austrália, 37)
A estrela da fórmula 1 – 215 Grands Prix, 13 pole positions, nove vitórias – aceita o desa -
fio das corridas de automóveis desportivos. Nascido em Queanbeyan (NSW), mudou-se em
1996 para Inglaterra. Fórmula Ford, Fórmula 3, automóveis desportivos, Fórmula 3000,
Fórmula 1. Este amante dos desportos ao ar livre ainda tem contas a ajustar com Le Mans.
Em 1999 o seu AMG Mercedes CLR capotou duas vezes devido a um problema aerodinâ -
mico. Porsche significa para ele: “Veículos desportivos altamente desenvolvidos que se saem
bem sem exagero – perfeitos em qualquer disposição ou cenário". Vive com Ann Neal (e vários
cães) em Aylesbury (UK).
Motor Show Geneva 2014 12
Porsche LMP1: a equipa do 919 Hybrid em relance
O Porsche 911 RSR
Arranque da temporada 2014 com vitória da classe em Daytona
Que estreia estonteante: Na sua primeira participação nas 24 Horas de Le Mans, o Porsche
911 RSR brilhou no ano transacto com uma grandiosa vitória dupla na sua classe. Para
2014, o bólide GT de Weissach, que se caracteriza pela rigorosa construção de peso redu -
zido e uma aero dinâmica aprimorada, apresenta melhorias em variadíssimas áreas. E com
sucesso: A vitória da classe das 24 Horas de Daytona marca um início brilhante na tempo -
rada de 2014.
O 911 RSR, que compete no Campeonato Mundial de Endurance WEC com as 24 Horas de
Le Mans, bem como na nova competição United SportsCar nos EUA e Canadá, seguiu-se
em 2013 ao bem-sucedido 911 GT3 RSR. Baseia-se na sétima geração do ícone desportivo
911 e, tal como no modelo de produção em série, a distância entre eixos foi aumentada
em cerca de dez centímetros. A nova suspensão dianteira com braços triangulares veio
substituir o eixo com configuração McPherson utilizado anteriormente. A caixa de velocida -
des de competição especialmente leve é uma inovação da Porsche Motorsport. As seis
velocidades são engrenadas através de patilhas no volante. O motor Boxer de seis cilindros
e 4 litros de cilindrada, com 470 CV, foi adoptado do antecessor e optimizado em alguns
detalhes.
Uma das prioridades no desenvolvimento do 911 RSR foi a distribuição equilibrada do peso.
Também o centro de gravidade do veículo é significativamente mais baixo do que o do mo -
delo anterior. A fibra de carbono teve uma importância especial neste aspecto. Os guardalamas
dianteiros e traseiros, os capots dianteiro e traseiro, as portas, o piso do veículo,
os revestimentos das cavas das rodas, o spoiler traseiro, o tablier e a consola central são
fabricados desse material extremamente leve e sólido. Além disso, todos os vidros são
fabricados de um policarbonato especialmente fino e leve. Para a redução do peso contri -
bui ainda a bateria de iões de lítio de peso reduzido, já conhecida dos modelos GT homolo -
gados para a estrada.

Manutenção ainda mais fácil para paragens nas boxes mais rápidas
O visual do novo 911 RSR é marcado pelos guarda-lamas salientes e pela profunda entrada
do ar de refrigeração na secção dianteira. O novo sistema de condução do ar permite o
posicionamento central do radiador na parte da frente do veículo, que assim oferece um
funcionamento ainda mais eficaz do que no modelo anterior. Ao mesmo tempo, também
foi possível tornar a climatização do habitáculo mais eficaz. Uma facilidade de manutenção
ainda maior e tempos de reparação mais curtos são possíveis graças ao conceito de sub -
stituição rápida das peças da carroçaria, especialmente adaptado às provas de endurance:
A secção inferior dianteira, o capot dianteiro e a saia traseira são fixados com fechos de
aperto rápido e podem ser substituídos em poucos segundos.
As luzes de curva estáticas, posicionadas bem em baixo na secção inferior dianteira, mel -
horam a visibilidade em curva do piloto e aumentam, assim, a segurança nas corridas
nocturnas. Também a inscrição reflectora dos elementos de comando do cockpit garante,
em conjugação com a iluminação anti-encandeamento do habitáculo uma leitura ideal quando
está escuro. A disposição dos interruptores no novo volante foi desenvolvida juntamente
com os pilotos oficiais da Porsche, que contribuíram desde a primeira hora com a sua vasta
experiência nas competições GT para a construção do 911 RSR.

 


Inúmeras melhorias

 


Para a temporada 2014, o 911 RSR foi alvo de melhorias de forma rigorosa. A secção
inferior dianteira retocada e o novo spoiler traseiro garantem um equilíbrio aerodinâmico
optimizado e, consequentemente, mais estabilidade nas curvas rápidas. Uma sensação de
condução mais precisa e um melhor domínio do veículo nas curvas lentas e de média velo -
cidade foram alcançados através da cinemática optimizada do eixo dianteiro. A rigidez
estrutural melhorada resulta num comportamento de condução mais preciso. Outra novi -
dade é a admissão do ar do motor, com uma geometria do filtro de ar melhorada, que
contribui para a redução das perdas de potência no caso de sujidade. O novo depósito
de segurança FT3 com centro de gravidade rebaixado é agora mais fácil de abastecer em
condições de corrida.

Para que os engenheiros nas boxes estejam sempre informados sobre os dados do veí -
culo, a telemetria em tempo real transmite permanentemente, através de uma antena, mais
de 200 valores de medição à central de comando. Adicionalmente, todos os dados são
guardados num cartão de memória no veículo.
“O 911 mais espectacular de todos os tempos"
“O 911 RSR foi optimizado em muitos aspectos." As jantes traseiras mais largas e a aero -
dinâmica aperfeiçoada permitiram prestações mais constantes nas sessões”, afirma Jörg
Bergmeister, piloto oficial da Porsche. “É sem dúvida o melhor 911 que alguma vez conduzi.
Continua a ser um 911, mas faz tudo melhor do que os seus antecessores. Além disso, na
minha opinião é o mais bonito e espectacular 911 que alguma vez foi construído." O seu
colega de equipa, Patrick Pilet, acrescenta: “Aperfeiçoámos o carro continuamente ao longo
da última temporada. Sobretudo a melhor distribuição do peso tem um efeito positivo na
performance. O 911 RSR é agora ainda mais estável no eixo traseiro e transmite mais con -
fiança ao piloto. Deste modo, podemos explorar mais rapidamente os limites."

 


Motor Show Geneva 2014 • O Porsche 911 RSR 15


Porsche GT: a equipa do 911 RSR em relance
Hartmut Kristen, Director da Porsche Motorsport (Alemanha, 59)
Já estava na Porsche há 20 anos quando, em 2004, após dez anos como responsável
desportivo pela área das equipas particulares e pelos veículos GT, assumiu a direcção da
Porsche Motor sport. Desde então não só tem festejado êxitos no deporto automóvel de
alta competição, por exemplo, com o RS Spyder e o 911 GT3 R Hybrid, como também é
o máximo respon sável pelas actividades globais da Porsche nas classes GT, incluindo as
actividades despor tivas das equipas privadas – “a espinha dorsal do desporto automóvel
da Porsche". Dá uma hipótese a talentos promissores: Sob a sua liderança, a Porsche de -
senvolveu o programa mais abrangente de formação de jovens pilotos no desporto auto -
móvel. Em 2013, levou a equipa oficial do novo 911 RSR a uma dupla vitória da classe em
Le Mans. A temporada 2014 começou, para ele e a sua equipa, com a vitória do 911 RSR
melhorado nas 24 Horas de Daytona.
Dieter Georg Steinhauser, Director de Desenvolvimento da Porsche Motorsport
(Alemanha, 55)
Encara tarefas novas sobretudo como um desafio. Como responsável por toda a área téc -
nica no desporto automóvel e nos veículos GT homologados para a via pública (excepto LMP),
já deu início, com a sua equipa, a inúmeros projectos que causaram sensação. O GT3 R
Hybrid foi um desses projectos, "extremamente inovador e fascinante". Também o desen -
volvimento e a participação bem-sucedida do protótipo RS Spyder nos EUA e em Le Mans
foram ipmulsionados por Steinhauser, enquanto gestor geral do projecto, que integra a
equipa da Porsche desde 1984 e também já colaborou nos motores Indy e de Fórmula 1.
E não podíamos deixar de referir o GT1, o carro com que a Porsche ganhou, em 1998, a
última vitória geral em Le Mans até à data.
Motor Show Geneva 2014 16
Porsche GT: a equipa do 911 RSR em relance
Os pilotos:
Jörg Bergmeister (Alemanha, 38)
De todos os sucessos que Jörg Bergmeister já alcançou com a Porsche, é sobretudo das
vitórias nas grandes provas de resistência que mais se orgulha. Le Mans, Daytona, Sebring,
Nürburgring, Spa – todas elas constam do historial de vitórias deste gigante louro, que em
2000 conquistou o Carrera Cup alemão e em 2001 o Porsche Supercup. Depois desse
feito, tornou-se piloto oficial da Porsche. A sua lista de títulos conquistados é notável. Ven -
ceu cinco vezes a popular prova American Le Mans Series nos EUA, à beira do recorde –
em 2006 até participando também na Grand-Am Series. Um feito que só ele conseguiu
alcançar.
Marco Holzer (Alemanha, 25)
Também no desporto automóvel é preciso começar por baixo para chegar ao topo. Marco
Holzer, que participou em 2008 no programa de formação de jovens pilotos da Porsche
e que em 2011 passou a integrar a equipa de pilotos oficiais da Porsche, sabe bem que
assim é. Este jovem, que em 2010 festejou a vitória geral nas 24 Horas do Dubai e no ano
seguinte pilotou com sucesso, na clássica prova de resistência no Nürburgring, o primeiro
carro de competição híbrido da Porsche, demonstrou uma extraordinária flexibilidade nas
suas participações para equipas privadas em todo o mundo. Agora tem a oportunidade da
sua vida. “Correr em Le Mans como piloto oficial da Porsche", diz, “sempre foi o meu sonho."
Richard Lietz (Áustria, 30)
A vitória nas 24 Horas de Daytona ao volante do 911 RSR foi um início de temporada bem
ao seu gosto. O austríaco, piloto oficial da Porsche desde 2007, que nos seus tempos livres
também participa em ralis e corridas no gelo com o mesmo empenho que demonstra nos
circuitos clássicos, está habituado ao sucesso: No ano passado festejou a sua segunda
vitória em Le Mans depois de ter alcançado esse feito pela primeira vez em 2010. Agora
vai tentar ganhar uma terceira vez em Junho. A participação em Le Mans é, desta vez, uma
espécie de bónus para o piloto, uma vez que tentará em primeira linha ganhar títulos para
a Porsche no novo campeonato Tudor United SportsCar nos EUA e Canadá. Com a vitória
em Daytona já teve um bom começo.
Motor Show Geneva 2014 17
Porsche GT: a equipa do 911 RSR em relance
Frédéric Makowiecki (França, 33)
A sua ambição e a sua paciência ao tentar ganhar a Porsche Carrera Cup France demon -
stram bem como o seu coração bate pela Porsche. Por duas vezes teve de se contentar
com o segundo lugar, uma vez ficou em terceiro, até que em 2010 conquistou finalmente
o tão desejado título. Já na altura tinha a reputação de ser um dos pilotos GT mais rápidos
do mundo. Comprovou-o em campeonatos de topo como o Campeonato Mundial FIA GT1,
onde ficou em segundo lugar em 2012 e no WEC. Regressou agora às suas origens na
qualidade de piloto oficial da Porsche. “Correr pela Porsche", confessa, “é exactamente
aquilo que eu sempre quis fazer.”
Patrick Pilet (França, 32)
Um homem para todas as ocasiões. Seja qual for o campeonato em que participa, Patrick
Pilet é sempre um potencial candidato à vitória. Tanto nas edições americana ou europeia da
Le Mans Series como na International GT Open. Em 2014 venceu as 24 Horas de Daytona,
2010 ganhou em Dubai. Em 2007 conquistou o título na Carrera Cup France. Apenas no
WEC ainda não conseguiu alcançar o lugar cimeiro do pódio. Situação que promete corrigir
esta temporada, de preferência em Le Mans. “Para um francês", afirma, “uma vitória em
Le Mans é tão preciosa como para um tenista inglês a vitória em Wimbledon. Não há nada
melhor."
Nick Tandy (Grã-Bretanha, 29)
Este piloto britânico começou a nova temporada tal como tinha acabado a anterior – com
uma grande vitória: Em Outubro de 2013 ganhou a prova Petit Le Mans no circuito de
tradição Road Atlanta, em Janeiro de 2014 venceu as 24 Horas de Daytona com Patrick
Pilet e Richard Lietz. Com o colega austríaco partilha esta temporada o 911 RSR no cam -
peonato Tudor United SportsCar. Em 2011, alcançou a vitória geral no Carrera Cup alemão,
em 2012 venceu ao volante do 911 o Porsche Cup como piloto não oficial mais bem-suce -
dido. No ano seguinte tornou-se piloto oficial. Agora quer realizar o seu próximo sonho de
piloto em Le Mans.
P14 0153P14 0156P14 0157P14 0160P14 0162P14 0186P14 0187PORSCHE0007porsche1porsche2porsche3porsche4porsche5porsche6porsche7porsche8porschegenebraporschelemans1porschelemans2porschelemans3porschelemans4
Porsche GT: a equipa do 911 RSR em relance
Transferência de tecnologia enquanto conceito
Existe um carro de competição em cada Porsche
A ambição desportiva é o que motiva os engenheiros da Porsche desde a primeira hora.
A pista de corridas é há sete décadas a plataforma de ensaios impiedosa para a tecnologia
dos veículos desportivos. Alguns exemplos da transferência de tecnologia são o motor cen -
tral, a aerodinâmica, a sobrealimentação turbo, a transmissão PDK, o sistema de tracção
integral controlado activamente e a hibridização.
Motor central, sincronização, ignição dupla
O Porsche 550 foi construído para a primeira corrida oficial da marca e ganhou, em 1953,
à primeira tentativa, no circuito de Nürburgring. Graças ao posicionamento do motor Boxer
de quatro cilindros à frente do eixo traseiro, o Spyder revelou uma grande agilidade. Foi
dada continuidade ao conceito de motor central, em 1996, no Boxster. A transmissão de
força no 550 ficava pela primeira vez a cargo de uma caixa de cinco velocidades com
sin cronização Porsche, que em 1963 passava à série no 901/9011 com uma construção
semelhante. Além disso, no 550 eram utilizadas duas velas de ignição por câmara de com -
bustão para uma combustão optimizada – em 1988, a dupla ignição no 911 Carrera (mo -
delo 964) estreava-se num Porsche de produção em série.
Aresta do spoiler, rabo de pato, aerodinâmica activa
Ferdinand Alexander Porsche desenhou o 904 Carrera GTS Coupé de 1963 com uma
aresta aerodinâmica na secção traseira. Já em 1971 seguia-se o primeiro spoiler dianteiro
no 911 S, que acelerava o fluxo do ar debaixo do carro, direccionava uma parte do ar à
volta veículo e reduzia assim a força ascendente na parte dianteira do veículo. Em 1972,
era a vez de o Carrera RS 2.7, concebido para o desporto automóvel, redefinisse os padrões.
Não só estava equipado com uma saia dianteira longa, como também ostentava por cima
do capot do motor um spoiler marcante – o lendário “rabo de pato". A montra tecnológica
por excelência na década de 70 foi, no entanto, o Porsche 917, também do ponto de vista
aerodinâmico. Este carro de corrida com motor de doze cilindros teve duas versões: Com
traseira curta e uma força descendente elevada, para circuitos com muitas curvas, e com
traseira comprida e resistência ao ar optimizada para pistas de velocidade máxima. Para
Motor Show Geneva 2014 • Transferência de tecnologia enquanto conceito 19
aumentar a força descendente nas curvas, dispunha de abas móveis na traseira, que esta -
vam fixadas à suspensão através de barras. Quando o condutor virava o volante para cur -
var, a aba por cima da roda traseira aliviada, nomeadamente a roda do lado interior da
curva, levantava-se, aumentando assim a carga sobre a roda e a estabilidade através da
pressão aerodinâmica. Esse foi o primeiro passo para a aerodinâmica activa, que a Porsche
introduziu pela primeira vez num veículo de produção em série em 1988 com spoiler tra -
seiro de accionamento automático do 911 Carrera. No 911 Turbo apresentado em 2013,
o sistema Porsche Active Aerodynamic (PAA) também ajusta o spoiler traseiro e, pela pri -
meira vez, o spoiler dianteiro. O abrangente sistema de elementos aerodinâmicos variáveis
no 918 Spyder é a tecnologia das corridas aplicada directamente na estrada.
Turbocompressor e intercooler
Para a série americana CanAm, a Porsche transformou o 917 Coupé num Spyder aberto.
Porém, com 560 CV o motor V12 de 4,5 litros era inferior aos blocos de enorme cilindrada
dos concorrentes americanos, capazes de debitar 750 CV. A Porsche reagiu e desenvolveu
tanto um motor de dezasseis cilindros como também um sistema de ventilação forçada
para o motor de doze cilindros. O objectivo era controlar o estabelecimento da pressão, de
modo a torná-lo adequado às alternâncias de carga e de rotações no desporto automóvel.
Os engenheiros afastaram-se do conceito de aumento da pressão de sobrealimentação do
lado da admissão e adoptaram o turbocompressor. A pressão excessiva indesejada era
desviada do compressor através da válvula bypass. O 917/10 tornou-se o carro de corrida
dominante na série CanAm com os seus 850 CV iniciais e também a implementação do
turbo nos desportivos de produção de série da Porsche adquiriu estatuto de lenda: Em 1974,
iniciava-se a produção em série do 911 Turbo. Porém, a tecnologia turbo no 917/10 já
estava um passo mais além: intercoolers reduziam a temperatura do ar comprimido para
um melhor enchimento dos cilindros e o aumento da potência. Em 1977, o 911 Turbo 3.3
viria a beneficiar desta tecnologia.
Transmissão Porsche Doppelkupplung
Já em 1964 a Porsche trabalhara numa transmissão de dupla embraiagem com passagens
de caixa sob carga. Quatro anos mais tarde seguiram-se os ensaios com uma caixa auto -
mática de quatro velocidades, segundo o princípio da dupla embraiagem, assim como outras
construções em 1979. Em 1981 nascia finalmente a transmissão Porsche Doppelkupplung
Motor Show Geneva 2014 • Transferência de tecnologia enquanto conceito 20
PDK. A caixa de pinhões rectos possuía gestão electrónica e as velocidades eram engrena -
das sob carga. Foi testada até 1986 paralelamente no Porsche 956, um carro de corrida
do grupo C, e nos desportivos produzidos em série. As passagens de caixa sem interrupção
da potência eram especialmente vantajosas para os motores turbo, porque o condutor
podia manter o pé no acelerador enquanto engrenava a velocidade, evitando uma quebra
da pressão de sobrealimentação. A primeira utilização experimental da caixa de engrena -
gem directa ocorreu em 1983 no carro de competição do grupo C, o Porsche 956.003;
em 1986, o 962 C PDK ganhava a corrida do campeonato do mundo em Monza. A imple -
mentação na série só foi possível com os avanços na electrónica de comando. Em 2008,
a Porsche apresentava a transmissão PDK no 911 Carrera.
Sistema de tracção integral comandado
O 959 desenvolvido em 1983 para o então grupo B possuía um avançado sistema de
tracção integral com bloqueio transversal de acção contínua; a distribuição do binário pelos
dois eixos ocorria em função da carga sobre a roda e dos valores de atrito das rodas. Esta
estratégia de comando revelou-se tão certeira, que a Porsche a aperfeiçoou e a adaptou ao
Carrera 4 em 1988. Para optimizar ainda mais a dinâmica de condução, os engenheiros
equiparam o Carrera 4 com uma distribuição base dos binários, através de uma caixa de
transferência planetária, de 31 para 69 % (eixo dianteiro para eixo traseiro). Dispunha ainda
de um bloqueio longitudinal e transversal hidráulico para uma alteração quase progressiva
da relação de distribuição. O seu funcionamento era comandado por um sistema electró -
nico, no qual se encontrava o know-how do 959.
Carro de corrida com propulsor hidráulico
Em 2010, a Porsche quase que causava uma grande sensação com o inovador 911 GT3
R Hybrid: até duas horas da meta, este GT3 liderava as 24 Horas do Nürburgring com o
seu motor de seis cilindros e quatro litros de cilindrada (465 CV) na traseira e dois moto -
res eléctricos de 75 kW cada, no eixo dianteiro. Esse inovador sistema de propulsão das
rodas dianteiras era simultaneamente objecto de ensaios: o conceito híbrido do 918 Spyder,
que também dispõe de um propulsor eléctrico no eixo dianteiro, é um desenvolvimento
que provém directamente do 911 GT3 R Hybrid. O altamente inovador 919 Hybrid, com
o qual a Porsche regressa em 2014 à categoria de topo do campeonato mundial de auto -
mobilismo, continuará a fazer história.
Motor Show Geneva 2014 • Transferência de tecnologia enquanto conceito 21
Inovações da Porsche do desporto automóvel para a série (excerto)
Tecnologia Primeira utilização Primeira utilização num
na competição modelo de série
Sincronização 1952 356 1952 356
Dupla ignição 1953 550 1955 356 A 1500 GS
Carrera
Caixa de cinco 1955 550 A Spyder 1963 901/911
velocidades
Motor central 1955 550 Spyder 1963 904 Carrera GTS
Travões de disco, 1959 356 B 1600 GS 1961 356 B Carrera 2
com acção interna Carrera GT
Eixo traseiro mutibraços 1961 718 RS 61 Spyder 1977 928
Sistema de injecção 1964 904/8 1968 911 E, 911 S
Travões de disco 1965 Porsche 906-8 1966 911 S
ventilados Bergspyder
Depósito de combustível 1967 911 R 1973 911 E, S, RS, 2,7
Aerodinâmica activa 1969 917 1988 911 Carrera
Travões de disco, 1970 908/03 1974 911 Carrera RS 3.0
perfurados e ventilados
ABS 1968 908/02 1983 928 S
Motor Show Geneva 2014 • Transferência de tecnologia enquanto conceito 22
Estabilizador ajustável 1971 917 2007 Cayenne Turbo (PDCC)
Turbocompressão com 1972 917/10 1974 911 Turbo
válvula bypass
Pinças de alumínio com 1973 917/30 1977 911 Turbo 3.3
quatro êmbolos
Intercooler 1974 917/10 1977 911 Turbo 3.3
Cabeças dos cilindros 1978 935-78 1985 928 S
com quatro válvulas,
refrigeradas a água
Sistema de controlo da 1980 924 GTP Le Mans 1988 928 S4
pressão dos pneus (RDK)
Monocoque de alumínio 1981 956 2011 911 Carrera
(construção mista)
Pinças de alumínio de 1982 956 1996 Boxster
tipo monobloco
Motronic 1982 956 1983 911 Carrera 3.2
Transmissão Porsche 1984 956 2008 911 Carrera
Doppelkupplung (PDK)
Sistema de tracção 1983 959 1988 911 Carrera 4
integral comandado
Regulação do amorte- 1983 959 2005 911 Carrera S
cimento e do nível da
suspensão
Motor Show Geneva 2014 • Transferência de tecnologia enquanto conceito 23
Bielas em titânio 1983 959 1983 911 Carrera
Catalisador metálico 1990 944 turbo Cup 1990 911 Turbo
Travões cerâmicos 1991 962 2001 911 Turbo S
Monocoque de fibra 1998 911 GT1 2003 Carrera GT
de carbono
Sistema de propulsão 2010 911 GT3 2013 918 Spyder
híbrido com motor eléctrico
no eixo dianteiro
Motor Show Geneva 2014 • Transferência de tecnologia enquanto conceito 24
Uma história de orgulhar
A Porsche nas 24 Horas de Le Mans
A Porsche é Le Mans – e Le Mans é Porsche. Nenhum outro construtor marcou tão forte -
mente a corrida de endurance mais famoso do mundo. A Porsche tem participado desde
1951 em todas as 24 Horas de Le Mans e, com 16 vitórias gerais, continua recordista
desta prova realizada junto do rio Sarthe. A Porsche reiterou, ao longo dos anos, sempre a
sua vontade de demonstrar as capacidades das inovações técnicas no desporto auto móvel
e de as transferir para a produção em série.
Quando às 15 horas do dia 14 de Junho de 2014 os novos Porsches 919 Hybrid se aproxi -
marem da linha de partida, estarão a seguir pegadas importantes: Nos mais de 13 quiló -
metros do percurso escreveram-se histórias que moldaram o mito Porsche. Os modelos
vencedores, como o radical 917, o indestrutível 935 ou os vencedores em série 956/962,
há muito que são considerados ícones.
A história da Porsche em Le Mans começa muito antes de os bólides dominarem a sua era:
Em Junho de 1951 – apenas três meses após a produção dos primeiros veículos em série
em Stuttgart-Zuffenhausen – a Porsche decide participar com o 356 SL (Super Leicht –
super leve). A estreia foi um grande êxito: Auguste Veuillet e Edmond Mouche vencem a sua
classe. Desde então, seguiram-se mais 101 vitórias de classe.
Em 1968, o 908 com 370 CV é o primeiro Porsche a partir da pole position. Em 1970,
segue-se a primeira vitória geral muito festejada, conquistada com o lendário 917, quando
Hans Herrmann e Richard Attwood foram os primeiros a ver a bandeira axadrezada após
4.607,811 quilómetros ou 343 voltas. 28 anos mais tarde, a Porsche conquista, com Allan
McNish, Laurent Aiello e Stéphane Ortelli ao volante do 911 GT1, a sua mais recente vitória
neste clássico das provas de endurance.
Motor

 

FERREIRA ALVES DEIXOU FPAK NORTE

FERREIRA ALVES DEIXOU FPAK NORTE

 

Depois de ter estado á frente da delagação da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, desde  a montagem do espaço em Matosinhos há uns bons anos a esta parte, desde Fevereiro passadofpak050613, que Ferreira Alves abandonou funções, passando para a reforma.Actualmente a FPAK; tem apenas em Matosinhos uma pessoa que dá sequencia a todo o expediente inerento à localização na zona norte.

 

EXPEDIÇÃO POLE OF COLD

 

EXPEDIÇÃO `POLE OF COLD´, DO PROGRAMA DE BOLSAS

DA LAND ROVER E DA ‘THE ROYAL GEOGRAPHICAL SOCIETY’,

TERMINA COM ÊXITO A SUA MISSÃO

 

 

LR Pole_of_Cold_Expedition_Returns_040314_01_LR Pole_of_Cold_Expedition_Returns_040314_01_LR Pole_of_Cold_Expedition_Returns_040314_03_LR Pole_of_Cold_Expedition_Returns_040314_02_

  • A equipa que venceu em 2013 a bolsa oferecida pela Land Rover e pela “The Royal Geographical Society”, associada ao “Institute of British Explorers”, regressa ao Reino Unido depois de completar com sucesso a expedição `Pole of Cold´.
  • O grupo viajou mais de 35 mil quilómetros através da Dinamarca, Noruega, Finlândia, Suécia e Rússia no seu Land Rover 110, modificado especialmente para esta iniciativa.
  • As fotografias e material compilado durante a viagem vai servir de material didático nas escolas britânicas e também como base para futuras explorações científicas sobre o Clima Polar.

 

A equipa que compõe a expedição `Pole of Cold´, patrocinada pela Land Rover e pela ‘The Royal Geographical Society’ com ‘Institute of British Geographers’ regressou ontem ao Reino Unido, depois da viajem de ida e volta a Oymyakon, na Rússia, uma cidade conhecida como o “Pólo do Frio”, onde se registam as temperaturas mais baixas da Terra.

O grupo liderado pela experiente aventureira britânica Felicity Aston, viajou pela Dinamarca, Noruega, Finlândia, Suécia e Rússia, incluindo as localidades de Tuva, Altai e Yakutia, percorrendo um distância total de mais de 35 mil quilómetros.

A expedição `Pole of Cold´ permaneceu mais de um mês em temperaturas inferiores aos -50ºC, chegando a alcançar uma impressionante temperatura mínima de -59ºC, em Tomtor, uma pequena localidade situada a apenas 35 quilómetros do “Pólo do Frio”, na região russa de Yakutia.

Os membros da equipa viajaram num Land Rover Defender 110, modificado especialmente para esta inciativa, com uma suspensão específica, proteções inferiores para proteger os componentes mecânicos dos impactos no gelo, sistema de aquecimento auxiliar para os componentes mecânicos e ocupantes, depósito de combustível de longo alcance e diversos acessórios de armazenamento de carga.

Com o objetivo de descobrir as implicações sociais, culturais e físicas do frio extremo, o grupo viajou através das condições invernais mais duras em todo o continente, tendo encontrado várias comunidades e pessoas durante o percurso. Constataram que o inverno não é tão cinzento mas repleto de vida e que os efeitos das condições extremas são tão estranhas para a maioria das pessoas, como a vida noutro planeta.

Felicity Aston explica que “o ser humano é incrivelmente resistente e é capaz de se adaptar, de maneira surpreendente às mais duras condições meteorológicas. Durante os últimos três meses, viajámos ao longo de mais de 35 mil quilómetros a perseguir o inverno, pela Escandinávia e Sibéria. Atravessámos o Círculo Polar Ártico, alcançando o ponto mais setentrional do continente europeu, e levámos o Land Rover Defender a temperaturas inferiores aos -59ºC. Foi uma oportunidade incrível para explorar a maneira como se vive em regiões tão extremas como esta. Sentimo-nos realmente afortunados por termos sido os vencedores da bolsa entregue pela Land Rover e pelo ‘The Royal Geographical Society’, juntamente com o ‘Institute of British Geographer’.”

Já de regresso a casa, a equipa planeia uma exposição itinerante pelo Reino Unido para mostrar as descobertas que fez durante a expedição. A exposição incluirá as fotografias realizadas durante a viagem, descobertas culturais e diferentes histórias vivenciadas ao longo da expedição. Estas descobertas terão ainda fins educativos no Reino Unido, no Plano Nacional de Estudos, na disciplina de Geografia e, especialmente no estudo da Rússia e dos ambientes com clima polar. O material usado estará disponível online para levar novas ideias geográficas do terreno até às salas de aula britânicas.

Mais informações e imagens sobre Land Rover em www.media.landrover.com

 

Notas à imprensa:

Sobre a Land Rover

-         Desde 1948 que a Land Rover produz autênticos veículos 4x4 que representam uma ampla variedade de características em toda a gama disponível. Defender, Freelander, Discovery, Range Rover Sport, Range Rover e Range Rover Evoque, cada um deles define o setor dos 4x4 em todo o mundo. A Land Rover está disponível em mais de 180 países.

 

 

Mais pormenores sobre os membros da expedição e respectiva experiência profissional

-         Felicity Aston:

  1. oChefe da equipa, coordenação do pessoal e logística.
  2. oVasta experiência em expedições em climas frios e provas de resistência.
  3. oFormação em física e meteorologia.
  4. oTrabalhou na estação de investigação na Antártica durante três anos.
  5. oResponsável pela elaboração de roteiros turísticos, publica regularmente os seus artigos em revistas geográficas.

 

-         Manu Palomeque:

  1. oResponsável pela coordenação da produção criativa da expedição. Vasta experiência em expedições em climas frios e provas de resistência.
  2. oTrinta anos de experiência como fotógrafo e produtor de cinema.
  3. oSerá o responsável pela recolha de amostras sonoras e visuais durante a viagem.

 

-         Gisli Jonsson:

  1. oEspecialista em mecânica e assessor de condução invernal. Vasta experiência em expedições em climas frios e provas de resistência.
  2. oDesenhou e fabricou veículos todo-o-terreno para circular nos glaciares islandeses e zonas polares. Trabalhou na estação de investigação na Antártica durante três anos.
  3. oVasta experiência em climas frios.
  4. oFormação em primeiros socorros.
 

OPEL APRESENTOU ADAM S

 

Opel surpreende com desportivo ADAM S

A Opel tinha uma surpresa preparada para revelar no primeiro dia do Salão de Genebra. O ADAM S, com motor 1.4 Turbo de 150 cv de potência, mostra-se numa versão próxima da produção e apresenta o lado desportivo mais radical do citadino da Opel, que se vai colocar no topo da gama ADAM. As credenciais vão dos 150 cv à suspensão desportiva, passando pelo sistema de travagem OPC e pelo visual ‘Red n’ Roll. O ADAM S mostra-se pela primeira vez ao público no Salão Internacional de Genebra, a par de outras novidades de relevo na gama: o novo motor tricilíndrico 1.0 Turbo ECOTEC de injeção direta, que ficará disponível para várias versões ADAM, e o novo ‘crossover’ ADAM ROCKS. A nova versão ADAM S apresenta uma potência específica que ultrapassa a mítica barreira de 100 cv/litro. Além disso, o motor 1.4 Turbo debita 220 Nm de binário máximo, o que garantirá acelerações dignas de um verdadeiro desportivo. Trata-se de uma unidade de elevada 'performance', sobrealimentada, elaborada com base no bloco 1.4 de quatro cilindros que já fazia parte da gama. Por comparação com este, a variante do S debita uma potência superior em 50 por cento e mais 70 por cento em binário. A transmissão integra uma caixa manual de seis velocidades. O ADAM S consegue atingir a velocidade máxima de 220 km/h. (...)

 

 

SEAT NO SALÃO DE GENEBRA

 

Salão Automóvel de Genebra


SEAT apresenta o novo Leon CUPRA


/ Estreia do modelo mais desportivo e potente da gama SEAT
/ Motor 2.0 TSI com 265 e 280 CV, caixa manual e DSG
/ Pela primeira vez, está disponível com carroçaria 5 portas e SC


 Jürgen Stackmann, presidente da SEAT, apresentou esta tarde o novo
Leon CUPRA no tradicional encontro com os meios do Grupo Volkswagen, prévio à inauguração
do Salão Automóvel de Genebra, que irá acontecer amanhã.
O novo SEAT Leon CUPRA não é apenas o óbvio modelo de topo da altamente bem-sucedida
família Leon, também é o automóvel de série mais potente até hoje fabricado pela marca.
Disponível com dois níveis de potência, 265 e 280 CV, e dois tipos de caixa de velocidades,
manual e DSG, o CUPRA garante uma grande precisão de condução, o que juntamente com o
seu amplo equipamento e excelente qualidade, convertem-no num dos automóveis referência
do seu segmento. Outro dos pontos importantes para os clientes é o facto do novo ícone
desportivo da gama SEAT estar disponível com carroçaria 5 portas e SC.
No seu discurso perante a imprensa no encontro do Grupo Volkswagen com os meios, Jürgen
Stackmann afirmou: “Com o novo Leon CUPRA, a marca SEAT dá mais uma vez um grande passo
em frente. O CUPRA é um automóvel refinado e de alto rendimento que combina a sua excelente
dinâmica com o máximo conforto em longas distâncias, assim como uma excelente sensação
de alta qualidade. O prazer de conduzir e o design atrativo fazem parte da essência do Leon;
com o CUPRA elevámos a experiência de conduzir um SEAT a uma nova dimensão. Estamos
orgulhosos deste novo ícone da marca e certos do seu sucesso.”
Um pacote concentrado de tecnologia de topo assegura o extraordinário desempenho do
novo CUPRA. Prova disso, é o novo motor TSI 2.0 de dupla injeção e sistema de distribuição
variável. O controlo de chassis adaptativo DCC, o diferencial autoblocante ativo VAQ, a direção
progressiva, o perfil de condução CUPRA e os faróis Full LED de série, são outros dos exemplos
de tecnologia de ponta.
O Leon CUPRA é mais um exemplo do potencial do compacto espanhol da SEAT, que continua a
ampliar a sua gama, depois ter anunciado no passado Salão Automóvel de Viena, a chegada do
novo Leon ST 4Drive, com tração integral de última geração.

A SEAT é a única empresa do setor automóvel com capacidade para desenhar, desenvolver, fabricar e
comercializar automóveis em Espanha. Integrada no Grupo Volkswagen, a multinacional, com sede
central em Martorell (Barcelona), exporta cerca de 80% da sua produção e está presente em mais 75
países. Em 2013, a SEAT vendeu no mundo, 355.000 unidades.
O grupo SEAT conta com 14.000 profissionais e tem três centros de produção: Zona Franca, El Prat de
Llobregat e Martorelll (Barcelona), onde são fabricados, entre outros, os famosos modelos Ibiza e Leon. A
fábrica do Grupo Volkswagen em Palmela (Portugal) produz o SEAT Alhambra, a fábrica de Bratislava
(Eslováquia) o novo SEAT Mii e a fábrica de Mladá Boleslav (República Checa) o novo SEAT Toledo, todas
elas fábricas do Grupo Volkswagen.
A multinacional espanhola conta também com um Centro Técnico que se configura como um hub de
conhecimento e que acolhe mais de 1000 engenheiros, com o objetivo de impulsionar a inovação do
investidor industrial número um em I+D+i de Espanha. De acordo com o seu compromisso com o meioambiente,
a SEAT desenvolve a sua atividade principal segundo critérios de sustentabilidade para a
redução de CO2, eficiência energética, assim como reciclagem e reutilização de recursos.

 

CIVIC TYPE R EM ESTREIA EM GENEBRA

 

Civic Type-R Concept em estreia mundial
no Salão de Genebra

 

 

Arrojado e Agressivo, com um Estilo que Reflecte as Performances
A participação da Honda no Salão Automóvel de Genebra de 2014 ficará marcada pela estreia mundial
do Civic Type-R Concept numa clara indicação do design da muito aguardada versão de produção, com
estreia marcada para 2015. O seu estilo arrojado e agressivo reflecte as fortes credenciais de
personalidade pelas quais o Type R é reconhecido.
A designação "Type R representa o espírito de competição da Honda. Este automóvel está
imbuído da paixão da marca pelo desporto motorizado."
Masaru Hasegawa – Designer-Chefe, Civic Type R

 

 

Descrito pela equipa de design como uma "réplica do carro de corrida para a estrada", em vez de uma
versão de altas performances de um automóvel de produção normal, o novo Type R está preparado para
iniciar uma nova era para a marca - este modelo será o Civic Type R mais extremo de sempre. O seu
perfil aerodinâmico e esguio reflecte um automóvel concebido para função e performance, mas mantendo
o aspecto de um automóvel de estrada e o carácter distinto de um Type R.
O estilo está intimamente ligado à performance e o Type R Concept exibe com orgulho estas credenciais,
em vez de as esconder. Muitos dos aspectos de estilo são realmente funcionais, em vez de serem meros
adereços estéticos, tal como ficou demonstrado pelo feedback recebido dos testes de pista realizados em
Nurgburgring. A necessidade de reduzir o arrastamento, acrescentar pressão aerodinâmica sobre o
veículo para o fazer "agarrar" à estrada, conseguir arrefecimento e optimizar o fluxo do ar, foram pontoschaves
que a equipa de design.

 

 

O spoiler dianteiro foi concebido para acrescentar a tal pressão aerodinâmica, enquanto os spoilers
verticais nas laterais e o formato cortado do pára-choques dianteiro ajudam a reduzir o arrastamento e a
controlar o fluxo do ar na zona circundante aos pneus dianteiros. A faixa vermelha que percorre o spoiler
dianteiro ajuda a acentuar a postura baixa e ampla do Type R
Além disso, o novo design dos faróis, com luzes diurnas de presença de LEDs e os farolins de nevoeiro
horizontais de formato afilado, conferem um toque de carácter forte à frente do Type R Concept. A grelha
dianteira, dividida em duas metades, uma superior e a outra inferior, foi alargada e as saídas de ar do
capot ajudam a arrefecer melhor o motor de elevada potência. Os guarda-lamas dianteiros e traseiros
foram alargados para acomodarem os pneus largos e possuem saídas integradas de ar para optimizar o
fluxo do ar.
Um dos aspectos de maior destaque deste protótipo é o seu novo spoiler traseiro, com luzes traseiras de
LEDs integradas, o que ajuda ao aspecto futurista do Type R.
O formato e ângulo dos guarda-lamas traseiros foram pensados para proporcionarem pressão
aerodinâmica adicional sobre o Type R, como resultado directo do feedback obtido dos testes em pista.

 

 

Como complemento deste design, temos jantes de 20 polegadas com bordos a vermelho, pinças de travão visíveis também acabadas a vermelho e uma faixa vermelha que percorre a parte inferior do spoiler dianteiro. Estas características aumentam o aspecto agressivo e reflectem a experiência de condução inspiradora que o Type R promete oferecer
O estilo e o design deste novo protótipo têm origem na Europa, estando a equipa responsável por estes aspectos de desenvolvimento sedeada no centro de investigação e desenvolvimento (R&D) da Honda em Swindon, Reino Unido. A equipa de design manteve um contacto muito próximo com os responsáveis pela produção, trabalhando em conjunto na direcção de estilo a seguir por este protótipo.
Aproveitamento da Experiência da Honda em Motores Turbo-Comprimidos
Apesar de ainda não terem sido anunciados mais detalhes sobre as performances, a Honda já confirmou que o próximo Type R será o primeiro modelo na Europa a estar equipado com os novos motores VTEC TURBO da série de tecnologia Earth Dreams. Espera-se que este tetracilíndrico de dois litros, injecção directa e turbo-compressor possa oferecer uma potência topo de classe de, pelo menos, 280 CV e isso cumprindo as normas EURO 6 anti-poluição. Já há algum tempo que os motores com turbo têm estado arredados dos veículos de produção da Honda na Europa; no entanto, a empresa não interrompeu o desenvolvimento destes motores, pelo contrário, tem registado uma continuidade activa neste domínio, com aplicações nas pistas de corrida e em veículos de produção para a estrada para outras regiões do globo. A época WTCC de 2013 viu a Honda regressar com sucesso às pistas, com o motor turbo-comprimido HR412E montado nos Civics das equipas Castrol Honda World Touring Car e Zengo Motorsport que deram à Honda o título de Construtores logo na primeira participação numa época completa de competição.
A recente participação da Honda no WTCC também se revelou benéfica na aquisição de conhecimentos para o próximo Type R. A equipa de desenvolvimento do Type R continua a receber informações e feedback de performance e estilo, recolhidas directamente das pistas pela equipa do WTCC e que, depois, são usadas na criação do "carro réplica de corrida para a estrada", com base no Civic 5 Portas.
O longo historial da Honda no desenvolvimento com sucesso de motores turbo para as pistas de corrida já tem várias décadas, sendo um dos exemplos mais prementes o motor turbo-comprimido Honda RA168E usado na Fórmula Um. Na época F1 de 1988, o RA168E levou a Honda a estabelecer novos recordes, incluindo o maior número de vitórias em provas (15 em 16 corridas), o maior número de pontos conquistados por um construtor (1999) e o maior número de "dobradinhas" (1º e 2º classificados no pódio) por prova (10). Nesse ano, a Honda conquistou ainda o troféu de Construtores e de Pilotos, pela segunda vez consecutiva.
JL CivicTypeRConcept_001JL CivicTypeRConcept_003JL CivicTypeRConcept_012
Adicionalmente, a Série Americana de Le Mans de 2013 viu a Honda Performance Development e as suas equipas dominarem toda a época, com Scott Tucker a arrebatar pela terceira vez seguida o título de pilotos, aos comandos do seu ARX-03b. Equipado com o motor V6 Honda HR28TT de duplo turbo, o ARX-03b debita 450 CV, extraídos de uma cilindrada de 2.800 cm³. Na série Japonesa Super GT, em classe GT300, o CR-Z GT usa um motor turbo desde 2013, enquanto o Protótipo NSX Concept –GT de 2014, na classe GT500, vai estar equipado com um motor turbo de dois litros com tecnologia híbrida.
A Honda também continua o desenvolvimento dos motores turbo-comprimidos para aplicação em automóveis de produção para mercados fora da Europa. O Legend de 1988 estava equipado com um motor V6, 24 válvulas e 2.0 litros, que possuía um "Turbo de Palhetas Variáveis" e conseguia regular o fluxo dos gases de escape e usá-lo eficientemente como pressão de carga. Mais recentemente, o Acura RDX lançado em 2008, possuía um motor 2.3 litros de quatro cilindros em linha e 16 válvulas e controlo i-VTEC® na admissão, um sistema que combinava uma tecnologia de Controlo Electrónico do Comando e Abertura Variável das Válvulas (o famoso VTEC®) com um Controlo Variável da Distribuição™ (VTC™). Com um turbo-compressor de fluxo variável a trabalhar simultaneamente com o i-VTEC®, o RDX oferece potência e binário elevado, com excelentes consumos e emissões reduzidas. Este motor tem, como potência nominal um valor de 240 CV às 6.000 rpm; para o binário, o valor é de 260 lb-ft às 4.500 rpm.
Diversos outros modelos Honda de menor cilindrada também aproveitam as tecnologias turbo de motores para conseguirem oferecer uma condução dinâmica; por exemplo, do City Turbo de 1982 , até ao bem sucedido modelo N-ONE turbo lançado em 2012 no Japão 2012.
A apresentação do novo Type R Concept vem no seguimento do anúncio da Honda no Salão Automóvel de Paris de 2012, onde foi confirmado o regresso do Civic Type R, com a promessa de definir novos recordes de performance e maneabilidade, com a aplicação de tecnologias desenvolvidas na participação das provas de WTCC. Nessa altura também foi anunciado pela Honda o objectivo para o novo Civic Type R: tornar-se o veículo de tracção dianteira a fazer a volta mais rápida em Nurburgring.
O protótipo estará em exibição no stand da Honda no Salão Automóvel de Genebra, em cor vermelho vivo e destaque a dourado, um esquema cromático desenvolvido especialmente para este modelo, com a finalidade de expressar as suas credenciais de performance e o seu carácter exclusivo.

 

LAND ROVER É NOTICIA

 

EMBAIXADOR DA LAND ROVER, SIR RANULPH FIENNES,

E BEAR GRYLLS PREMEIAM O `NEXT GENERATION EXPLORER´

 

 

 

  • A jovem exploradora Alex Woodford, de 22 anos, é a vencedora do desafio que celebra os 25 anos do Land Rover Discovery;
  • Enquanto primeira `Next Generation Explorer´ da Land Rover, a jovem britânica será apadrinhada pelo aventureiro Bear Grylls.

 

Depois de 24 horas de esforço durante as cinco etapas do `Discovery Adventure Challenge´, Sir Ranulph Fiennes entregou o título de `Next Generation Explorer´ da Land Rover a Alex Woodford, uma jovem de 22 anos, de Leicestershire.

O aclamado explorador britânico Bear Grylls, que se tornou famoso com a série documental ‘Ultimate Survival’, será agora o mentor de Alex Woodford, como membro da British Exploring Society. A vencedora vai participar numa aventura épica, na qual vai testar as capacidade de sobrevivência que tornaram célebre Bear Grylls.

Alex Woodford demonstrou ter valor, iniciativa e determinação durante esta competição épica que teve lugar nas montanhas de Megève, França. A prova foi supervisionada por Ben Saunders, que acaba de completar da rota da “Expedição Terra Nova” do Capitão Scott. Os desafios com que os concorrentes tiveram de se defrontar incluíram um slalom técnico nas pistas com neve, um teste de resistência e força com o arraste do trenó de 180 quilogramas usado por Ben Saunders e uma emocionante e desafiante prova de caiaque através do lago de Genebra.

Sir Ranulph Fiennes, Ben Saunders, Hannah White, Kenton Cool e Eric Loizeau puderam comprovar as capacidades de cada jovem explorador no decorrer das provas. Depois de um final digno de ataque cardíaco, os embaixadores da Land Rover fizeram uma votação para determinar quem seria o `Next Generation Explorer´ da Land Rover.

A vencedora Alex Woodford foi eleita unanimemente pelos jurados depois de demonstrar força, técnica e coragem em cada uma das provas superadas.

 

Sir Ranulph Fiennes disse: "a Alex demonstrou ter um verdadeiro espírito de aventura ao longo da competição e enfrentou cada desafio com uma frieza, tranquilidade e serenidade, que a ajudaram a proclamar-se a `Next Generation Explorer´. Estou muito entusiasmado por ver o que a Alex conseguiu atingir. Com o acompanhamento de Bear e da Land Rover estou convencido que vai conseguir grandes feitos".

 

Alex afirmou “Não posso descrever o quão empolgada estou por ter conseguido este lugar na `Next Generation Explorer´ da Land Rover. Só o fato de poder enfrentar os desafios junto de aventureiros tão reconhecidos, como o Ranulph e o Ben, foi uma honra. E maior ainda por ter sido selecionado pelos próprios. Estou incrivelmente orgulhosa e mal posso esperar para começar a trabalhar no meu próximo desafio".

Mark Cameron, Global Brand Experience Director da Jaguar Land Rover, acrescentou “estou muito satisfeito por poder anunciar a vitória de Alex no nosso primeiro `Discovery Adventure Challenge´. Todos os concorrentes mostraram um verdadeiro espírito Land Rover,  `Above and Beyond´. Acredito que a Alex vai juntar-se à lista impressionante de grandes aventureiros, como Sir Ranulph Fiennes, Ben Saunders, Eric Loizeau, Hannah White, Kenton Cool e Bear Gryllls, que contam com façanhas incríveis pelo mundo fora.”

 

Para fazer download dos vídeos, visite: 

http://www.digitalnewsagency.com/stories/8168-sir-ranulph-fiennes-goes-head-to-head-with-renowned-adventures-in-search-for-next-generation-explorer

http://www.broadcast.jaguarlandrover.com/stories/8168

Para utilizadores de iPad, o download da aplicação da Land Rover Media Hub está disponível em http://landrovermediahub.com/.  

 

 

LR Discovery_Adventure_Challenge_Winner_030314_01LR Discovery_Adventure_Challenge_Winner_030314_02_LR Discovery_Adventure_Challenge_Winner_030314_03_LR Discovery_Adventure_Challenge_Winner_030314_04_LR Discovery_Adventure_Challenge_Winner_030314_05_

-         A Land Rover produz autênticos veículos 4x4 que proporcionam uma verdadeira abrangência de capacidades em toda a gama disponível desde 1948. O Defender, Freelander 2, Discovery 4, Range Rover Sport, Range Rover e Range Rover Evoque definem cada um dos diferentes setores do mundo 4x4. Atualmente, os produtos Land Rover são comercializados em aproximadamente 180 mercados de todo o mundo.

 

 

Sobre a “British Exploring Society”:

-         A “British Exploring Society” é uma instituição de caridade que inspira jovens, dos 16 aos 25 anos e de diferentes origens, a desbloquearem o seu potencial através da exploração e de expedições científicas e exigentes, ajudando-os, e à própria sociedade, a melhor compreender o mundo que os rodeia. Todas s expedições são feitas em ambientes selvagens e remotos, como a selva, o deserto, o ártico e  montanhas. Para mais informações, consulte Britishexploring.org.

 

Sobre Ben Saunders

-         Ben Saunders é um explorador pioneiro e é uma das únicas três pessoas que esquiou em solitário até  ao Polo Norte, um desafio que Reinhold Messner qualificou como “10 vezes mais perigoso que o Evereste”. Aos 26 anos de idade, Ben foi o explorador mais jovem a completar esta travessia em mais de 10 anos. Conseguiu alcançar este desafio em 2004, em condições que a NASA qualificou como “as piores desde que estes desafios tiveram início”, e ao fazê-lo atingiu o recorde para a maior expedição ártica em solitário feita por um britânico. Ninguém repetiu esta experiência desde então

 

PEUGEOT 308 ELEITO CARRO DO ANO 2014

 

Novo Peugeot 308 eleito «Car of the Year» 2014


A 3 de Março de 2014, no âmbito do 84º Salão de Genebra que amanhã abre as suas portas à
imprensa internacional, o novo PEUGEOT 308 foi coroado com o prestigiado título de «Car of
the Year» 2014, atribuído por um júri composto por jornalistas de 22 países europeus.
30 novos modelos, de origem americana, coreana, europeia e japonesa, comercializados na Europa
ao longo do ano de 2013, concorriam ao título de «Car of the Year» 2014.
O júri, que reflecte as sensibilidades e preferências de 58 jornalistas oriundos de 22 países
europeus, anunciou o seu veredicto a partir de um grupo de sete finalistas, modelos que foram préseleccionados
em Dezembro último: o novo PEUGEOT 308 vence o «Car of the Year» 2014.
O novo 308 é o quarto modelo da PEUGEOT distinguido com o prémio de «Car of the Year».
Sucede, assim, ao 307 (2002), ao 405 (1988) e ao 504 (1969).
Produzido em Sochaux, berço histórico da marca, o novo 308 tem sido comercializado na Europa
desde o último trimestre de 2013. Será lançado na China, em termos industriais e comerciais, no
início de 2015, naquele que é o maior mercado global.
O título de «Car of the Year» 2014 é o mais prestigiado reconhecimento dado ao novo 308, modelo
que encarna os valores de excelência da marca em termos de design, elegante e design dinâmico,
de concepção eficiente, com base na abordagem extensiva de redução de peso, de experiência de
condução, para a qual contribui um inovador posto de condução (i-Cockpit), e de qualidade,
empregue ao mais alto nível.
O sucesso comercial está já assegurado, com mais de 55 000 encomendas desde o lançamento do
modelo, tendo o novo 308 contribuído, também, para o crescimento em gama da marca, como
atesta o «mix» do modelo, com 48% delas feitas nos níveis de equipamento superiores da gama
A partir do início da Primavera, o novo 308 verá a sua oferta enriquecida com uma segunda
silhueta: a 308 SW, carrinha espaçosa e desportiva que, tal como a berlina, apenas herda o nome
do seu antecessor.
Aos nove motores presentes no lançamento – quatro a gasolina e cinco diesel com consumos
particularmente reduzidos – junta-se o inédito bloco de três cilindros turbo, a gasolina, PureTech
1.2 e-THP de 130 cv, bem como três motores BlueHDi, cuja nova versão 1.6 BlueHDi de 120 cv
emite 82 g/km de CO2, valor recorde no segmento.
Ao receber o prémio das mãos de Hakan Matson, Presidente do júri, Maxime Picat, Director geral
da marca afirmou: «Com o novo PEUGEOT 308 estávamos convencidos de ter dado um salto em
termos de conceito, mas também tecnológico e qualitativo, que permitirá ao modelo o acesso, em
breve, ao pódio da categoria na Europa. O prestigioso prémio de «Car of the Year» 2014, que hoje308SW 02308 1306JBL034
recebo em nome de todos aqueles que contribuíram para o desenvolvimento e lançamento do
modelo, é a melhor das confirmações».


PEUGEOT


Presente em quase 160 países, com mais de 10 000 pontos de contacto, a PEUGEOT alia em todo o lado níveis
de Exigência, Aparência e Emoção.
Em 2013 a PEUGEOT efectuou 1 553 000 vendas mundiais, progrediu na maior parte dos grandes mercados
em crescimento e continuou a sua dinâmica subida de gama.
Para além das versões emblemáticas 208 GTi e XY, a PEUGEOT lançou o seu novo crossover urbano 2008 e
renovou radicalmente a sua oferta no segmento C com o novo PEUGEOT 308.
O elevado nível de qualidade em produtos e serviços, o requinte do design, a atenção ao detalhe e a
experiência de condução, contribuem para a emoção que distingue cada PEUGEOT.
Com mais de 60 milhões de veículos vendidos, estas qualidades estão no centro do compromisso da marca
desde há 125 anos.

 
Mais artigos...

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt